Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos Relacionados

8 resultado(s) para: microscopia, automação, hemograma

Prevalência de alterações microscópicas discordantes com análise automatizada do hemograma

Fabiano de Jesus Santos, Dayse de Oliveira Figueira, Joyce Eliza de Oliveira Souza

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2014;50(6):398-401

RESUMO

Introdução: A causa mais comum de erro no diagnóstico relaciona-se com erros de exames laboratoriais, bem como erros de sua interpretação. E com o intuito de reduzi-los, atualmente o laboratório dispõe de equipamentos modernos com resultados precisos e confiáveis. O desenvolvimento da automação revolucionou os procedimentos laboratoriais no Brasil e no mundo. Objetivos: Verificar a prevalência de alterações microscópicas presentes em lâminas hematológicas concordantes e discordantes com resultados obtidos por meio de procedimentos totalmente automatizados. Materiais e métodos: No período de janeiro a julho de 2013, foram analisados os parâmetros hematológicos de 1.000 lâminas. A análise automatizada foi realizada em equipamento de última geração, cuja metodologia baseia-se em impedância elétrica e é capaz de quantificar todos os elementos figurados do sangue em um universo de 22 parâmetros. A hematoscopia foi realizada por dois microscopistas ao mesmo tempo. Resultados: Os dados demonstraram que apenas 42,70% foram concordantes, confrontando com 57,30% discordantes. Os principais achados entre os discordantes foram alterações na série vermelha 43,70% (n = 250), série branca 38,46% (n = 220) e plaquetária 17,80% (n = 102). Discussão: Os dados comprovam que alguns resultados não são compatíveis com a clínica, nem condizem com o estado fisiológico de um indivíduo e podem não ser explicitados por não terem sido investigados, o que pode comprometer o diagnóstico final. Conclusão: Observou-se a importância de a análise hematoscópica qualitativa ser realizada em paralelo à análise automatizada para que se obtenha resultados confiáveis, que cause impacto positivo na prevenção, no diagnóstico, no prognóstico e no seguimento terapêutico.

Palavras-chave: microscopia, automação, hemograma

 

ABSTRACT

Introduction: The most common cause of diagnostic error is related to errors in laboratory tests as well as errors of results interpretation. In order to reduce them, the laboratory currently has modern equipment which provides accurate and reliable results. The development of automation has revolutionized the laboratory procedures in Brazil and worldwide. Objective: To determine the prevalence of microscopic changes present in blood slides concordant and discordant with results obtained using fully automated procedures. Materials and method: From January to July 2013, 1,000 hematological parameters slides were analyzed. Automated analysis was performed on last generation equipment, which methodology is based on electrical impedance, and is able to quantify all the figurative elements of the blood in a universe of 22 parameters. The microscopy was performed by two experts in microscopy simultaneously. Results: The data showed that only 42.70% were concordant, comparing with 57.30% discordant. The main findings among discordant were: Changes in red blood cells 43.70% (n = 250), white blood cells 38.46% (n = 220), and number of platelet 17.80% (n = 102). Discussion: The data show that some results are not consistent with clinical or physiological state of an individual, and cannot be explained because they have not been investigated, which may compromise the final diagnosis. Conclusion: It was observed that it is of fundamental importance that the microscopy qualitative analysis must be performed in parallel with automated analysis in order to obtain reliable results, causing a positive impact on the prevention, diagnosis, prognosis, and therapeutic follow-up.

Palavras-chave: microscopia, automação, hemograma

 

Parâmetros hematológicos em crianças com síndrome de Down

Renato Nisihara; Alana S. C. Souza; Letícia R. Finatti; Nancy O. Palmieri

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(2):85-90

RESUMO

INTRODUÇÃO: São escassos os estudos que investigaram se a síndrome de Down (SD) interfere nos valores de referência para a avaliação do hemograma em crianças com a síndrome.
OBJETIVO: Analisar os resultados dos hemogramas realizados em crianças com SD.
CASUÍSTICA E METODOS: Foram incluídos os dados retirados dos hemogramas realizados em crianças com SD que, no momento do exame, tinham idade entre 2 e 10 anos e não apresentavam no exame clínico sinais e/ou sintomas de doença infecciosa. Os parâmetros hematológicos analisados foram número total de eritrócitos, concentração de hemoglobina (Hb), índices hematimétricos e número total de plaquetas e de leucócitos. Adicionalmente, foram comparados os parâmetros coletados em relação ao gênero e à idade das crianças estudadas.
RESULTADOS: No total, foram avaliados 203 hemogramas (100 meninas e 103 meninos). De maneira geral, comparando-se os valores encontrados nas amostras das crianças com SD e os valores já descritos na literatura como sendo de referência para crianças nessa faixa etária, não foram observadas diferenças significativas nos parâmetros estudados. Não se observou diferença na prevalência de anemia em relação aos gêneros (p = 0,33), sendo 14/103 (13,6%) meninos e 11/100 (11%) meninas com anemia. No entanto, na comparação entre os gêneros, observou-se que os meninos apresentaram Hb e índices hematimétricos significativamente menores que as meninas (p < 0,001).
CONCLUSÃO: Esta investigação é pioneira no Brasil ao apresentar e analisar os resultados dos hemogramas das crianças com SD, relatando que seus índices hematológicos encontram-se dentro do esperado para crianças sem a SD. Adicionalmente, foi possível verificar que 12,3% delas apresentavam anemia.

Palavras-chave: Síndrme de Down; parâmetros hematológicos; hemograma, anemia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: There are few studies that investigated whether Down syndrome (DS) interferes with references values for complete blood counts (CBC) test in children with the syndrome.
OBJECTIVE: This study aimed to analyze the results of CBC performed in children with DS.
PATIENTS AND METHODS: Data from CBC of DS children were included; at the time of examination they were aged between 2 and 10 years and had no clinical signs and/or symptoms of infectious disease. The hematological parameters analyzed were: total number of erythrocytes (RBC), hemoglobin (Hb) concentration, hematological indices, platelet count, and total number of leucocytes. Additionally, we compared the collected parameters according to gender and age of the children studied.
RESULTS: A total of 203 CBC (100 girls and 103 boys) were evaluated. In general, no significant differences were observed in studied parameters between the values found in samples of DS children and the values described in the literature as a reference for children in this age group. No difference in the prevalence of anemia was observed in relation to gender (p = 0.33), 14/103 (13.6%) boys, and 11/100 (11%) girls had anemia. However, the Hb and hematological indices values found in boys was significantly lower than in girls (p < 0.001).
CONCLUSION: This investigation is the first one in Brazil to present and analyze the CBC results of DS children, reporting that their hematological indices are within the expected range for children without DS. Additionally, it was found that 12.3% of them had anemia.

Palavras-chave: Síndrme de Down; parâmetros hematológicos; hemograma, anemia.

 

Lipoma de células fusiformes intraoral com diferenciação condroide: importância no diagnóstico de lesões orais contendo tecido cartilaginoso

Ademar Takahama Junior; Michele F. Brantes; Jorge E. Leon; Adriele F. Gouvêa; Oslei P. Almeida

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(3):189-193

RESUMO

Lipomas são neoplasias benignas de tecido adiposo que podem apresentar diversas variantes e raramente são encontradas na cavidade oral. Apresentamos o caso de uma mulher de 62 anos de idade com queixa de um nódulo na língua. A análise histopatológica da lesão revelou tumor encapsulado composto de tecido mixoide, células fusiformes e adipócitos maduros em transição para tecido cartilaginoso. Nenhum sinal de recorrência foi observado após acompanhamento de cinco anos. O diagnóstico de lesões mesenquimais intraorais contendo diferenciação condroide requer atenção especial, principalmente para a diferenciação de lesões benignas e malignas.

Palavras-chave: lipoma; diagnóstico; microscopia; cartilagem.

 

ABSTRACT

Lipomas are benign neoplasms of adipose tissue presenting several histologic variants, which can be rarely found in the oral cavity. We present a case of a 62-year-old woman with a submucous nodule located in the tongue. Histopathological examination revealed an encapsulated tumor composed of myxoid tissue, spindle cells and mature adipocytes in transition to cartilaginous tissue. The final diagnosis was spindle-cell lipoma with myxoid change and chondroid differentiation. No sign of recurrence was found after five years. The diagnosis of intraoral mesenchymal lesions with chondroid differentiation requires careful histologic examination, mainly to differentiate between benign and malignant lesions.

Palavras-chave: lipoma; diagnóstico; microscopia; cartilagem.

 

Aplicações da microscopia eletrônica em saúde: o exemplo da epidermólise bolhosa

Maiara A. Floriani; Ana Elisa K. Bau; Raquel P. Silva; Carla Graziadio; Luiza Emy Dorfman; Tatiana D. Zen; Rafael Fabiano M. Rosa; Paulo Ricardo G. Zen

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(1):65-67

RESUMO

Relatamos o caso de um paciente com epidermólise bolhosa distrófica (EBD) diagnosticado por microscopia eletrônica de transmissão (MET), destacando aplicações e importância desta técnica na área da saúde. Paciente do sexo masculino, filho único de pais jovens não consanguíneos, sem histórico de caso familial. O paciente foi submetido à biópsia cutânea, na qual a MET revelou comprometimento da membrana sub-basal, confirmando o diagnóstico de EBD. Apesar dos avanços tecnológicos, a MET continua tendo papel importante no diagnóstico e na pesquisa clínica, sendo considerada a melhor opção para a confirmação do diagnóstico e dos subtipos de doenças como a epidermólise bolhosa (EB).

Palavras-chave: epidermólise bolhosa; epidermólise bolhosa distrófica; epiderme; membrana basal; microscopia eletrônica.

 

ABSTRACT

We report the case of a patient with dystrophic epidermolysis bullosa (DEB) diagnosed by transmission electron microscopy (TEM), emphasizing the applications and importance of this technique in the health area. The patient was a male, the only child of young and non-consanguineous parents without similar cases in the family. The patient underwent a cutaneous biopsy in which TEM revealed sub-basal membrane involvement, confirming the diagnosis of DEB. Despite technological advances, TEM continues to play an important role in diagnosis and clinical research and is considered the best option for confirmation of diagnosis and subtypes of diseases such as epidermolysis bullosa (EB).

Palavras-chave: epidermólise bolhosa; epidermólise bolhosa distrófica; epiderme; membrana basal; microscopia eletrônica.

 

Avaliação da análise dos líquidos pleural e ascítico no analisador hematológico Sysmex XE-5000

Regielly Caroline R. Cognialli; Samuel Ricardo Comar; Angela Maria de Souza; Gisele Maria B. Singer

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(3):150-158

RESUMO

INTRODUÇÃO: A análise de líquidos corporais é fundamental para o diagnóstico e o acompanhamento de várias condições patológicas. Devido às limitações da contagem manual de células, tem ocorrido maior interesse no desenvolvimento da análise automatizada de líquidos corporais.
OBJETIVO: Verificar o desempenho analítico do analisador hematológico Sysmex XE-5000 na análise de fluidos pleurais e ascíticos na rotina laboratorial de um hospital universitário de grande porte.
MÉTODOS: Um total de 56 amostras (35 de líquidos ascíticos e 21 de líquidos pleurais) foi analisado por microscopia ótica manual (MOM) e pelo XE-5000. O estudo de verificação incluiu linearidade, carryover, limite de quantificação e comparação de amostras de pacientes.
RESULTADOS: O estudo de verificação mostrou linearidade de até 25.825 WBC-BF/ml (r2 = 0,999); WBC-BF, carryover de 0,18%; e o menor limite de quantificação foi fixado em 22 WBC-BF/ml. Boas correlações entre o método manual e o automatizado foram observadas apenas para as contagens de total de células nucleadas (TC-BF) e glóbulos brancos (WBC-BF) em líquidos pleurais e ascíticos. A contagem de células de alta fluorescência (HF-BF) mostrou correlação fraca, porém valor preditivo positivo (VPP) elevado para ambos os líquidos corporais (94,74% pleural; 96,97% ascítico).
CONCLUSÃO: O XE-5000 fornece contagem confiável para TC-BF, WBC-BF e células polimorfonucleares (PMN-BF) em fluidos pleurais e ascíticos em níveis de decisão médica, contudo a diferenciação morfológica deve continuar a ser realizada por MOM. O histograma e o diagrama de dispersão exibidos no XE-5000 devem ser sempre avaliados quanto à existência de qualquer interferência ou alerta suspeito. A contagem de HF-BF constitui uma potencial ferramenta para triagem.

Palavras-chave: líquidos corporais; contagem de células; derrame pleural; líquido ascítico; automação laboratorial.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Body fluid (BF) analysis is critical to the diagnosis and monitoring of several pathological conditions. The limitations of manual cell counts have led to greater interest in the development of automated BF analysis.
OBJECTIVE: To evaluate the analytical performance of the Sysmex XE-5000 hematology analyzer in the analysis of pleural and ascitic fluids in the laboratory routine of a large university hospital.
METHODS: A total of 56 samples (35 ascitic and 21 pleural fluids) were analyzed by manual optical microscopy (OM) and XE-5000. Analytical performance includes linearity, carryover, functional sensitivity and comparison of patient samples.
RESULTS: Performance studies showed linearity up to 25,825 WBC-BF/µl (r2 = 0.999), WBC-BF showed carryover of 0.18%, and the lower limit of quantitation was set at 22 WBC-BF/µl. Good correlations between the methods were observed just for total cell (TC-BF) and white blood cell (WBC-BF) counts in pleural and ascitic fluids. The high-fluorescence cell count (HF-BF) showed poor correlation but high positive predictive value (PPV) for both fluids (94.74% for pleural and 96.97% for ascitic fluid).
CONCLUSION: XE-5000 provides accurate and precise count for TC-BF, WBC-BF and polymorphonuclear cells (PMN-BF) in pleural and ascitic fluids in medical decision levels, but the morphological differentiation should continue to be held by OM. Histogram and scattergram displayed on XE-5000 must always be analyzed to assess if there is any interference or flag. The HF-BF parameter is a potential tool for screening.

Palavras-chave: líquidos corporais; contagem de células; derrame pleural; líquido ascítico; automação laboratorial.

 

Estudo de harmonização de resultados entre analisadores bioquímicos Labmax 240® e Labmax 240 Premium®

Luisa D. Scapin; Vanessa P. Ramos; Marion de Marco; Rodrigo P. Siqueira; Rejane G. Tavares

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(3):158-163

RESUMO

INTRODUÇÃO: No laboratório clínico, é recomendável a harmonização de equipamentos que visem à homogeneidade dos resultados, quando analisadores similares ou equivalentes são utilizados para desempenho da rotina de realização dos testes.
OBJETIVOS: Realizar um estudo de equivalência entre os analisadores bioquímicos Labmax 240® (E1) e Labmax 240 Premium® (E2).
MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados os testes glicose (GLI), colesterol total (COL), triglicerídeos (TRI), ácido úrico (AU), aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT) e lactato desidrogenase (LDH), todos com 40 dosagens repetidas, realizadas em ambos os equipamentos. O protocolo do Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI) EP09-3A foi utilizado para conduzir o teste de comparação, com posterior avaliação dos resultados pela análise estatística no software EP Evaluator® , com determinação do coeficiente de correlação de Pearson (r) e comparação de índices de erro.
RESULTADOS: Em relação aos valores do coeficiente de correlação de Pearson, todos os testes apresentaram forte correlação entre os equipamentos, com r > 0,989, exceto para a dosagem de LDH (r = 0,982), que foi reprovada, não em função do valor de r, mas devido aos valores obtidos em relação ao índice de erro, o qual é maior do que os índices de erro total permitido.
DISCUSSÃO: Diante dos critérios clínicos, os resultados dos analisadores são aproximadamente iguais, porém esse controle do processo deve ser feito continuamente a fim de impedir e rastrear erros aleatórios dentro da rotina laboratorial.
CONCLUSÃO: O processo de harmonização de múltiplos equipamentos que realizam os mesmos parâmetros laboratoriais é fundamental para a garantia da qualidade e da confiabilidade dos resultados laboratoriais, devendo ser padronizado e incluído na rotina dos laboratórios de análises clínicas.

Palavras-chave: controle de qualidade; gestão de qualidade; equipamentos para diagnóstico; automação laboratorial.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The harmonization of equipment is recommended in clinical laboratory practice aiming for the homogeneity of results when similar or equivalent analyzers are used to perform routine testing.
OBJECTIVES: To conduct a study of equivalence between the biochemical analyzers Labmax 240® (E1) and Labmax 240 Premium® (E2) through the matching results and the statistical value analysis of dosages.
MATERIALS AND METHODS: We evaluated tests with glucose, total cholesterol, triglycerides, uric acid, aspartate transaminase (AST), alanine transaminase (ALT) and lactate dehydrogenase (LDH), all with 40 repeated measurements, performed in both equipments. The Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI) EP09-3A protocol was used to conduct the comparison test between E1 and E2 equipment, with subsequent evaluation of the results for statistical analysis determining the Pearson correlation coefficient (r) and indexes comparison error with EP Evaluator® software.
RESULTS: Regarding the values of the Pearson correlation coefficient, all tests showed a strong correlation between equipment with r > 0.989, except for the dosage of LDH (r = 0.982). This dosage failed not because the value of r, but due to the values obtained in the error index being larger than the total errors index allowed.
DISCUSSION: Compared to clinical criteria, the results of the analyzers are approximately equal, but this control process must be done continuously in order to prevent and track random errors within the laboratory routine.
CONCLUSION: The process of harmonization of multiple devices that perform the same laboratory parameters is essential for ensuring quality and reliability of laboratory results and should be standardized and included in routine clinical analysis laboratories.

Palavras-chave: controle de qualidade; gestão de qualidade; equipamentos para diagnóstico; automação laboratorial.

 

Sedimentoscopia de parciais de urina sem alterações físico-químicas

Diego Z. Nascimento; Mayara D. Pickler; Gabriela M. Marques; Fabiana S. Trevisol; Ana Luisa O. Martins

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(3):177-182

RESUMO

INTRODUÇÃO: É a partir da sedimentoscopia do parcial de urina que muitas conclusões são tiradas pelo profissional responsável pelo diagnóstico. Por ser um exame frequentemente realizado nos laboratórios, é importante a redução dos custos e do tempo para a realização da sedimentoscopia em amostras de urina consideradas normais.
OBJETIVO: Avaliar a importância da sedimentoscopia em urinas sem alterações físico-químicas.
MATERIAL E MÉTODO: Trata-se de um estudo epidemiológico de delineamento transversal desenvolvido em um laboratório-escola a partir de laudos referentes aos parciais de urina realizados de janeiro a julho de 2017. Para comparação entre médias, foi realizado teste t de Student, qui-quadrado de Pearson e teste de correlação de Spearman. O nível de significância estabelecido foi de 5%.
RESULTADOS: Foram analisados 7.734 laudos de parciais de urinas, com 2.530 (32,7%) resultados de parciais sem alterações físico-químicas. Os pacientes tinham idade média de 39 (± 23) anos, a maior parte do sexo masculino (61,7%). Com relação à quantificação de leucócitos, 2,3% dos pacientes apresentaram número superior aos valores de referência, e com relação às hemácias, 1,7% deles ultrapassaram esses valores. Observou-se que a cada um ano de idade a mais para o indivíduo, reduz-se em 0,4 a quantidade de leucócitos encontrados nos parciais de urina sem alterações físico-químicas (p < 0,007).
CONCLUSÃO: A partir dos dados do presente estudo, conclui-se que a maior parte dos pacientes sem alterações físico-químicas não possui quaisquer alterações de relevância clínica na sedimentoscopia.

Palavras-chave: microscopia; urinálise; testes diagnósticos de rotina.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: It is from the urine sediment examination that many conclusions are drawn by the professional responsible for diagnosis. Because that is a test frequently run in laboratories, it is desirable to reduce costs and time to exam sediment in urine samples considered normal.
OBJECTIVES: To evaluate the importance of sediment microscopy in urine without physical and chemical alterations.
MATERIAL AND METHOD: This is an epidemiological study of a cross-sectional design developed at a college laboratory based on reports of urine tests performed from January to July, 2017. For comparison between means, Student’s t-test, Pearson’s chi-square test and Spearman’s correlation were done. The level of significance was 5%.
RESULTS: We analyzed 7,734 urine reports, with 2,530 (32.7%) results without physical-chemical changes. Patients had a mean age of 39 (± 23) years, most of them were males (61.7%). Regarding leukocyte quantification, 2.3% of the patients had a number higher than the reference values, and in relation to red blood cells, 1.7% of the patients exceeded these values. It was observed that the amount of leukocytes found in the urine specimens without physical-chemical alterations (p < 0.007) was reduced by 0.4 with each year of age.
CONCLUSION: From the data of the present study, one can conclude that the majority of patients without physical-chemical changes do not have any changes of clinical relevance in sediment analysis.

Palavras-chave: microscopia; urinálise; testes diagnósticos de rotina.

 

Revisão de lâminas hematológicas: avaliação da conformidade de critérios utilizados por analistas em um laboratório de um hospital público da Bahia, Brasil

Anna Karla N. Souza; Palloma Grazielly M. Cordeiro; Cláudio L. Souza; Márcio V. Oliveira

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(4):220-226

RESUMO

INTRODUÇÃO: Recomendações em literatura e publicações de sociedades científicas têm proposto sistemas e níveis de classificação para comunicar alterações hematoscópicas no hemograma. Visando a uniformização dos resultados liberados no laboratório clínico, a padronização em hematoscopia apresenta-se como uma ação importante dentro da garantia da qualidade, contribuindo de modo coerente para diagnóstico acurado e adequado acompanhamento de pacientes.
OBJETIVO: Verificar a adequação dos critérios de classificação das alterações hematocópicas adotados pelos profissionais do laboratório do Hospital Geral de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil.
MATERIAL E MÉTODO: No período de 12 semanas, foram selecionadas 159 lâminas de hemogramas provenientes de 53 pacientes de quatro unidades de terapia intensiva (UTIs) do hospital, sendo três lâminas por paciente. Foram realizadas leituras das lâminas pelo plantonista do laboratório e por duas analistas-controle que utilizaram critérios padronizados por Palmer (2015), sendo todas as análises cegas e independentes. Os resultados foram comparados por meio do teste de concordância kappa de Cohen entre as analistas-controle e os plantonistas.
RESULTADOS: Para os parâmetros analisados, observou-se entre as analistas-controle concordância moderada a excelente e, quando comparadas com os plantonistas, verificou-se concordância ligeira a substancial.
DISCUSSÃO: A menor concordância ocorreu na expressão de poiquilocitose e atipia linfocitária, que não são detectadas pelos hemocitômetros, sendo necessária a capacidade técnica do analista.
CONCLUSÃO: O estudo evidenciou uma necessidade de padronização dos critérios para hematoscopia usados pelos analistas para obtenção de resultados reprodutíveis que espelhem qualidade e confiabilidade por parte dos prescritores. Para tanto, é necessário investimento em treinamentos dos profissionais envolvidos na revisão de lâminas hematológicas.

Palavras-chave: hematologia; microscopia; controle de qualidade.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Recommendations in the literature and publications of scientific societies have proposed classification systems and levels to report blood cell changes in the complete blood count (CBC). Aiming to standardize the results released in the clinical laboratory, the standardization in hematoscopy is an important action within the quality assurance, contributing for diagnosis and appropriate follow-up of patients.
OBJECTIVE: To verify the adequacy of the classification criteria of the blood smear changes adopted by the laboratory professionals at the General Hospital of Vitória da Conquista, Bahia, Brazil.
MATERIAL AND METHOD: In the 12-week period, 159 slides of CBC were selected from 53 patients from the four intensive care units (ICUs) at the hospital, three slides per patient. The readings of the slides were performed by the analysts on duty and by two other quality analysts-control who used the criteria standardized by Palmer (2015), all analyses were blind and independent. The results were compared using the Cohen’s kappa agreement tests between the analysts-control and between the quality control analysts and the analysts on duty.
RESULTS: For the analyzed parameters, there was moderate to excellent agreement among the quality analysts-control, and when they were compared to the analysts on duty, there was a slight to substantial agreement.
DISCUSSION: The lowest agreement occurred in the expression of poikilocytosis and lymphocytic atypia, which are not detected by the hemocytometer, and the analyst’s technical capacity is required.
CONCLUSION: The study evidenced the need of standardization of the criteria for hematoscopy used by analysts to obtain reproducible results that reflect quality and reliability by the prescribing physician. Therefore, it is necessary to invest in training the professionals involved in revision of blood smear slides.

Palavras-chave: hematologia; microscopia; controle de qualidade.

 

Indexadores