Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

ANO 2015 - VOLUME 51 - NÚMERO 5

EDITORIAL

Vitamin D and the kidneys: a fascinating relationship

José Gilberto Henriques Vieira

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):282-283

MEDICINA LABORATORIAL

Aspectos da bioquímica sanguínea de pacientes transplantados renais

Monnic M. L. Rocha; Adagmar Andriolo

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):284-290

RESUMO

INTRODUÇÃO: Função renal normal é condição para a manutenção do equilíbrio de cálcio e fósforo. A incidência de níveis reduzidos de 1,25-di-hidroxivitamina D (1,25(OH)2D, ou calcitriol) em pacientes transplantados renais é de 50%. As causas são multifatoriais, incluindo baixa disponibilidade de 25-hidroxivitamina D (25(OH)D). Ainda que o transplante renal seja o tratamento de escolha, alguns pacientes mantêm alterações ósseas resultantes de vários fatores, como persistência de distúrbios minerais devido a disfunção do enxerto e ação dos imunossupressores.
OBJETIVO: Avaliar a dinâmica de alguns parâmetros bioquímicos pós-transplante renal.
MATERIAL E MÉTODOS: Treze pacientes, seguidos desde o pré-transplante até três meses pós-transplante, com dosagens de creatinina, cálcio, fósforo, paratormônio (PTH), 25(OH)D e calcitriol.
RESULTADOS: A normalização do cálcio foi observada em 10 dos 13 pacientes (77%), e apenas um não teve os níveis de fósforo reduzidos; todos tinham PTH elevado no pré-transplante, quatro dos quais (31%) mantiveram essa alteração; nove (69%) tinham níveis baixos de 25(OH)D que se mantiveram praticamente inalterados pós-transplante. Baixos níveis de calcitriol foram observados em 46% dos pacientes no pré-transplante e permaneceram em apenas um deles. Esse paciente teve nível muito baixo de 25(OH)D pré-transplante (8 ng/ml), que não se alterou após a cirurgia. Uma possível explicação para a não normalização é a reduzida disponibilidade de substrato para a 1-alfa-hidroxilase.
CONCLUSÃO: Nossos dados, em concordância com a literatura, confirmam que mesmo pacientes com boa evolução após o transplante renal podem continuar com alterações bioquímicas importantes associadas à deterioração da qualidade óssea.

Palavras-chave: transplante renal; 25-hidroxivitamina D; calcitriol; metabolismo ósseo.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Normal renal function is a prerequisite for maintaining the normal balance of calcium and phosphorus. The incidence of 1,25-dihydroxyvitamin D (1,25(OH)2D, or calcitriol) deficiency in renal transplant patients is 50%. The causes are multifactorial, including low availability of 25-hydroxyvitamin D (25(OH)D). Although kidney transplant is the treatment of choice, some patients maintain bone changes resulting from the interplay of several factors, such as persistence of mineral disorders due to graft dysfunction and effect of immunosuppressive drugs.
OBJECTIVE: To evaluate the dynamics of some biochemical parameters after kidney transplant.
MATERIAL AND METHODS: Thirteen patients followed from pre-transplant to three months post-transplant, with measurements of creatinine, calcium, phosphate, parathyroid hormone (PTH), 25(OH)D, and calcitriol.
RESULTS: Normalization of calcium was observed in 10 of the 13 patients (77%), and only one did not have phosphate levels reduced after transplant; all patients presented elevated PTH in pre-transplant, four of which (31%) maintained this change; nine of the 13 patients (69%) had low levels of 25(OH)D, which remained essentially unchanged after transplantation. Low pre-transplant levels of calcitriol were observed in 46% of the patients, and remained in only one. This patient had a very low pre-transplant level of 25(OH)D (8 ng/ml) that did not change after surgery. A possible explanation for this is the reduced substrate availability for 1-alpha-hydroxylase.
CONCLUSION: Our data, in agreement with the literature, confirm that even patients with good outcomes after renal transplantation can still present important biochemical changes associated with deterioration of bone quality.

Keywords: renal transplantation; 25-hydroxyvitamin D; calcitriol; bone metabolism.

 

Primeira detecção de metalobetalactamases em isolados nosocomiais de Pseudomonas aeruginosa em Alagoas, Brasil

Emmily M. L. R. Barros; Viviane M. S. Morais; Karina C. B. Castro; Alice R. Orsi; Fernanda C. A. Maranhão; Zenaldo P. Silva; Denise M. W. Silva

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):291-295

RESUMO

INTRODUÇÃO: Pseudomonas aeruginosa é a principal causa de infecções oportunistas em seres humanos, e a escolha de agentes antimicrobianos eficazes para controlar essa bactéria tem sido limitada, principalmente devido à sua capacidade de produzir metalobetalactamases (MβL), enzimas capazes de inativar muitos antimicrobianos por meio de hidrólise.
OBJETIVO: Este estudo objetivou detectar a presença de cepas de P. aeruginosa multirresistentes e os genes codificadores de MβL (blaSPM, blaIMP e blaVIM) em isolados nosocomiais em Maceió (AL).
MÉTODOS: Os isolados foram coletados de quatro instituições públicas/hospitais em Maceió, e as culturas foram identificadas por métodos convencionais. A sensibilidade aos antibióticos foi determinada pelo método de disco-difusão de acordo com o Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI), e a reação em cadeia da polimerase (PCR) utilizada para identificar a presença de genes que codificam MβL - blaSPM, blaIMP e blaVIM.
RESULTADOS: Quarenta e três cepas de P. aeruginosa foram multirresistentes entre os 85 isolados nosocomiais identificados (50,6%); destes, 79,1% e 20% foram resistentes aos carbapenêmicos (imipenem e meropenen) e ao aztreonam, respectivamente. A PCR foi realizada em isolados suscetíveis ou resistentes, e nós identificamos nove (20,9%) cepas multirresistentes com gene blaSPM, enquanto apenas uma possuía blaIMP e nenhuma blaVIM positiva foi encontrada.
CONCLUSÃO: A produção de MβL é um importante mecanismo de resistência aos carbapenêmicos e a outros betalactâmicos entre cepas de P. aeruginosa nas amostras avaliadas. Relatamos a primeira identificação de genes codificadores de MβL em P. aeruginosa de ambiente hospitalar de Maceió, uma nova visão para a epidemiologia de MβL na região Nordeste do Brasil.

Palavras-chave: Pseudomonas aeruginosa; carbapenêmicos; betalactamases.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Pseudomonas aeruginosa is a leading cause of opportunistic infections in humans, and the choice of effective antimicrobial agents to control this bacterium has been limited, mainly due to its ability to produce metallo-β-lactamases (MβL), enzymes capable of inactivating many antimicrobials through hydrolysis.
OBJECTIVE: This study aimed to detect the presence of multidrug-resistant (MDR) P. aeruginosa strains and the MβL-encoding genes (blaSPM, blaIMP and blaVIM) in nosocomial isolates in Maceió (AL).
METHODS: The isolates were collected from four public institutions/hospitals in Maceió, and cultures were identified by conventional methods. Antibiotic susceptibility was determined by the disk diffusion method according to the Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI), and polymerase chain reaction (PCR) was used to identify the presence of the MβL-encoding genes blaSPM, blaIMP and blaVIM.
RESULTS: Forty-three strains of P. aeruginosa were MDR among 85 identified nosocomial isolates (50.6%), 79.1% and 20% of which were resistant to carbapenem (imipenem and meropenem) and aztreonam, respectively. PCR was performed in susceptible or resistant isolates and we identified nine (20.9%) MDR strains with blaSPM gene, whereas only one strain had blaIMP and none blaVIM positive was found.
CONCLUSION: Production of MβL is an important mechanism of resistance to carbapenems and other β-lactams among P. aeruginosa strains in the evaluated samples. We reported the first identification of MβL-encoding genes in P. aeruginosa from nosocomial environments in Maceió, a new insight for the epidemiology of MβL in the Northeastern region of Brazil.

Keywords: Pseudomonas aeruginosa; carbapenems; β-lactamases.

 

Protocolo de validação de múltiplos equipamentos para análise de gases sanguíneos em conformidade com os programas de acreditação laboratorial

Pérsio A. R. Ebner; Paschoalina Romano; Alexandre Sant'Anna; Maria Elizabete Mendes; Magna Oliveira; Nairo M. Sumita

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):296-302

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os resultados da análise dos gases sanguíneos utilizando diferentes equipamentos podem apresentar grandes variações decorrentes das diferenças metodológicas, dos procedimentos de calibração e da aplicação de configurações distintas para cada tipo de instrumento.
OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi avaliar múltiplos sistemas analíticos para teste de gases sanguíneos, eletrólitos e metabólitos, em conformidade com o Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC) da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML).
MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliadas 20 amostras em três analisadores de gases sanguíneos ABL800 Flex (Radiometer Medical ApS, Dinamarca) em relação ao equipamento em uso, que foi considerado referência. A análise de variância (Anova) foi aplicada para fins de estudo estatístico dos resultados obtidos nos quatro equipamentos, bem como o cálculo da média, do desvio padrão e do coeficiente de variação.
RESULTADOS: Os valores de p obtidos na análise estatística foram: pH = 0,983, pO2 = 0,991, pCO2 = 0,353, lactato = 0,584, glicose = 0,995, cálcio ionizado = 0,983, sódio = 0,991, potássio = 0,926 e cloro = 0,029.
CONCLUSÃO: A avaliação de múltiplos sistemas analíticos é procedimento essencial no laboratório clínico para garantia da qualidade e da exatidão dos resultados.

Palavras-chave: gasometria; harmonização; acreditação laboratorial; pH; pO2; pCO2; lactato; glicose; Na; K; Cl; Ca2+.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The results of blood gas analysis using different instrumentation can vary widely due to the methodological differences, the calibration procedures and the use of different configurations for each type of instrument.
OBJECTIVE: The objective of this study was to evaluate multiple analytical systems for measurement of blood gases, electrolytes and metabolites in accordance with the accreditation program (PALC) of Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML).
MATERIALS AND METHODS: 20 samples were evaluated in three ABL800 Flex (Radiometer Medical ApS, Denmark) blood gas analyzers, and the results were compared with those of the device in use, which was considered the reference. The analysis of variance (Anova) was applied for statistical purposes, as well as the calculation of mean, standard deviation and coefficient of variation.
RESULTS: The p values obtained in the statistical analysis were: pH = 0.983, pO2 = 0.991, pCO2 = 0.353, lactate = 0.584, glucose = 0.995, ionized calcium = 0.983, sodium = 0.991, potassium = 0.926, chlorine = 0.029.
CONCLUSION: The evaluation of multiple analytical systems is an essential procedure in the clinical laboratory for quality assurance and accuracy of the results.

Keywords: gas analysis; harmonization; laboratory accreditation; pH; pO2; pCO2; lactate; glucose; Na; K; Cl; Ca2+.

 

Níveis plasmáticos de creatinina e citocinas relacionados com compatibilidade HLA em pacientes transplantados renais

Lorraine V. Alves; Marcelo José O. Maia; Fernanda F. C. Nunes; Henrique P. B. Magalhães; Daniela A. F. Afonso; Ana Paula L. Mota

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):303-309

RESUMO

INTRODUÇÃO: O sucesso de um transplante renal depende da prevenção da rejeição ao órgão por parte do sistema imune do receptor ao reconhecer aloantígenos presentes no tecido transplantado. A tipagem de antígenos leucocitários humanos (HLA) é um dos testes empregados no pré-transplante renal e constitui um dos fatores mais importantes para o transplante bem-sucedido.
OBJETIVO: O estudo em questão avaliou os níveis plasmáticos de creatinina e citocinas em pacientes transplantados renais em função da tipagem HLA realizada no período pré-transplante.
MÉTODOS: Foram avaliados 40 pacientes transplantados renais de dois centros de transplantes em Belo Horizonte (MG).
RESULTADOS: Os pacientes foram distribuídos em grupos de acordo com o número de compatibilidades HLA e constatou-se, por meio de análises estatísticas, que o grupo com mais de três compatibilidades (H3) apresentou níveis significativamente menores de creatinina pós-transplante em relação aos grupos com três ou menos compatibilidades (H2 e H1, respectivamente). As medianas dos níveis plasmáticos das citocinas interleucina 6 (IL-6), fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) e interleucina 10 (IL-10) também foram avaliadas em função do número de compatibilidades. Observou-se que as citocinas pró-inflamatórias (IL-6 e TNF-α) estavam significativamente maiores nos grupos com menor compatibilidade HLA. Por outro lado, a citocina reguladora IL-10 apresentou níveis plasmáticos significativamente maiores no grupo com mais compatibilidades entre doador e receptor.
CONCLUSÃO: Esses achados permitem inferir que a tipagem HLA de doadores e receptores pré-transplante pode influenciar na função renal do enxerto pós-transplante, bem como contribuir para o desenvolvimento e a escolha de novas estratégias de tratamento.

Palavras-chave: transplante renal; creatinina; citocinas; HLA.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The success of kidney transplantation depends on prevention of organ rejection by the recipient's immune system, which recognizes alloantigens present in transplanted tissue. Human leukocyte antigen (HLA) typing is one of the tests used in pre-renal transplantation and represents one of the most important factors for a successful procedure.
OBJECTIVE: The present study evaluated creatinine and cytokines plasma levels in kidney transplant patients according to pre-transplant HLA typing.
METHODS: We assessed 40 renal transplanted patients selected in two transplant centers in Belo Horizonte (MG).
RESULTS: Patients were distributed into three groups according to HLA compatibility and, through statistical analysis, the group with more than three matches (H3) was found to have significantly lower post-transplant creatinine levels, compared to groups with three or fewer matches (H2 and H1, respectively). The median plasma levels of cytokines interleukin 6 (IL-6), tumor necrosis factor alpha (TNF-α), and interleukin 10 (IL-10) were evaluated according to the number of matches. Pro-inflammatory cytokines (IL-6 and TNF-α) were significantly higher in groups with lower HLA compatibility. On the other hand, the regulatory cytokine IL-10 had significantly higher plasma levels in the group with greater compatibility between donor and recipient.
CONCLUSION: These findings allow us to infer that pre-transplant HLA typing of donors and recipients can influence post-transplant renal graft function and may contribute to the development and choice of new treatment strategies.

Keywords: renal transplantation; creatinine; cytokines; HLA.

 

Infecção pelo citomegalovírus na gestação

Flávia Naddeo; Ana Maria Passos-Castilho; Celso Granato

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):310-314

RESUMO

A infecção congênita pelo citomegalovírus (CMV) é a principal causa de deficiências congênitas infecciosas. Sua transmissão pode ocorrer em infecções primárias (cuja taxa de transmissão é consideravelmente mais alta) e não primárias. O diagnóstico da infecção congênita é complexo e existe controvérsia sobre a avaliação sorológica durante a gravidez. Este artigo tem como objetivo revisar a literatura acerca da infecção por CMV, seu diagnóstico e sua epidemiologia.

Palavras-chave: gestantes; citomegalovírus; infecções por citomegalovírus.

 

ABSTRACT

Congenital cytomegalovirus (CMV) infection is the leading cause of infectious congenital defects and disabilities. Its transmission can occur in primary and non-primary infections; however the transmission rate is considerably higher in primary infections. The diagnosis of congenital infection is complex, and there is a discussion concerning serological evaluation during pregnancy. This article aims to review the literature concerning CMV infection, its diagnosis and epidemiology.

Keywords: pregnancy; cytomegalovirus; cytomegalovirus infections.

 

CITOPATOLOGIA

Citologia anal em mulheres com neoplasia intraepitelial ou invasiva cervical: concordância interobservadores

Sandra A. Heráclio; Fátima Regina G. Pinto; Kristiane Cahen; Letícia Katz; Alex Sandro R. Souza

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):315-322

RESUMO

INTRODUÇÃO: O número de casos de câncer de canal anal vem aumentando nos últimos 20 anos no mundo. Devido às similaridades embriológicas, histológicas e imuno-histoquímicas do canal anal com o colo uterino, adotou-se a citologia anal para rastreamento das lesões precursoras desse tipo de câncer em grupos de risco.
OBJETIVO: Determinar a concordância interobservadores na citologia anal e a concordância entre os diagnósticos citológico e histopatológico no rastreamento das neoplasias anais.
MATERIAL E MÉTODOS: Foi realizado um estudo observacional do tipo corte transversal para rastreamento de câncer anal em 324 mulheres com neoplasias intraepiteliais ou invasivas cervicais, no período de dezembro de 2008 a junho de 2009. Foram colhidas amostras citológicas anais, as quais foram analisadas por três citopatologistas; a seguir, elas foram classificadas de acordo com o consenso Bethesda 2001, sendo agrupadas em negativas e positivas para células atípicas. Biópsias e reação em cadeia de polimerase (PCR) para papilomavírus humano (HPV) foram realizadas para verificar a concordância interobservadores. Foi aplicado o coeficiente kappa múltiplo e simples, bem como o seu intervalo de confiança de 95%.
RESULTADOS: A concordância interobservadores, incluindo todas as categorias diagnósticas, foi moderada (coeficiente kappa múltiplo: 0,6). A concordância para identificar citologias anormais entre os citopatologistas 1, 2 e 3 com o diagnóstico de consenso foi forte (coeficiente de kappa simples: 0,71; 0,85 e 0,82; respectivamente).
CONCLUSÃO: A concordância interobservadores na citologia anal foi de moderada a forte, indicando que os critérios citomorfológicos são reprodutíveis na interpretação de material anal.

Palavras-chave: detecção precoce de câncer; neoplasias do ânus; neoplasias do colo do útero.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Incidence rates of anal cancer have been rising worldwide in the last 20 years. Due to embryological, histological and immunohistochemical similarities between the anal canal and the cervix, routine screening with anal cytology for precursor lesions in high-risk groups has been adopted.
OBJECTIVE: To determine interobserver agreement for the diagnosis of anal neoplasia by anal cytology.
MATERIAL AND METHODS: A cross-sectional observational study was conducted in 324 women with cervical intraepithelial or invasive cancers, for screening of anal cancer, from December 2008 to June 2009. Three hundred twenty-four cytological samples were analyzed by three cytopathologists. Cytological evaluation was based on the revised Bethesda terminology; samples were also classified into negative and positive for atypical cells. We calculated the kappa statistic with 95% confidence interval (95% CI) to assess agreement among the three cytopathologists.
RESULTS: Interobserver agreement in the five categories of the Bethesda terminology was moderate (kappa for multiple raters: 0.6). Agreement among cytopathologists 1, 2 and 3 with a consensus diagnosis was strong (kappa: 0.71, 0.85 and 0.82, respectively).
CONCLUSION: Interobserver agreement in anal cytology was moderate to strong, indicating that cervical cytomorphological criteria are reproducible also in anal samples.

Keywords: early diagnosis; anus neoplasms; uterine cervical neoplasms.

 

PATOLOGIA

Relação entre idade e expressão do receptor de progesterona com presença de metástases no sistema nervoso central no carcinoma ductal invasivo da mama

Eduardo Cambruzzi; Luana R. Gassen; Andrei Reginatto; Andressa Noshang; Fernanda P. Brandão; Larissa R. Roman; Luciana H. Miranda; Karla Lais Pêgas

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):323-328

RESUMO

INTRODUÇÃO: O carcinoma ductal invasivo de tipo histológico não especial (CDINE) caracteriza-se por grande heterogeneidade morfológica, sendo responsável por cerca de 70%-80% dos tumores malignos de mama. Os principais fatores prognósticos são o tamanho tumoral, o grau de diferenciação e o status dos linfonodos axilares. O CDINE corresponde a 15%-18% das metástases no sistema nervoso central (MSNC) e, geralmente, sua resposta aos tratamentos sistêmicos/quimioterápicos é pouco satisfatória.
OBJETIVO: Estimar a relação entre achados clínicos e anatomopatológicos do CDINE com a presença de MSNC.
MÉTODO: Foram avaliadas as informações clínicas de 171 espécimes de setorectomia/mastectomia com esvaziamento axilar por CDINE, sendo determinadas as seguintes variáveis anatomopatológicas: tamanho tumoral, grau histológico, status nodal, expressão dos receptores de estrogênio (RE) e progesterona (RP) e de oncoproteína HER-2/neu/receptor do fator de crescimento epidérmico humano (c-erb-B2) e presença de MSNC. Os casos de MSNC em CDINE foram submetidos a ressecção e comprovação do sítio primário pela técnica de imuno-histoquímica.
RESULTADOS: A prevalência de MSNC foi igual a 9,4% (n = 16) e apresentou correlação com faixa etária (p = 0,01) e expressão dos RP (p = 0,004). Embora os casos de CDINE com MSNC estivessem relacionados com maior tamanho tumoral, maior grau histológico e metástases nodais, não foi encontrada associação estatística (p = 0,221, p = 0,224 e p = 0,99, respectivamente). A expressão de RE e c-erb-B2 não foi significativa entre os dois grupos (p = 0,072 e p = 0,31, respectivamente).
CONCLUSÃO: O presente estudo mostrou que as pacientes mais jovens e a expressão dos RP relacionam-se com a presença de MSNC. A avaliação de achados anatomopatológicos específicos no CDINE pode ajudar a estabelecer fatores de risco e/ou parâmetros clínicos associados ao desenvolvimento de MSNC.

Palavras-chave: sistema nervoso central; carcinoma; mama; metástase neoplásica; patologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Breast invasive carcinoma of no special type (NST) is characterized by great morphological heterogeneity, and accounts for about 70%-80% of malignant breast tumors. The main prognostic factors are tumor size, degree of differentiation, and status of axillary lymph nodes. NST represents 15%-18% of central nervous system metastases (CNSm), and generally the response to systemic treatment/chemotherapy is unsatisfactory.
OBJECTIVE: To estimate the association between clinical and pathological findings of NST with CNSm.
METHOD: Clinical data of 171 specimens of lumpectomy/mastectomy with axillary dissection in NST were evaluated, as well as the following pathological variables: tumor size, histological grade, nodal status, expression of estrogen (ER) and progesterone receptors (PR) and human epidermal growth factor receptor 2 (HER-2/neu) oncogene (c-erb B2), and presence of CNSm. The cases of CNSm in NST underwent resection, and the primary site was identified by immunohistochemistry.
RESULTS: The prevalence of CNSm was 9.4% (n = 16), and was related to age (p = 0.01), and the expression of PR (p = 0.004). Although cases of NST with CNSm showed correlation with greater tumor size, higher histological grade and nodal metastases, there was no statistical association (p = 0.221, p = 0.224 and p = 0.99, respectively). Expression of ER and c-erb-B2 was not significant between the two groups (p = 0.072 and p = 0.31, respectively).
CONCLUSION: This study showed that younger patients and the expression of RP correlate with the presence of CNSm. The evaluation of specific pathological findings in NST can help establish risk factors and/or clinical parameters associated with the development of CNSm.

Keywords: central nervous system; carcinoma; breast; neoplasm metastasis; pathology.

 

Acurácia da consulta intraoperatória nos nódulos da tireoide: análise de 2.040 casos realizados no Instituto Nacional de Câncer em 12 anos

Theresinha C. Fonseca; Ana Lúcia A. Eisenberg; Mário Lúcio C. Araújo Jr.

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):329-334

RESUMO

INTRODUÇÃO: O nódulo tireoidiano é a manifestação clínica mais comum de doenças da tireoide, e entre os procedimentos para o seu diagnóstico, o exame citológico é o mais usado devido à alta acurácia. Como consequência, o valor da consulta intraoperatória (CIO) tornou-se motivo de controvérsia. A CIO é um dos mais importantes e difíceis procedimentos que o patologista utiliza. Ela possibilita que o paciente seja diagnosticado, tratado e estadiado em uma mesma intervenção.
OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é avaliar a acurácia da CIO em tireoide no Instituto Nacional de Câncer (Inca).
MÉTODOS: Este estudo analisou as CIOs em tireoide realizadas no Inca no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2012. O diagnóstico delas foi comparado com o diagnóstico histopatológico, considerado o padrão ouro, e foi classificado em: concordante, discordante e indeterminado. A partir desses dados, foram calculadas a sensibilidade, a especificidade e a acurácia.
RESULTADOS E CONCLUSÃO: Das 2.040 CIOs realizadas, os diagnósticos foram concordantes em 1.770 casos (87%), discordantes em 45 (2%) e indeterminados em 225 (11%). Dos 1.770 casos concordantes, 1.252 (61%) foram verdadeiros negativos e 518 (25%), verdadeiros positivos. Dos 45 casos discordantes, 38 (2%) foram falsos negativos e sete, falsos positivos (0,3%). A sensibilidade do exame foi de 0,94%; a especificidade, de 0,99%; e a acurácia, de 0,97%. Nossos resultados indicam que a CIO em tireoide é um exame de alta acurácia, o que contribui para a conduta cirúrgica.

Palavras-chave: doenças da glândula tireoide; congelamento; patologia; precisão da medição dimensional.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The thyroid nodule is the most common clinical manifestation of thyroid diseases, and, among the procedures for its diagnosis, cytological examination is the most used. Due to the high accuracy of cytological examination, the value of intraoperative consultation (IOC) has become a matter of controversy. IOC is one of the most important and difficult procedures that a pathologist adopts, enabling the patient to be diagnosed, treated and staged in the same intervention.
OBJECTIVE: To evaluate the accuracy of IOC in thyroid at Instituto Nacional de Câncer (Inca).
METHODS: This study analyzed IOC in thyroid held in Inca from January 2001 to December 2012. The IOC diagnosis was compared with the histopathologic diagnosis, considered the gold standard, and was classified as concordant, discordant and indeterminate. From these data we calculated sensitivity, specificity and accuracy.
RESULTS: Among the 2,040 held IOCs, diagnoses were concordant in 1,770 cases (87%), discordant in 45 (2%) and indeterminate in 225 (11%). Among the 1,770 concordant cases, 1,252 (61%) were true negative, and 518 (25%), true positive. Among the 45 discordant cases, 38 (2%) were false negative, and seven (0,3%), false positive. The test sensitivity was 0.94%, specificity of 0.99% and accuracy of 0.97%.
CONCLUSION: Our results indicate that IOC in thyroid is a highly accurate test, contributing to the surgical conduct.

Keywords: thyroid neoplasms; dimensional measurement accuracy; frozen sections; pathology.

 

Sequência de Pierre Robin: relato de caso, a relevância da autópsia

Cristiano C. Oliveira; Maria Aparecida C. Domingues

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):335-338

RESUMO

Sequência de Pierre Robin é uma doença neonatal caracterizada por micrognatismo, glossoptose e fenda palatina. Relatamos um caso de autópsia de uma criança cujas malformações da orofaringe somente foram identificadas ao nascimento. A criança era pré-termo extremo com depressão neonatal grave e má recuperação, e as malformações orofaciais impediram o correto tratamento. Havia alteração facial caracterizada por micrognatia associada a fenda palatina e posteriorização da língua, comprimindo a valécula, estruturalmente compatível com glossoptose. A autópsia extrapola as relevâncias científica e epidemiológica, permitindo o aconselhamento genético familiar e o monitoramento adequado da gestação subsequente.

Palavras-chave: patologia; autópsia; síndrome de Pierre Robin.

 

ABSTRACT

Pierre Robin sequence is a neonatal disorder characterized by micrognathism, glossoptosis and cleft palate. We reported an autopsy case of a child whose malformations of the oropharynx were identified only at birth. The child was extremely preterm with severe neonatal depression and poor recovery, and the orofacial alterations prevented the correct treatment. There was facial disorder characterized by micrognathia associated with cleft palate and posterior displacement of the tongue, compressing the vallecula, structurally compatible with glossoptosis. This autopsy surpassed the scientific and epidemiological relevance, allowing the family genetic counseling and close monitoring of a subsequent pregnancy.

Keywords: pathology; autopsy; Pierre Robin syndrome.

 

Epignathus gigante do palato: relato de caso

Marcelo P. Menezes Filho; Nábia Maria M. S. Simão

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):339-343

RESUMO

Epignathus é um tipo de malformações raras, com elevado índice de mortalidade devido ao comprometimento respiratório por mecanismos obstrutivos. Na maioria dos casos, é benigno; entretanto, casos de epignathus maligno já foram descritos. A presença de neuroepitélio é um fator que aumenta a possibilidade de malignidade e pode confundir o diagnóstico. Descreve-se um epignathus em neonato, além de seu estudo clínico e histopatológico. O tratamento definitivo é a ressecção cirúrgica completa; focos residuais associam-se à recidiva, sem necessariamente aumentar o risco de malignidade.

Palavras-chave: teratoma; anormalidades teratoides graves.

 

ABSTRACT

Epignathi are congenital malformations, with a high level of mortality due to their obstructive mechanism and respiratory involvement. Most of them are benign; however, cases of malignant epignathus have been described. The possibilities of malignancy increase in the presence of neuroepithelium, an important confounding factor. Epignathus is described in a newborn, besides its clinical and histopathological study. Surgery with complete resection is the definitive treatment. Residual tissue is linked to recurrence, curiously without increasing the risk of malignancy.

Keywords: teratoma; teratoid severe abnormalities.

 

Indexadores