Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

ANO 2018 - VOLUME 54 - NÚMERO 6

EDITORIAL

Would carcinogenesis have a synergistic relatioship with bacteria and virus?

Eduardo Emery

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):352

ORIGINAL ARTICLE

Avaliação de não conformidades às normas sanitárias aplicadas a laboratórios intra-hospitalares públicos de análises clínicas na cidade do Rio de Janeiro (RJ) no período de novembro de 2016 a novembro de 2017

Samuel F. Costa; Maria Emilia C. Gombarovits; Luciane S. Velasque; Gloria Regina da Silva e Sá; Bianca R. M. Silva

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):353-358

RESUMO

Este estudo apresenta as principais não conformidades às normas sanitárias encontradas em laboratórios de análises clínicas (LAC) intra-hospitalares públicos localizados no município do Rio de Janeiro (RJ) no período de novembro de 2016 a novembro de 2017. A avaliação de não conformidades sanitárias é fundamental para garantir metas na melhoria do controle da qualidade, aumento da confiabilidade dos resultados gerados e diminuição de riscos em saúde. Por meio da avaliação de 20 laboratórios públicos, federais e municipais, foi possível analisar as principais não conformidades sanitárias nas diferentes fases laboratoriais (pré-analítica, analítica e pós-analítica), avaliando a frequência e a tendência da distribuição através do teste exato de Fisher. Os resultados evidenciaram que 100% dos LAC analisados apresentaram ao menos uma não conformidade; entre aquelas com maiores frequências de não conformidades sanitárias estão as relacionadas com inexistência de procedimentos operacionais padrão (POPs), apresentando 45,5% em LAC de hospitais federais e 66,7% em LAC de hospitais municipais, além de falhas nos processos de limpeza, desinfecção e esterilização, nos equipamentos e na presença do responsável técnico (TM) durante todo o horário de trabalho. As ações de fiscalização sanitária buscam a prestação de serviços em saúde à população que esteja de acordo com padrões de qualidade estabelecidos, ainda que a identificação de não conformidades subsidie a adoção de ações corretivas pelo estabelecimento de saúde.

Palavras-chave: laboratórios de análises clínicas; vigilância sanitária; não conformidade.

 

ABSTRACT

The study presents the main nonconformities related to the sanitary regulations found in clinical laboratory analysis (CLA) attached to a public hospital in the city of Rio de Janeiro (RJ) from November 2016 to November 2017. The evaluation of the nonconformities related to sanitary conditions is fundamental to ensure the goals in improving quality control, increasing the reliability of the results generated and reducing health risks. Through the evaluation of 20 federal and municipal public health laboratories, it was possible to analyze the main sanitary nonconformities in the different laboratories phases (pre-analytical, analytical and post-analytical), evaluating, through Fisher’s exact test, the frequency and trend distribution of reported nonconformities. One hundred percent (100%) of the clinical analysis laboratories presented at least, one nonconformity. Among those with the highest frequencies of nonconformity related to sanitary conditions are those related to the lack of standard operating procedures (SOPs), presenting 45.5% in clinical analysis laboratories of federal hospitals and 66.7% in clinical analysis laboratories of municipal hospitals. Moreover flaws in the cleaning, disinfection and sterilization processes, in equipments and in the presence of the technical manager (TM) throughout the working hours. Sanitary surveillance actions seek to provide health services to the population that comply with established quality standards, even though the identification of nonconformities subsidizes the adoption of corrective actions by the health establishment.

Keywords: clinical analysis laboratories; health surveillance; nonconformities.

 

Investigação do polimorfismo rs35569394 do gene VEGF em endometriose

Lysandra T. Bruno; Marco Fábio Prata-Lima; Mariangela T. Ruiz-Cintra; Alessandra Bernadete Trovó de Marqui

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):359-363

RESUMO

INTRODUÇÃO: A endometriose é uma condição ginecológica crônica caracterizada pela presença de tecido endometrial em sítios extrauterinos. Seus sintomas incluem dismenorreia, dispareunia, dor pélvica crônica, infertilidade, disúria e disquezia. Diversos estudos têm relacionado os polimorfismos no gene vascular endothelial growth factor (VEGF) como um fator para o desenvolvimento da endometriose.
OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi comparar a frequência do polimorfismo rs35569394 do gene VEGF em mulheres com endometriose e controle, bem como investigar a associação deste polimorfismo ao risco de endometriose.
MÉTODOS: Este estudo caso-controle incluiu 45 pacientes com endometriose (casos) e 78 controle. A análise molecular foi realizada por reação em cadeia da polimerase (PCR). O teste do qui-quadrado foi empregado para comparar as frequências genotípicas e alélicas, e o equilíbrio de Hardy-Weinberg foi testado também por meio do teste do qui-quadrado, considerando a significância de p < 0,05.
RESULTADOS: A frequência do genótipo II, ID e DD foi de 24,4% versus 26,9%; 35,6% versus 37,2%; e 40% versus 35,9%, em pacientes e controle, respectivamente. As frequências alélicas foram I: 0,42 (casos) e 0,45 (controles) e D: 0,58 (casos) e 0,55 (controle). A frequência de alelos e genótipos do polimorfismo VEGF -2549I/D não foi diferente entre as mulheres com endometriose e as controle.
CONCLUSÃO: Na casuística analisada, a frequência do polimorfismo rs35569394 do gene VEGF é semelhante entre casos e controle. Essa variante genética não está associada à endometriose na população investigada.

Palavras-chave: endometriose; polimorfismo genético; reação em cadeia da polimerase.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Endometriosis is a chronic gynecological condition characterized by the presence of endometrial tissue in locations outside the uterus. Its symptoms include dysmenorrhea, dyspareunia, chronic pelvic pain, infertility, dysuria, and dyschezia. Several studies have related the vascular endothelial growth factor (VEGF) gene polymorphisms as a factor for the development of endometriosis.
OBJECTIVES: The aim of this study was to compare the frequency of the VEGF gene polymorphism rs35569394 in women with endometriosis and a control group, as well as to investigate the association of this polymorphism with the risk of endometriosis.
METHODS: This case-control study included 45 endometriosis patients (cases) and 78 controls. The molecular analysis was performed by polymerase chain reaction (PCR). The chi-square test was used to compare the genotype and allele frequencies, and the Hardy-Weinberg equilibrium was also tested using the chi-square test, considering the significance of p < 0.05.
RESULTS: The frequency of the II, ID and DD genotype was 24.4% versus 26.9%; 35.6% versus 37.2%; and 40% versus 35.9%, in patients and the control group, respectively. The allele frequencies were I: 0.42 (cases) and 0.45 (control); D: 0.58 (cases) and 0.55 (control). The allele and genotype frequency of VEGF -2549I/D polymorphism was not different between women with endometriosis and the control.
CONCLUSION: In the present study, the frequency of the VEGF gene polymorphism rs35569394 is similar between cases and control. This genetic variant is not associated with endometriosis in the investigated population.

Keywords: endometriosis; genetic polymorphism; polymerase chain reaction.

 

Desempenho dos testes rápidos em relação aos testes convencionais utilizados no diagnóstico de HIV

Márcia Jorge Castejon; Rosemeire Yamashiro; Carmem Aparecida F. Oliveira; Luis Fernando M. Brigido; Igor P. Generoso; Maria Amélia S. M. Veras; Ligia Regina F. S. Kerr

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):364-371

RESUMO

INTRODUÇÃO: O diagnóstico precoce é um importante instrumento para estratégias de combate à infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV).
OBJETIVO: O objetivo principal deste trabalho foi avaliar a comparabilidade do resultado de testes rápidos (TR) utilizados para o diagnóstico de HIV em relação a testes moleculares e sorológicos convencionais em amostras de sangue de população de homens que fazem sexo com homens (HSH) de 12 capitais brasileiras.
MATERIAL E MÉTODOS: Foram encaminhadas ao Instituto Adolfo Lutz (IAL), 591 amostras com resultado reagente no TR HIV dos 4176 HSH participantes para serem avaliadas pelos testes laboratoriais convencionais. Dessas amostras com pelo menos um TR reagente, 522 amostras foram analisadas e em 493 (94,4%) confirmou-se a positividade para HIV, sendo 33% pela carga viral HIV-1 acima de 5.000 cópias/ml e 67% pelos testes sorológicos. Foram avaliadas pela sorologia convencional, 336 (10%) amostras com resultado de TR não reagente; quatro (1,2%) apresentaram-se reagentes para HIV.
RESULTADOS E CONCLUSÃO: Os resultados mostraram elevado percentual de amostras com a positividade confirmada para HIV nos testes laboratoriais convencionais, bem como alguns resultados negativos que se confirmaram positivos, mostrando algumas limitações do método único do TR, destacando-se aos exames sorológicos papel fundamental à elucidação do diagnóstico.

Palavras-chave: anticorpos anti-HIV; imunoensaio; carga viral; sorologia; homossexualidade masculina; Brasil.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Early diagnosis is an important tool for strategies to fight human immunodeficiency virus (HIV) infection.
OBJECTIVE: The main objective of this study is to evaluate the comparability of the results of rapid tests (RT) used for the HIV diagnosis in relation to conventional molecular and serological tests in blood samples from a population of men who have sex with men (MSM), from 12 Brazilian capitals.
MATERIAL AND METHODS: 591 HIV-1 reactive test samples from 4176 MSM participants were submitted to Instituto Adolfo Lutz (IAL) for evaluation by conventional laboratory tests. From these samples with at least one RT reagent, 522 samples were analyzed, and in 493 (94.4%) the HIV positivity was confirmed, with 33% HIV-1 viral load above 5,000 copies/mL and 67% by the serological tests. A total of 336 (10%) samples with a non-reactive RT result were evaluated by standard serology, four (1.2%) tested positive for HIV.
RESULTS AND CONCLUSION: The results showed a high percentage of samples with confirmed HIV positivity in the conventional laboratory tests, as well as some non-reactive results that were confirmed positive, indicating some limitations of the RT single-step method. Therefore, the serological tests had a fundamental role in clarifying the diagnosis.

Keywords: anti-HIV antibodies; immunoassay; viral load; serology; male homosexuality; Brazil.

 

Expressão de Hsp27 e razão entre os índices de proliferação celular e apoptose em carcinoma de mama com e sem metástases axilares

Clarice M. Feyh Birnfeld; Vinicius D. Silva

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):372-378

RESUMO

INTRODUÇÃO: O envolvimento do sistema imunológico no processo de neoplasias vem sendo cada vez mais estudado devido ao seu potencial em terapia antitumorais.
OBJETIVOS: Avaliar a expressão de heat shock protein 27 (Hsp27) em amostras teciduais de carcinomas ductais invasores com e sem presença de metástase em linfonodo sentinela axilar, bem como estudar a relação da taxa de proliferação celular (Ki-76) e apoptose (caspase 3) em comparação com amostras de alteração fibrocística no tecido mamário.
MÉTODOS: Estudo transversal com amostras de tecidos coletados no Hospital São Lucas, entre setembro de 2001 e outubro de 2009, divididas em três grupos: 1. alteração fibrocística da mama (grupo-controle); 2. carcinoma ductal invasor de mama com presença de metástase linfonodal; e 3. sem presença de metástase linfonodal.
RESULTADOS: Observou-se expressão aumentada da Hsp27 no grupo de carcinomas sem metástase, quando comparado com os demais grupos. Houve diferença na expressão da proteína Ki-67 e na razão entre proliferação celular e apoptose entre os grupos com carcinoma quando comparados com o grupo-controle. Contudo, não houve diferença significativa entre os grupos com carcinoma ou entre a expressão de caspase 3 nos três grupos, quando comparados entre si.
CONCLUSÃO: A análise quantitativa da Hsp27 demonstrou maior expressão da proteína nos tecidos da neoplasia primária e nos linfonodos em carcinomas sem metástase em linfonodo sentinela axilar. Embora a metodologia e o número de casos não permitam concluir que esse comportamento na doença metastática seja um achado constante, justifica-se a necessidade de avaliar esse achado em estudos futuros.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; proliferação de células; apoptose.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The involvement of the immune system in the process of neoplasms has been increasingly studied due to its potential in antitumor therapy.
OBJECTIVES: To evaluate the expression of heat shock protein 27 (Hsp27) in tissue samples from invasive ductal carcinomas with and without the presence of axillary sentinel lymph node metastasis, as well as to study the relationship of cell proliferation rate (Ki-76) and apoptosis (caspase 3) compared with samples of fibrocystic change in breast tissue.
METHODS: Cross-sectional study with tissue samples collected at the Hospital São Lucas, between September 2001 and October 2009, divided into three groups: 1. fibrocystic breast change (control group); 2. invasive ductal carcinoma of the breast with presence of lymph node metastasis; and 3. absence of lymph node metastasis.
RESULTS: Increased Hsp27 expression was observed in the group of non-metastasis carcinomas when compared to the other groups. There was difference in Ki-67 protein expression and in the ratio between cell proliferation and apoptosis among the carcinoma groups compared to the control group. However, there was no significant difference between the carcinoma groups or between the expressions of caspase 3 in the three groups, when compared to each other.
CONCLUSION: Quantitative analysis of Hsp27 demonstrated increased protein expression in primary neoplasm tissues and in lymph nodes in carcinomas without axillary sentinel lymph node metastasis. Although the methodology and the number of cases do not allow concluding that this behavior in metastatic disease is a constant finding, this justifies the need to evaluate this finding in future studies.

Keywords: ductal carcinoma of the breast; cell proliferation; apoptosis.

 

Trombomodulina e interleucina 6 como potenciais biomarcadores da disfunção endotelial e da inflamação pós-transplante renal

Ana Paula L. Mota; Suellen R. Martins; Lorraine V. Alves; Carolina N. Cardoso; Patrícia N. Alpoim; Ieda de Fátima O. Silva; Fernando das Mercês-de-Lucas-Júnior; Cristiano X. Lima; Karina B. Gomes; Luci Maria S. Dusse

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):379-386

RESUMO

INTRODUÇÃO: A disfunção endotelial pode contribuir para estados de hipercoagulabilidade e inflamação presentes no transplante renal e na doença renal crônica (DRC) e suas causas, podendo ser avaliada por marcadores como trombomodulina (TM), fator de von Willebrand (FvW) e interleucina 6 (IL-6).
OBJETIVOS: Avaliar TM, FvW e IL-6 em receptores do transplante renal (RTR) e associar seus níveis com a causa primária de DRC pré-transplante e função do enxerto.
MÉTODOS: Foram alocados 160 RTR em grupos de acordo com a causa primária da DRC (G1: glomerulopatias; G2: nefroesclerose hipertensiva; G3: nefropatia diabética; e G4: outras causas/etiologia desconhecida), os níveis plasmáticos de creatinina (C1 < 1.4 e C2 ≥ 1.4 mg/dl) e o ritmo de filtração glomerular estimado (eRFG) (R1< 60 e R2 ≥ 60 ml/min/1.73 m2). A TM e o FvW foram determinados pelo ensaio de imunoabsorção enzimática (ELISA) e a IL-6, por citometria de fluxo. Os resultados foram apresentados como mediana, mínimo e máximo; p < 0,05 foi considerado significativo.
RESULTADOS: Níveis de TM foram significativamente maiores no grupo G1 em comparação com os demais (G1: 8,38; G2: 5,51; G3: 5,88; G4: 6,33 ng/ml, p < 0,0001), e no grupo R1 comparado com o R2 (R1: 6,65; R2: 6,19 ng/ml, p = 0,02). A concentração de IL-6, avaliada pela intensidade média de fluorescência, foi maior no grupo C2 quando comparada com o C1 (C1: 7,9; C2: 13,35, p = 0,03). Não houve diferença entre os grupos para o FvW. TM correlacionou-se positivamente com IL-6 e creatinina e negativamente com eRFG. A IL-6 foi positivamente correlacionada com o FvW.
CONCLUSÃO: TM e IL-6 podem ser apontadas como potenciais marcadores para avaliar a função do enxerto renal. A TM relacionou-se mais com a causa primária da DRC, se comparada com FvW e IL-6.

Palavras-chave: transplante de rim; endotélio; trombomodulina; interleucina 6; fator de von Willebrand.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Endothelial dysfunction may contribute to hypercoagulable and inflammation states presents in renal transplant, chronic kidney disease (CKD) and its causes. These disorders can be evaluated by markers, such as thrombomodulin (TM), von Willebrand factor (vWF) and interleukin 6 (IL-6).
OBJECTIVES: The aim of this study was to assess TM, vWF and IL-6 in renal transplant recipients (RTR) and associate their plasma levels with primary cause of end-stage renal disease (ESRD) and allograft function.
METHODS: 160 RTR were grouped according to the primary cause of CKD (G1: glomerulopathy; G2: hypertensive nephrosclerosis; G3: diabetic nephropathy; and G4: other causes/unknown etiology); creatinine plasma levels (C1 < 1.4 and C2 ≥ 1.4 mg/dl); and the estimated glomerular filtration rate (eGFR) (R1< 60 and R2 ≥ 60 ml/min/1.73 m2). TM and vWF were determined by the enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) and IL-6 by flow cytometry. The results were presented as median, minimum and maximum; p-value < 0.05 was considered statistically significant.
RESULTS: TM levels were significantly higher in the G1 group compared to the others (G1: 8.38; G2: 5.51; G3: 5.88; G4: 6.33 ng/ml, p < 0.0001), and in the R1 group compared to R2 (R1: 6.65; R2: 6.19 ng/ml, p = 0.02). The concentration of IL-6, measured by the mean fluorescence intensity, was higher in C2 group when compared to C1 (C1: 7.9; C2: 13.35, p = 0.03). There was no difference in vWF levels among groups. TM correlated positively with IL-6 and creatinine, and negatively with eGFR. IL-6 also correlated positively with vWF.
CONCLUSION: TM and IL-6 can be identified as potential markers for evaluating renal graft function. TM was more related to the primary cause of CKD compared to vWF and IL-6.

Keywords: kidney transplant; endothelium; thrombomodulin; interleukin 6; von Willebrand factor.

 

Detecção de infecções sexualmente transmissíveis em uma unidade ginecológica brasileira: alta prevalência de coinfecções

Alan Messala A. Britto; Cíntia Policarpo; Paula Pezzuto; Angela Rosa I. Meirelles; Yara Lúcia Furtado; Gutemberg Almeida; Gisele de Oliveira; Elisama D. Pontes; Fernanda Roberta S. Lima; Marcelo A. Soares; Renato S. Aguiar; Amilcar Tanuri; Ana Lúcia Giannini; Elizabeth S. Machado

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):393-400

RESUMO

INTRODUÇÃO: As infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) ainda são um importante problema de saúde pública, e a vigilância é essencial para sua prevenção e seu controle.
OBJETIVO: Avaliar a prevalência das ISTs em uma unidade de referência ginecológica no Rio de Janeiro, Brasil.
MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal realizado entre agosto de 2016 e junho de 2017. Foram coletados sangue total e células cervicais de 62 mulheres e realizados testes para detecção de papiloma vírus humano (HPV), vírus da imunodeficiência humana (HIV), sífilis, clamídia, gonorreia e vírus do herpes simples 1 e 2 (HSV-1/2). As lesões cervicais foram diagnosticadas por citopatologia, e em algumas pacientes, por colposcopia (79%). Outras ISTs foram avaliadas durante o exame clínico.
RESULTADOS: Foram encontradas lesões cervicais pelo exame citopatológico em 46,8% das pacientes; aquelas com história de quatro parceiros sexuais tiveram mais risco de desenvolvê-las. Houve concordância moderada entre os resultados da citopatologia e colposcopia (Kappa = 0,69). A prevalência de HSV (96,7%), sífilis (6,4%) e HIV (3,2%) foi maior que a descrita na literatura, enquanto a prevalência de clamídia (6,4%) e gonorreia (1,6%) foi similar. O HPV foi detectado em 53,2% das mulheres, sendo 32,3% delas infectadas pelo HPV 16. No contexto das coinfecções, 38 mulheres (61,3%) tinham mais de uma IST.
CONCLUSÃO: Visto que a maioria das mulheres analisadas era acometida por mais de uma IST, nossos resultados sugerem que uma triagem rotineira dessas infecções nas unidades de saúde poderia auxiliar na detecção precoce, bem como no tratamento e na prevenção. Essas medidas também impactariam no controle do câncer cervical das pacientes.

Palavras-chave: saúde sexual e reprodutiva; coinfecção; mulheres; vigilância em saúde pública; doenças sexualmente transmissíveis; técnicas de diagnóstico obstétrico e ginecológico.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Sexually transmitted infections (STI) remain a major public health problem and surveillance is crucial for prevention and control strategies.
OBJECTIVE: Our aim was to assess the prevalence of STI in a reference center for gynecology in Rio de Janeiro, Brazil.
MATERIALS AND METHODS: It is a cross-sectional study conducted between August 2016 and June 2017. Whole blood and cervical cells were collected from 62 women and tested for human papillomavirus (HPV), human immunodeficiency virus (HIV), syphilis, chlamydia, gonorrhea and herpes simples virus 1 and 2 (HSV-1/2). Cervical lesions were diagnosed by cytopathology and in some patients by colposcopy (79%). Other STI were evaluated during clinical examination.
RESULTS: Cervical lesions were detected by cytopathology examinations in 46.8% of patients; those with a history of four sexual partners were at higher risk of developing them. There was moderate agreement between the cytopathology e colposcopy results (Kappa = 0.69). The prevalence of HSV (96.7%), syphilis (6.4%) and HIV (3.2%) were higher than that described in the literature, while the prevalence of chlamydia (6.4%) and gonorrhea (1.6%) were similar. HPV was detected in 53.2% of women, 32.3% of which were infected by HPV 16. In the context of co-infections, 38 women (61.3%) presented more than one STI.
CONCLUSION: Since most of the women analyzed were affected by more than one STI, our results suggest that routine screening for these infections at health centers would help in early detection, treatment and prevention of these infections. These measures would also impact on patients’ cervical cancer control.

Keywords: sexual and reproductive health; co-infection; women; public health surveillance; sexually transmitted diseases; obstetrical and gynecological diagnostic techniques.

 

Segurança de pacientes pela análise de informações não preenchidas nas requisições dos exames citopatológicos

Dayane B. Costa; Analine Rosa B. A. Carvalho; Michele Ana F. Chaves; Jacqueline Plewka; Maurício Turkiewicz

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):401-406

RESUMO

INTRODUÇÃO: O câncer do colo do útero é um sério problema de saúde pública devido a sua alta incidência e mortalidade em países subdesenvolvidos, sendo, desta forma, uma prioridade na saúde mundial. Programas organizados de rastreamento podem reduzir a incidência e a mortalidade do câncer do colo do útero em virtude da detecção precoce de lesões pré-malignas.
OBJETIVO: Avaliar as informações não preenchidas das requisições dos exames citopatológicos do colo do útero do Programa Nacional de Controle desse câncer do Ministério da Saúde (MS), verificando o percentual de não preenchimento em um município do oeste do Paraná, Brasil.
MÉTODOS: Foi realizado um estudo retrospectivo e quantitativo, com base nos dados das requisições de exames citopatológicos do colo do útero, das mulheres atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no referido município, no período de maio de 2014 a maio de 2015.
RESULTADOS: Não houve preenchimento das informações em 9.010 (40,9%) requisições. As informações não fornecidas são de preenchimento obrigatório pela equipe de saúde responsável pela coleta deste exame conforme as diretrizes do MS.
CONCLUSÃO: Há uma necessidade de treinamento profissional acerca do preenchimento das informações, pois elas colaboram com o aumento da sensibilidade e da especificidade do exame citopatológico, permitindo assim resultados mais confiáveis e que auxiliem na segurança da paciente.

Palavras-chave: colo do útero; segurança da paciente; teste de Papanicolaou.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Cervical cancer is a serious public health problem because of its high incidence and mortality in developing countries and is, therefore, a priority in global health. Organized screening programs can reduce the incidence and mortality of cervical cancer due to the early detection of precancerous lesions.
OBJECTIVE: To evaluate the incomplete information from cervical cytology test requisitions of the National Cancer Control Programme of the Brazilian Ministry of Health (MoH), verifying the percentage of non-completion in a municipality in western Paraná, Brazil.
METHODS: A retrospective and quantitative study was carried out, based on data from cervical cytology test requisitions, from women attended by the Unified Health System [Sistema Único de Saúde (SUS)] in a municipality in western Paraná from May 2014 to May 2015.
RESULTS: The failure to provide the information occurred in 9,010 (40.9%) requisitions. The information not provided is mandatory for the health team responsible for collecting this exam in accordance with MoH guidelines.
CONCLUSION: There is a need for professional training about filling in the information on requisitions, because they collaborate with the increase of the sensitivity and specificity of the cytology test, thus allowing more reliable results that aid in patient safety.

Keywords: cervix; patient safety; Pap smear test.

 

Investigação da correlação entre achados citológicos e histológicos na suspeita de carcinoma da tireoide

Clarissa A. Brites; Ludmila B. S. Balsimelli; Karina M. P. A. Coelho; Hercílio Fronza-Júnior; Jaqueline Stall; Paulo Henrique C. França

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):407-411

RESUMO

INTRODUÇÃO: A classificação citopatológica tireoidiana com base no Sistema de Bethesda para Relatos de Citopatologia da Tireoide (SBRCT) padronizou os resultados provenientes de punção aspirativa por agulha fina (PAAF). Seu uso tem facilitado a comunicação entre clínicos, parece reduzir o número de tireoidectomias não necessárias e também melhora a qualidade na detecção de malignidade.
OBJETIVO: Avaliar a correlação entre amostras citopatológicas classificadas de acordo com o SBRCT e seu achado histológico após análise da amostra pós procedimentos cirúrgico.
MÉTODOS: Amostras citopatológicas classificadas de acordo com Sistema de Bethesda foram correlacionadas com o achado anatomopatológico respectivo após tireoidectomia. Foram incluídos todos os casos de tireoidectomia com PAAF anterior, na mesma lateralidade do órgão, ocorridos no período de dois anos.
RESULTADOS: Os 200 casos de PAAF de tireoide analisados foram distribuídos em 25 casos não diagnósticos ou insatisfatórios (I; 12,5%), 45 casos benignos (II; 22,5%), 48 atipias ou lesões foliculares de significado indeterminado [(AUS/FLUS), III, 24%], 23 casos suspeitos para neoplasia folicular ou neoplasias foliculares [(SFN/FN), IV; 11,5%), 40 casos suspeitos para malignidade (V; 20%) e 19 casos malignos (VI; 9,5%). As taxas de malignidade observadas para as categorias I a VI foram 12%, 13,3%, 29,2%, 43,5%, 85% e 100%, respectivamente.
CONCLUSÃO: A prevalência da categoria II de Bethesda foi menor do que a recomendada pelo SBRCT (60%-70%), bem como a categoria III, a qual foi maior do que a recomendada (7%), porém os índices correspondentes de malignidade encontraram-se dentro das variações esperadas.

Palavras-chave: biópsia por agulha fina; glândula tireoide; carcinoma.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The thyroid cytopathologic classification based on The Bethesda System for Reporting Thyroid Cytopathology (TBSRTC) standardized results derived from fine-needle aspiration (FNA). It has facilitated communication among clinicians, seems to reduce the number of unnecessary thyroidectomies and also improves the quality of malignancy detection.
OBJECTIVE: To evaluate the correlation between cytopathological samples classified according to TBSRTC and their histological finding after specimen examination following surgical procedure.
METHODS: Cytopathological samples classified according to TBSRTC were correlated with the respective anatomopathological finding after thyroidectomy. There were retrospectively included all cases of thyroidectomy with previous FNA in the same lateral position of the organ that occurred within two years.
RESULTS: The 200 cases of thyroid FNA analyzed were distributed in 25 nondiagnostic or unsatisfactory cases (I; 12.5%), 45 benign cases (II; 22.5%), 48 atypia or follicular lesions of undetermined significance [(AUS/FLUS), III; 24%], 23 suspected cases for follicular neoplasia or follicular neoplasias [(SFN/FN), IV; 11.5%], 40 cases suspected for malignancy (V; 20%), and 19 malignant cases (VI; 9.5%). The malignancy rates observed for categories I to VI were 12%, 13.3%, 29.2%, 43.5%, 85%, and 100%, respectively.
CONCLUSION: The prevalence of Bethesda II category was lower than predicted by TBSRTC (60%-70%), as well as Bethesda III was higher than recommended (7%). Nevertheless, the corresponding malignancy rates were within the expected ranges.

Keywords: biopsy fine-needle; thyroid gland; carcinoma.

 

UPDATE ARTICLE

Síndrome de Turner e gravidez espontânea

Alessandra Bernadete Trovó de Marqui

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):387-392

RESUMO

O objetivo deste estudo é descrever pacientes com síndrome de Turner (ST) que tiveram gravidez espontânea e, quando possível, apresentar a frequência desse desfecho nessa condição genética. Trata-se de uma revisão bibliográfica realizada no MedLine/ PubMed, utilizando os descritores, em inglês: Turner syndrome and spontaneous pregnancy. Os seguintes filtros foram ativados: artigos com data de publicação dos últimos 10 anos que apresentassem os descritores no título/abstract. Foram identificados na busca eletrônica, 29 artigos. Após aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, o número de artigos selecionados foi sete. No entanto, mais dois artigos foram incluídos após a consulta das referências bibliográficas dos sete estudos, totalizando nove artigos científicos. A frequência de gravidez espontânea variou de 1,26% a 5,6%. Foram relatadas 62 pacientes com ST que engravidaram espontaneamente e 153 gravidezes. Houve predomínio do cariótipo 45,X/46,XX (42 pacientes). Três pacientes foram diagnosticadas com ST na idade adulta e duas delas após a gestação. A idade mínima na gestação foi 21 anos e a máxima, 32. No desfecho gestacional, foi observado um número expressivo de crianças nascidas e abortos, este último com valores de 54,9% e 34,6%. O presente estudo descreveu pacientes com ST e gravidez espontânea com cariótipo mosaico – mais frequente –, e puro. Acredita-se que esse valor possa estar subestimado, uma vez que há poucos estudos que investigaram primariamente a gravidez espontânea nessa condição genética, e muitas pacientes com ST podem não ter sido diagnosticadas devido à ampla variabilidade fenotípica associada a essa anomalia cromossômica.

Palavras-chave: síndrome de Turner; gravidez; fertilidade; resultado da gravidez; cariótipo.

 

ABSTRACT

The objective of this study is to describe patients with Turner syndrome (TS) who had spontaneous pregnancy and, when possible, to present the frequency of this outcome in this genetic condition. This is a literature review conducted in MedLine/PubMed, using the following English descriptors: Turner syndrome and spontaneous pregnancy. The following filters have been activated: articles with a publication date from the last 10 years that present the descriptors in the title/abstract. Twenty-nine articles were identified using the electronic search. After applying the inclusion and exclusion criteria, the number of articles selected was seven. However, two more articles were included after consulting the reference lists of these seven studies, totaling nine scientific articles. The frequency of spontaneous pregnancy ranged from 1.26% to 5.6%. Sixty-two TS patients who spontaneously became pregnant and 153 pregnancies were reported. There was a predominance of karyotype 45,X/46,XX (42 patients). Three patients were diagnosed with TS in adulthood and two of them after pregnancy. The minimum age at pregnancy was 21 years and the maximum 32. In the gestational outcome, an expressive number of children born, and abortions were observed, the latter with values of 54.9% and 34.6%. The present study described patients with TS and spontaneous pregnancy with mosaic (more frequent) and pure karyotype. It is believed that this value may be underestimated, since few studies have investigated primarily spontaneous pregnancy in this genetic condition, and many TS patients may not have been diagnosed because of the wide phenotypic variability associated with this chromosomal abnormality.

Keywords: Turner syndrome; pregnancy; fertility; pregnancy outcome; karyotype.

 

REVIEW ARTICLE

Câncer: e se for uma doença causada por uma associação entre microrganismos?

Karla Lais Pêgas

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):412-418

RESUMO

Apesar dos avanços no conhecimento do comportamento das neoplasias, o entendimento exato dos processos biológicos que envolvem os tumores malignos ainda não está totalmente elucidado. Mecanismos como subversão da fagocitose, expressão de citoquinas e quimiocinas, bloqueio da imunidade e regulação da apoptose são vias conhecidas de sobrevivência dos cânceres. Vários desses mecanismos também são utilizados como estratégias de sobrevivência de microrganismos. Este artigo faz uma analogia e compara o comportamento biológico das bactérias, dos vírus e das neoplasias, mostrando vários pontos em comum nos seus mecanismos de crescimento e sobrevivência, questionando o câncer como um organismo vivo distinto e introduzindo a hipótese de sinergia entre vírus e bactérias no desenvolvimento das neoplasias. Não há, até o momento, estudos experimentais que investiguem efetivamente a associação entre mais de um microrganismo como fator etiológico do câncer.

Palavras-chave: vírus; bactérias; carcinogênese; imunidade; apoptose; neoplasias.

 

ABSTRACT

Despite the advances in knowledge of the neoplasm behavior, the exact understanding of the biological processes that involve the malignant tumors is not yet fully elucidated. Mechanisms such as subversion of phagocytosis, cytokines and chemokines expression, blocking of immunity and apoptosis regulation are recognized ways of tumor survival. Several of these mechanisms are also used as survival strategies of microorganisms. This article makes an analogy and compares the biological behavior of bacteria, viruses and neoplasms, showing several common points in their mechanisms of growth and survival, questioning cancer as a distinct living organism and introducing the hypothesis of synergy between viruses and bacteria in the development of neoplasms. Up to now, there are no experimental studies that effectively investigate the association between more than one microorganism as an etiologic factor of cancer.

Keywords: virus; bacteria; carcinogenesis; immunity; apoptosis; cancer.

 

Indexadores