Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

ANO 2017 - VOLUME 53 - NÚMERO 2

EDITORIAL

The tip of the iceberg: what is hidden under the fragile X

Maria de Lourdes Chauffaille

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):80

MEDICINA LABORATORIAL

Influência da obesidade sobre a concentração sérica da proteína ligadora do retinol 4 (RBP4) em adultos jovens

Eduardo O. Chielle; Aline Feltez; Eliandra M. Rossi

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):81-86

RESUMO

INTRODUÇÃO: Na obesidade, ocorre inflamação crônica de baixo grau, na qual os macrófagos desempenham um papel importante na manutenção desta inflamação por produzirem sustâncias pré-inflamatórias e inflamatórias, como a proteína transportadora de retinol (RBP4), que funciona como gatilho para a inflamação do tecido adiposo, aliando-se a comorbidades da obesidade.
OBJETIVO: Este estudo avaliou a concentração sérica de RBP4 e biomarcadores de resistência insulínica (RI) em pacientes adultos jovens, com peso normal, sobrepeso e obesos.
MÉTODOS: Foi conduzido um estudo transversal que envolveu 149 indivíduos: 54 saudáveis (32 mulheres e 22 homens), 27 com sobrepeso (17 mulheres e 10 homens) e 68 obesos (41 mulheres e 27 homens). As medidas antropométricas e as concentrações de RBP4, insulina, HbA1c e glicose foram determinadas, além dos cálculos do modelo de avaliação da homeostase da resistência à insulina (HOMA-IR) e da sensibilidade insulínica (SI).
RESULTADOS: Pacientes obesos e com sobrepeso mostraram níveis significativos maiores de glicose, HbA1c, insulina e HOMA-IR (p > 0,0001) e diminuição da SI (p > 0,0001), quando comparados com o grupo de peso normal. Observou-se um aumento de RBP4 proporcional ao aumento do índice de massa corporal (IMC); o grupo obeso apresentou níveis significativamente superiores (p < 0,05).
CONCLUSÃO: Este estudo sugere que a RBP4 pode ter papel-chave no desenvolvimento da inflamação e da RI em obesos jovens, uma vez que pode promover perturbações significativas no metabolismo da insulina, além de contribuir para o desenvolvimento de comorbidades relacionadas com obesidade. Este parâmetro pode representar uma esperança na identificação de novos marcadores inflamatórios e de RI que auxiliem o diagnóstico e o acompanhamento de pacientes com sobrepeso e obesos.

Palavras-chave: proteínas de ligação ao retinol; obesidade; resistência à insulina; glucose.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Obesity is a chronic low-grade inflammation, in which macrophages play an important role in the maintenance of inflammation by producing pre-inflammatory and inflammatory substances such as retinol-binding protein 4 (RBP4), which acts as a trigger for adipose tissue inflammation and associated with obesity co-morbidities.
OBJECTIVE: This study evaluated the serum concentration of RBP4 and biomarkers of insulin resistance (IR) in young adult patients with normal weight, overweight and obese.
METHODS: A cross sectional study was conducted involving 149 subjects: 54 healthy individuals (32 women and 22 men), 27 overweight (17 women and 10 men) and 68 obese (41 women and 27 men). The anthropometric measures and the concentrations of RBP4, insulin, HbA1c and glucose were determined, in addition to the calculations for homeostatic model assessment of insulin resistance (HOMA-IR) and insulin sensitivity (IS).
RESULTS: overweight and obese patients showed significantly higher levels of glucose, HbA1c, insulin, and HOMA-IR (p < 0.0001), and decreased IS (p > 0.0001) when compared with the normal weight group. There was an increase in RBP4 proportional to the increase in body mass index (BMI); the obese group showed significantly higher levels (p < 0.05).
CONCLUSION: This study suggests that RBP4 may play a key role in the development of inflammation and IR in young obese individuals, as it may promote significant disturbances in insulin metabolism and may contribute to the development of obesity-related co-morbidities. This parameter can represent a hope in the identification of new inflammatory and IR markers to assist in the diagnosis and follow-up of overweight and obese patients.

Keywords: retinol-binding proteins; obesity; insulin resistance; glucose.

 

Resistência de bacilos Gram-negativos não fermentadores isolados de hemoculturas de um hospital de emergência

Marcelo Eduardo F. Oliveira; Danielle G. Araújo; Sibele R. Oliveira

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):87-91

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os bacilos Gram-negativos não fermentadores (BGNNF) são um grupo heterogêneo de microrganismos que não possuem a capacidade de fermentar carboidratos como forma de obtenção de energia. Possuem mais de 120 espécies classificadas como patogênicas, destacando-se entre elas Pseudomonas aeruginosa, Acinetobacter baumannii, Stenotrophomonas maltophilia e Burkholderia cepacia. As infecções causadas por esses microrganismos são, em sua maioria, adquiridas nos ambientes hospitalares, já que se tratam de patógenos oportunistas, estando entre as bactérias de maior relevância clínica e epidemiológica.
OBJETIVO: Este trabalho avaliou o perfil de resistência dos BGNNF isolados de hemoculturas em um hospital de emergência na cidade de Caruaru, no Agreste Pernambuco (PE), Brasil.
MÉTODOS: As cepas presentes nas hemoculturas foram isoladas nos meios de cultura ágar MacConkey e ágar Triple Sugar Iron (TSI). As amostras também foram submetidas ao teste de oxidase e ao teste de resistência a polimixina, além da coloração de Gram, para melhor identificação dos gêneros bacterianos de BGNNF. Foi realizado o antibiograma para verificação do perfil de resistência.
RESULTADOS: Verificou-se que das 87 (100%) cepas isoladas e analisadas, 11 (13%) foram classificadas como BGNNF. O gênero Acinetobacter sp. foi o mais frequente (55%). As cepas de Acinetobacter sp. apresentaram-se resistentes a gentamicina, meropenem, imipenem, amicacina, ciprofloxacina, ceftazidima e ceftriaxona.
CONCLUSÃO: O rastreamento de isolados de BGNNF resistentes, bem como uma maior atenção às práticas de controle de infecção hospitalar e sistemas de vigilância epidemiológica, além do cuidado contínuo em relação ao uso direcionado de antibióticos podem contribuir no combate a infecções por esses microrganismos.

Palavras-chave: infecção hospitalar; bactérias Gram-negativas; antibacterianos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Non-fermenting Gram-negative bacilli (NFGNB) are a heterogeneous group of microorganisms that do not have the ability to ferment carbohydrates as a way to obtain energy. There are more than 120 species classified as pathogenic, among them, Pseudomonas aeruginosa, Acinetobacter baumannii, Stenotrophomonas maltophilia and Burkholderia cepacia. Infections caused by these microorganisms are mostly acquired in the hospital environment, since they are opportunistic pathogens and are among the most important bacteria of greater clinical and epidemiological relevance.
OBJECTIVE: This study evaluated the resistance profile of NFGNB isolated from blood cultures at an emergency hospital in the city of Caruaru, Agreste Pernambuco (PE), Brazil.
METHODS: The strains present in the blood cultures were isolated on culture media MacConkey and Triple Sugar Iron (TSI) agar. The samples were also submitted to the oxidase test and the polymyxin resistance test, in addition to the Gram staining, to better identify NFGNB bacterial genera. An antibiogram test was carried out to verify the resistance profile.
RESULTS: It was found that from 87 (100%) isolated and analyzed strains, 11 (13%) were classified as NFGNB. The genus Acinetobacter sp. was the most frequently found (55%). The Acinetobacter sp. strains were resistant to gentamicin, meropenem, imipenem, amikacin, ciprofloxacin, ceftazidime and ceftriaxone.
CONCLUSION: Screening of resistant NFGNB isolated, as well as greater attention to hospital-acquired infection control practices and epidemiological surveillance systems, in addition to continued care with regard to the targeted use of antibiotics can contribute to successful this battle against infections by these microorganisms.

Keywords: hospital-acquired infection; Gram-negative bacteria; antibacterial agents.

 

Marcadores sorológicos para HBV e HBC em profissionais de saúde e usuários da rede do Sistema Único de Saúde no Município de Resende, Rio de Janeiro, Brasil

Alexandre R. Silva; Orlando C. Ferreira Jr.; Rafael S. A. Sá; Antonio L. Correia Jr.; Suely G. C. Silva; Marco Antonio L. Carvalho Netto; Luís Cristóvão M. S. Pôrto

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):92-99

RESUMO

INTRODUÇÃO: As infecções causadas pelo vírus da hepatite B (VHB) e C (VHC) constituem grave problema de saúde pública.
OBJETIVOS: O estudo visou detectar os marcadores HBsAg, anti-HBc, anti-HBs e anti-VHC em profissionais de saúde e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no município de Resende, Rio de Janeiro, bem como descrever o perfil sociodemográfico e os antecedentes de exposição.
MÉTODOS: Foram avaliadas 585 amostras entre maio e junho de 2014, obtidas dos dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Elas foram testadas para HBsAg, anti-HBc, anti-HBs e anti-VHC.
RESULTADOS: A faixa etária predominante observada foi de 30-44 anos (n = 277; 47,3%); 54,87% (n = 321) eram do sexo feminino e 271 (46,32%) se autodeclararam de cor da pele/etnia branca. Os participantes casados foram 262 (44,78%); 42,22% tinham o ensino médio (n = 247) e 174 eram profissionais de saúde (29,74%). Quatro participantes eram anti-VHC reagentes e 18, reagentes para anti-HBc. Destes, 15 eram anti-HBs reagentes (aHBs+). Nos profissionais de saúde, 68,8% possuem aHbs+. Em relação à vacinação contra hepatite B, 63,9% declararam possuí-la.
CONCLUSÃO: As prevalências 0,68% de VHC e de 3,08% de anti-HBc estão abaixo da detectada na região Sudeste no último censo nas capitais do Brasil. Há ainda reduzida adesão dos profissionais de saúde à testagem para VHB e VHC.

Palavras-chave: avaliação em saúde; anticorpos anti-hepatite; antígenos da hepatite B; anticorpos anti-hepatite C; pessoal técnico de saúde; cobertura vacinal.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Infections caused by the hepatitis B virus (HBV) and hepatitis C virus (HCV) are a major public health problem.
OBJECTIVES: The study aimed to detect HBsAg, anti-HBc, anti-HBs and anti-HCV among health professionals and users of the Brazilian Unified Health System [Sistema Único de Saúde (SUS)] in the city of Resende, Rio de Janeiro, and to describe the sociodemographic profile and background of exposure.
METHODS: A total of 585 samples were collected between May and June 2014, obtained from the Brazilian Notifiable Diseases Surveillance System [Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN)] data, which were tested for HBsAg, anti-HBc, anti-HBs and anti-HCV.
RESULTS: The predominant age group observed was 30-44 years (n = 277; 47.3%), 54.87% (n = 321) were female and 271 (46.32%) self declared skin colour/ethnicity white. The married participants were 262 (44.78%), 42.22% graduated from high school (n = 247) and 174 were health professionals (29.74%). Four participants were anti-HCV reagents and 18 were anti-HBc reagents. From these, 15 participants were reactive for anti-HBs antibodies. Among health professionals, 68.8% were anti-HBs positive. And 63.9% of participants declared to be vaccinated against hepatitis B.
CONCLUSION: The prevalence of 0.68% for HCV and 3.08% for anti-HBc are below that detected in the Southeast region from the last census in the capitals of Brazil. There is still a reduced acceptance among health professionals for HBV and HCV screening.

Keywords: health assessment; anti-hepatitis antibodies; hepatitis B antigens; anti-hepatitis C antibodies; healthcare technical personnel; immunization coverage.

 

Avaliação de concordância entre testes para diagnóstico da hanseníase

Alison R. Silva; Marcos Fabiano A. Queiroz; Edna A. Y. Ishikawa; Maria do Perpétuo S. A. Silvestre; Marilia B. Xavier

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):100-107

RESUMO

INTRODUÇÃO: A hanseníase é uma doença infecciosa crônica causada pelo parasita intracelular Mycobacterium leprae. O diagnóstico é essencialmente clínico, com base em sintomas, exame da pele, nervos periféricos e história epidemiológica. Testes laboratoriais são realizados para complementar o resultado de diagnóstico clínico, ou mesmo servindo como método de confirmação.
OBJETIVO: Investigar a positividade e a concordância da baciloscopia, do ensaio de imunoadsorvente ligado à enzima (ELISA) com o antígeno sintético ND-O-BSA, do ML Flow e da reação em cadeia da polimerase (PCR) para a detecção de Mycobacterium leprae em casos novos de hanseníase.
MÉTODOS: Foi realizada uma série de casos, avaliando uma amostra de conveniência de 39 novos casos de hanseníase e um grupo-controle de 18 contatos domiciliares em Belém (PA) e Igarapé-Açu (PA) a partir de março 2014 a setembro de 2015.
RESULTADOS: A concordância entre as combinações ELISA, ML Flow e PCR mostrou reprodutibilidade leve a ausente (Kappa ≤ 0,24). Os resultados mostraram maior sensibilidade no ensaio de PCR, com maior positividade em casos multibacilares. O teste ELISA mostrou baixa positividade, mesmo em casos multibacilares, resultando em nenhuma reação nos casos paucibacilares e contatos domiciliares.
CONCLUSÃO: A alta sensibilidade da PCR diminui a concordância com outros testes.

Palavras-chave: hanseníase; ensaio de imunoadsorção enzimática; reação em cadeia da polimerase; sorologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Leprosy is a chronic infectious disease caused by the intracellular parasite Mycobacterium leprae. The diagnosis is essentially clinical, based on symptoms, skin exam, peripheral nerves and epidemiological history. Laboratory tests are carried out to complement the result of clinical diagnosis, or even serving as a confirmatory method.
OBJECTIVE: To investigate the positivity and agreement between skin smear, enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) with synthetic antigen ND-O-BSA, ML Flow test and polymerase chain reaction (PCR) for detection of Mycobacterium leprae in new cases of leprosy.
METHODS: We conducted a case series study assessing a convenience sample of 39 new cases of leprosy and a control group of 18 household contacts in Belém (PA) and in Igarapé-Açu (PA) from March 2014 to September 2015.
RESULTS: The agreement between ELISA, ML Flow and PCR tests combinations showed slight to absent reproducibility (Kappa ≤ 0.24). The results showed greater sensitivity in PCR assay, with higher positivity in multibacillary cases. The ELISA test showed low positivity, even in multibacillary cases, resulting in no reaction to paucibacillary cases and household contacts.
CONCLUSION: The high sensitivity of PCR decreases the agreement with other tests.

Keywords: leprosy; enzyme-linked immunosorbent assay; polymerase chain reaction; serology.

 

Relato de um paciente com a síndrome do X frágil identificada de forma inesperada por meio do cariótipo

Maiara A. Floriani; Marcelo R. Vilas Boas; Rafael Fabiano M. Rosa; Patrícia Trevisan; Luiza Emy Dorfman; Rosana C. M. Rosa; Tatiana D. Zen; Paulo Ricardo G. Zen

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):108-109

RESUMO

A síndrome do X frágil é a principal causa conhecida de deficiência de aprendizagem herdada, caracterizada por mutações no gene FMR1. Relatamos a detecção inesperada de um paciente com síndrome do X frágil por meio de cariótipo de sangue periférico com bandamento GTG (bandamento G após tripsina e Giemsa). A análise cariotípica identificou fragilidade Xq27.3 em 17% das metáfases analisadas e em 54% quando utilizado TC 199, consistente com o diagnóstico citogenético da síndrome. Este caso foi o único a apresentar as provas de fra(X) no cariótipo de alta resolução em nosso serviço de atendimento, contribuindo para futuros diagnósticos de pacientes com história de atraso no desenvolvimento.

Palavras-chave: cariótipo; síndrome do cromossomo X frágil; deficiência intelectual; sítios frágeis do cromossomo.

 

ABSTRACT

Fragile X syndrome is considered the main known cause of inherited learning disabilities and it is characterized by mutations in the FMR1 gene. Our aim was to report an unexpected detection of a patient with fragile X syndrome by GTG-Banding karyotype analysis (G-bands after trypsin and Giemsa). The karyotype analysis identified Xq27.3 fragility in 17% of the metaphases analyzed and in 54% when using TC 199, consistent with the cytogenetic diagnosis of the syndrome. This case was the sole one to present the fra(X) tests in the high-resolution karyotype analysis in our care service, contributing to future diagnoses of patients with history of developmental delay.

Keywords: karyotype; fragile X syndrome; intellectual disability; chromosomal fragile sites.

 

Controle de qualidade das lâminas pelo método Kato-Katz para o diagnóstico parasitológico da esquistossomose mansônica

Constança S. Barbosa; Elainne Christine S. Gomes; Jeann Marie R. Marcelino; Karina R. L. J. Cavalcante; Wheverton Ricardo C. Nascimento

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):110-114

RESUMO

INTRODUÇÃO: O Kato-Katz é o método laboratorial adotado pelo Ministério da Saúde (MS) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como padrão-ouro para o diagnóstico da infecção humana pelo Schistosoma mansoni, sendo uma ferramenta de relevância clínica e epidemiológica, visto que permite classificar a carga parasitária do indivíduo infectado pelo cálculo de ovos por grama de fezes (OPG). Essa classificação pode também ser utilizada para estimar a intensidade da infecção nas comunidades, mensurar o impacto de medidas de controle da doença bem como estabelecer parâmetros de qualidade para a leitura das lâminas.
OBJETIVO: Descrever os procedimentos laboratoriais corretos para o diagnóstico parasitológico da infecção pelo S. mansoni pelo método Kato-Katz a partir do protocolo de controle de qualidade estabelecido pelo Laboratório e pelo Serviço de Referência em Esquistossomose/Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CPqAM)/Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)/MS.
MÉTODO: São descritas: 1) as etapas técnicas para o preparo das amostras de fezes e a leitura das lâminas; 2) as limitações da técnica; 3) o procedimento operacional padrão (POP) a ser adotado pelos laboratórios; 4) a metodologia para o controle de qualidade interno e externo da leitura das lâminas; e 5) os limites de tolerância aceitos para tal controle.
CONCLUSÃO: Este trabalho instrumentaliza os laboratórios que realizam o diagnóstico da esquistossomose pelo método Kato-Katz com parâmetros para implantar um serviço diagnóstico passível de ser avaliado interna e externamente. O estabelecimento de um protocolo de qualidade viabiliza a comparação de dados e a identificação de falhas no procedimento operacional, que poderão ser corrigidas por meio de capacitação de pessoal e tomada de medidas para os problemas identificados.

Palavras-chave: esquistossomose; controle de qualidade; diagnóstico; Schistosoma mansoni; parasitologia; testes diagnósticos de rotina.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Kato-Katz is a laboratory method recommended by the Brazilian Ministry of Health (BMH) and the World Health Organization (WHO) as the gold standard for the diagnosis of human infection by Schistosoma mansoni. The method has great clinical and epidemiological relevance because it allows the parasite load quantification of the infected patient by calculating the number of eggs per gram (EPG) of feces. This classification may also be used to estimate the intensity of infection in the communities, to measure the impact of disease control measures, as well as to establish quality parameters for reading the slides.
OBJECTIVE: To describe the correct laboratory procedures for the parasitological diagnosis of S. mansoni infection by the Kato-Katz method based on the quality control protocol established by the Laboratory and Reference Service in Schistosomiasis/Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CPqAM)/Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)/BMH.
METHODS: We describe: 1) the technical steps for fecal sample preparation and reading the slides; 2) the technical limitations; 3) the standard operating procedure (SOP) to be adopted by laboratories; 4) the methodology for the internal and external quality control of the reading slides results; and 5) the tolerance limits accepted for such control.
CONCLUSION: This study provides the laboratory which performs the diagnosis of schistosomiasis using the Kato-Katz method with parameters to implement a diagnostic service that can be evaluated internally and externally. The establishment of a quality protocol enables the comparison of data and the identification of failures in the operational procedure, which can be corrected by training personnel and taking actions for the problems identified.

Keywords: schistosomiasis; quality control; diagnosis; Schistosoma mansoni; parasitology; routine diagnostic tests.

 

Perfil de suscetibilidade a drogas antimicrobianas de amostras de Escherichia coli enterotoxigênica e enteropatogênica isoladas de espécimes fecais de crianças com doença diarreica aguda

Patrícia Luciana de Oliveira; Caroline S. Paula; Lisandra D. Rocha; Guilherme B. Collares; Roger T. Franco; Carolina P. Silva; Luiz M. Farias; Francisco José Penna; Edilberto N. Mendes; Teresa Cristina A. Ferrari; Paula P. Magalhães

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):115-118

RESUMO

Entre as doenças cuja etiopatogenia está associada à Escherichia coli, destaca-se a doença diarreica aguda. Estudos que visam à caracterização do perfil de suscetibilidade antimicrobiana contribuem para o delineamento de antibioticoterapia empírica eficaz. Neste estudo, foi avaliado o perfil de suscetibilidade a antimicrobianos de 98 amostras de E. coli enterotoxigênica (ETEC) e E. coli enteropatogênica (EPEC) isoladas de crianças com doença diarreica. As frequências de resistência a ampicilina, sulfametoxazol-trimetoprima, amoxicilina-clavulanato e ácido nalidíxico foram elevadas, variando entre 34,7% e 10,2%. Esta pesquisa recomenda o emprego de cefotaxima e ceftriaxona para o tratamento empírico de crianças com quadro de diarreia cuja etiologia sugerida seja ETEC ou EPEC.

Palavras-chave: Escherichia coli; Escherichia coli enteropatogênica; Escherichia coli enterotoxigênica; diarreia; resistência microbiana a medicamentos.

 

ABSTRACT

Among the diseases which etiopathogenesis is associated with Escherichia coli, acute diarrhea stands out. Studies on the characterization of the antimicrobial susceptibility profile contribute to the selection of appropriate empirical antimicrobial therapy. In this study, the antimicrobial susceptibility profile of 98 enterotoxigenic E. coli (ETEC) and enteropathogenic E. coli (EPEC) strains isolated from fecal specimens of children with acute diarrhea was evaluated. The resistance rates to ampicillin, sulfamethoxazole/trimethoprim, amoxicillin/clavulanate, and nalidixic acid were high, ranging from 34.7% to 10.2%. The result of this research recommends the use of cefotaxime and ceftriaxone for the empirical treatment of children with acute diarrhea which the etiology suggested is ETEC or EPEC.

Keywords: Escherichia coli; enteropathogenic Escherichia coli; enterotoxigenic Escherichia coli; diarrhea; antimicrobial resistance.

 

Expressão de CD64 em polimorfonucleares como potencial marcador para o monitoramento da replicação do citomegalovírus humano após transplante renal

Fabiana R. Carvalho; Natalia F. Rosário; Cintia F. Souza; Veronica Schmitz; Fabiana A. Pinto; Luis Guillermo C. Velarde; Jocemir Ronaldo Lugon; Jorge R. Almeida; Andrea Alice da Silva

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):119-123

RESUMO

A infecção por citomegalovírus humano (CMVH) é a principal causa de morbidade em receptores de transplante renal. Este estudo pretende investigar se a expressão de CD64 em polimorfonucleares (PMN) é útil para a detecção de infecção por CMVH em 11 receptores renais durante 60 dias. Do total de pacientes, nove foram positivos para antigenemia pp65 e para CMVH por reação em cadeia da polimerase quantitativa (qPCR), todos apresentando neutrófilos circulantes que expressam CD64 3-4 semanas antes do pico de antigenemia pp65. Esses resultados sugerem que a quantificação de PMN CD64 em conjunto com a antigenemia pp65 pode ser útil para o diagnóstico precoce de HCMV no pós-transplante.

Palavras-chave: citomegalovírus; receptores de IgG; transplante de rim; neutrófilos.

 

ABSTRACT

Human cytomegalovirus (HCMV) infection is the main cause of morbidity in kidney transplant recipients. This study aims to investigate if CD64 expression on polymorphonuclear (PMN) cells is useful for the detection of HCMV infection in eleven kidney recipients during sixty days. From the total patients, nine were positive for both pp65 antigenemia and HCMV by quantitative polymerase chain reaction (qPCR), all of which had circulating neutrophils expressing CD64 3-4 weeks prior to pp65 antigenemia peak. These results suggest that quantification of PMN CD64 together with pp65 antigenemia could be useful for the early diagnosis of HCMV after transplantation.

Keywords: cytomegalovirus; IgG receptors; kidney transplantat; neutrophils.

 

PATOLOGIA

Erros diagnósticos em patologia cirúrgica

Monique F. Santana; Luiz Carlos L. Ferreira

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):124-129

RESUMO

A patologia deve ter como meta um diagnóstico correto e completo para o paciente, em tempo hábil, de maneira útil e compreensível para o médico assistente. No entanto, na prática diária, são múltiplas as possibilidades de erros no laboratório de patologia, com diversos impactos na assistência e no prognóstico do paciente. Nesta revisão, serão abordados os diferentes conceitos de erros e concordância diagnóstica em patologia, em que momento do processo diagnóstico os erros são mais frequentes, bem como a proposta de soluções para minimizar a chance de sua ocorrência.

Palavras-chave: erros médicos; patologia cirúrgica; erros em patologia.

 

ABSTRACT

Pathology must aim at a correct and complete diagnosis for the patient, timely, useful and understandable to the physician assistant. However, in daily practice, there are multiple possibilities of errors in the pathology laboratory, with several impacts on patient care and prognosis. In this review, we discuss the different concepts of error and diagnostic concordances in pathology, at which point in the diagnostic process the errors are more frequent, and propose solutions to minimize the chance of their occurrence.

Keywords: medical errors; surgical pathology; pathology errors.

 

Doença de Ménétrier em paciente pediátrico com destaque para apresentação eco e endoscópica, anatomopatológica e aspectos evolutivos e de conduta

Vinicius S. Garcia; Monica Maria D. Alvares Cabral; Simone D. Carvalho; Vitor N. Arantes

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):130-135

RESUMO

Inclui-se a doença de Ménétrier (DM) no grupo das gastropatias hipertóficas, sendo uma hiperplasia gástrica rara que acomete adultos e crianças, com comportamento distinto entre esses grupos. Sabemos que sua etiologia relaciona-se com alérgenos e coinfecções. Caracteriza-se pela hipertrofia das pregas gástricas, com aspecto de circunvoluções cerebrais à endoscopia digestiva alta (EDA) e, histologicamente, pelo alargamento da mucosa às custas de hiperplasia foveolar e hipotrofia das glândulas em corpo e fundo gástrico. A EDA, junto à biópsia gástrica, confirma o diagnóstico. O que nos intriga no caso a seguir é o tempo evolução arrastado da paciente, cerca de oito anos.

Palavras-chave: pediatria; gastropatias; endoscopia do sistema digestório; gastroenterologia; histologia.

 

ABSTRACT

Ménétrier's disease (MD) is included in the group of hypertrophic gastropathy; is a rare gastric hyperplasia that affects adults and children, with different behavior between these groups. We know that its etiology is related to allergens and co-infections. It's characterized by the hypertrophy of the gastric folds, with the appearance of cerebral convolutions on Upper Gastrointestinal Endoscopy (UGE) and, histologically, by the mucosal hypertrophy at the expense of foveolar hyperplasia and atrophy of the glands in body and fundus of the stomach. The UGE together with the gastric tissue biopsy confirms the diagnosis. What concerns us in the following case, however, is patient's long-lasting evolution, about eight years.

Keywords: pediatrics; gastropathy; endoscopy of the gastrointestinal tract; gastroenterology; histology.

 

Indexadores