Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos Relacionados

30 resultado(s) para: hepatite C crônica; transplante de fígado; rejeição de enxerto; patologia

Ausência da geleia de Wharton: relato de caso

Cristiano Claudino Oliveira, Rozany Mucha Dufloth, Kunie Iabuki Rabello Coelho

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2014;50(6):452-455

RESUMO

Na literatura, há poucos relatos sobre a ausência de geleia de Wharton. Relatamos o sétimo caso em uma primigesta de 22 anos, admitida após parto vaginal de feto natimorto. O cordão umbilical apresentava longo segmento com esfacelo da geleia e três vasos sanguíneos completamente separados uns dos outros, com mínima quantidade de geleia de Wharton remanescente ao redor de cada vaso. Ausência de geleia de Wharton associa-se a estresse, restrição de crescimento e óbitos fetais. Estudos quantitativos/ qualitativos sobre a geleia de Wharton representam campo de pesquisa aberto para possíveis correlações com condições e doenças obstétricas e óbitos fetais.

Palavras-chave: cordão umbilical, patologia, geleia de Wharton, óbito fetal

 

ABSTRACT

There are few reports in the literature of the absence of Wharton's Jelly. Here we report the seventh case in a primigravida, 22 years old, admitted after vaginal delivery of stillborn. The umbilical cord have a long segment with disruption of cord structures and the three blood vessels were completely separated from each other, with a minimum amount of Wharton's jelly remaining around each vessel. The absence of Wharton' jelly is associated with fetal distress, intrauterine growth restriction, and fetal death. Quantitative/qualitative studies of Wharton's jelly represent an open field of research for possible correlations with obstetric conditions and fetal deaths.

Palavras-chave: cordão umbilical, patologia, geleia de Wharton, óbito fetal

 

Resultados preliminares da implantação da filosofia Lean em um laboratório de patologia

Josiane S. Quetz; Italo F. Dantas; Carlos Gustavo Hirth; Carlos G. Brasil; Sergio F. Juaçaba

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(1):33-38

RESUMO

A assistência em oncologia possui uma demanda crescente e reprimida e requer a busca por alternativas que viabilizem o uso eficiente de recursos limitados, a construção de uma cultura laboral de autonomia dos colaboradores e a melhoria contínua dos processos. No presente trabalho, apresentamos a experiência de implantação da filosofia Lean em um laboratório de patologia especializado em oncologia. Entre os resultados preliminares, destacamos a redefinição da dinâmica de trabalho do corpo técnico e a reorganização física do laboratório. Tais alterações culminaram em uma expressiva redução do tempo total de execução, mesmo com o aumento significativo da carga mensal de exames.

Palavras-chave: instituições de saúde; recursos humanos e serviços; instituto de câncer; serviço hospitalar de patologia; organização e administração.

 

ABSTRACT

Oncologic care shows a growing and unmet demand, and requires the search for alternatives that allow the efficient use of limited resources, the building of autonomy, and the endeavour for continuous improvement of processes. In the present work, we present the implementation of Lean philosophy at a pathology laboratory of an oncology hospital. Among the preliminary results, we highlight the redefinition of the dynamics of the staff, and the physical reorganization of the area. Such important changes culminated in an expressive reduction of lead time, even with a significant increase in the monthly load of exams.

Palavras-chave: instituições de saúde; recursos humanos e serviços; instituto de câncer; serviço hospitalar de patologia; organização e administração.

 

Tumor epitelial-estromal misto do rim: relato de caso

Karla Lais Pêgas; Eduardo Cambruzzi; Roque D. Furian; Antônio A. Hartmann; Suzana Elisabeth Lamonatto; Júlia M. Zanatta; Kárita Guimarães; Elizete Keitel; Giovani Thomaz Pioner

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(1):39-43

RESUMO

O tumor epitelial e estromal misto (TESM) representa uma neoplasia renal bifásica descrita recentemente que afeta predominantemente mulheres na perimenopausa. Os autores relatam o caso de um paciente jovem, do sexo masculino, com TESM exibindo positividade para receptores de estrogênio e progesterona. A tomografia computadorizada/ressonância magnética (TC/RM) mostrou lesão expansiva no rim direito. Ao exame macroscópico, identificou-se tumor sólido-cístico medindo 5,7 × 3,5 × 2,4 cm. À microscopia, foi encontrado tumor bifásico constituído por elementos estromais e epiteliais, sem atipias significativas. O componente estromal era composto por células fusiformes, exibindo imunoexpressão positiva para actina, desmina, vimentina e receptores de estrogênio. Os elementos epiteliais mostraram padrão predominantemente tubular e exibiram imunorreação positiva para citoqueratinas. O diagnóstico de TESM foi então estabelecido.

Palavras-chave: rim; neoplasias; tumor misto epitelial e estromal; patologia; imuno-histoquímica.

 

ABSTRACT

Mixed epithelial and stromal tumor (MEST) represents a recently described biphasic kidney neoplasm, which predominantly affects perimenopausal females. The authors report the case of a young male patient with a MEST exhibiting positivity for estrogen and progesterone receptors. Computed tomography/magnetic resonance imaging (CT/MRI) showed an expansive lesion affecting the right kidney. Grossly, a solid-cystic tumor was identified, which measured 5.7 × 3.5 × 2.4 cm. On microscopic examination, a biphasic tumor constituted by stromal and epithelial elements, without significant atypias, was identified. The stromal element was composed of spindle cells revealing positive immunoexpression for actin, desmin, vimentin, and estrogen receptors. The epithelial component exhibited a predominantly tubular pattern showing positive immunoreaction for cytokeratins. The diagnosis of MEST was then established.

Palavras-chave: rim; neoplasias; tumor misto epitelial e estromal; patologia; imuno-histoquímica.

 

Acurácia da consulta intraoperatória em lesões das glândulas salivares: análise de 748 casos

Theresinha C. Fonseca; Ana Lúcia A. Eisenberg

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(1):52-56

RESUMO

INTRODUÇÃO: As lesões das glândulas salivares são incomuns, representando de 2% a 6,5% de todas as neoplasias da região da cabeça e do pescoço. Devido à diferença de tratamento entre elas, é fundamental um diagnóstico preciso. O estudo citológico por meio de punção aspirativa por agulha fina (PAAF) é um método com alta acurácia utilizado para o diagnóstico das lesões das glândulas salivares; já a consulta intraoperatória (CIO) é um exame que oferece o diagnóstico no decorrer da cirurgia, tendo como objetivo diferenciar as lesões malignas das benignas e possibilitar a conduta cirúrgica mais adequada.
OBJETIVO: Avaliar a acurácia da CIO nas lesões das glândulas salivares realizadas em uma instituição.
MATERIAL E MÉTODOS: Realizou-se uma pesquisa sobre as CIOs realizadas para diagnóstico nas lesões das glândulas salivares no Instituto Nacional de Câncer (Inca) no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2012, sendo encontrados 748 casos. Os diagnósticos de CIO foram comparados com o diagnóstico histopatológico (DHP), considerado padrão-ouro, e classificados em: 1) concordantes, 2) discordantes e 3) indeterminados. A partir desses dados, foram calculadas sensibilidade, especificidade e acurácia.
RESULTADOS: Das 748 CIOs realizadas, os resultados foram concordantes em 656 casos (88%), discordantes em 56 (7%) e indeterminados em 36 (5%). A sensibilidade foi de 78%; a especificidade, de 99%; e a acurácia, de 92%.
CONCLUSÃO: Nossos resultados indicam que a CIO em lesões das glândulas salivares tem alta acurácia, podendo contribuir para a conduta cirúrgica.

Palavras-chave: consulta intraoperatória; glândulas salivares; acurácia; neoplasia; patologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Lesions of the salivary glands are uncommon, representing 2% to 6.5% of all neoplasms of head and neck, and because of the difference in treatment between them, an accurate diagnosis is essential. The cytological study by fine-needle aspiration (FNA) biopsy is a highly accurate method used to diagnose lesions of the salivary glands. Intraoperative consultation (IOC), in its turn, is a test that provides diagnosis during surgery, aiming to differentiate malignant from benign lesions and to enable the most appropriate surgical approach.
OBJECTIVE: To evaluate the accuracy of IOC in salivary gland lesions.
MATERIAL AND METHODS: A survey was conducted in the database of Instituto Nacional de Câncer (Inca) into IOC for diagnosis of salivary gland lesions from January 2001 to December 2012, and found 748 cases. Diagnosis made at IOC (IOCD) was compared with the gold standard histopathological diagnosis and classified into: 1) consenting; 2) discordant; and 3) indeterminate. From these data, sensitivity, specificity and accuracy were calculated.
RESULTS: Among the 748 IOCs, results were concordant in 656 cases (88%), discordant in 56 (7%), and indeterminate in 36 (5%). Sensitivity was 78%, specificity 99% and accuracy 92%.
CONCLUSION: Our results indicate that IOC in salivary gland lesions is highly accurate and can contribute to the surgical approach.

Palavras-chave: consulta intraoperatória; glândulas salivares; acurácia; neoplasia; patologia.

 

Publicações geradas a partir de resumos apresentados no XXVIII Congresso Brasileiro de Patologia e no XXVIII Congreso de la Sociedad Latinoamericana de Patología, realizados em 2011

Alberto S. Paes; Thiago A. C. C. Teixeira; Gabriel V. S. Tabosa; Rafael M. Luna; Lorena do Socorro L. Saraiva

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(4):240-245

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os congressos médicos são um meio eficiente, embora restrito, de expor a produção científica de uma determinada especialidade. Entretanto, o número de artigos completos publicados resultantes dos trabalhos apresentados em congressos e publicados como resumos é muito inferior ao número dos trabalhos apresentados durante os eventos.
OBJETIVO: Dimensionar o número de artigos completos publicados e indexados em bases de dados virtuais, no período de 2012 a janeiro de 2015, apresentados originalmente no XXVIII Congresso Brasileiro de Patologia e no XXVIII Congreso de La Sociedade Latinoamericana de Patología.
MATERIAL E MÉTODO: Nos eventos mencionados, foram apresentados 701 trabalhos e seus resumos publicados nos anais do congresso. Efetuou-se um estudo retrospectivo observacional consultando as seguintes bases de dados biomédicas: Scientific Electronic Library Online (Scielo) e US National Library of Medicine do National Institutes of Health (PubMed), com o auxílio do buscador Google, tomando por base o título do trabalho e a lista de autores.
RESULTADOS: Dos 701 trabalhos analisados, 635 (90,6%) eram originados de instituições brasileiras, 60 (8,6%), de instituições estrangeiras e em seis (0,8%) não foram identificadas as instituições de origem. Foram encontrados 63 (8,8%) trabalhos completos publicados e indexados às bases de dados consultadas. As revistas internacionais foram o destino de 38 (60,3%) publicações.
CONCLUSÃO: É relativamente pequeno o número de artigos completos publicados na área de Patologia, resultantes dos trabalhos apresentados nos eventos estudados, nos três primeiros anos após a realização do evento. Esse número é baixo, quando comparado com o de outros congressos internacionais, contudo, é superior ao de alguns congressos médicos brasileiros analisados em estudos semelhantes.

Palavras-chave: congressos; artigo de revista; patologia; bases de dados bibliográficas; resumos de reunião.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The medical congresses are an efficient way, although restricted, to expose the scientific production of a particular specialty. However, the number of complete articles published resulting from papers presented at congresses and published as abstracts is much lower than the number of papers presented during the meetings.
OBJECTIVE: Scale the number of complete articles published and indexed in online databases, from 2012 to January 2015, originally presented at the 28th Congresso Brasileiro de Patologia (28th Brazilian Congress of Pathology) and the 28th Congreso de la Sociedad Latinoamericana de Patología (28th Latin American Society of Pathology Congress).
MATERIAL AND METHOD: In the meetings mentioned 701 papers were presented and their abstracts published in the congresses annals. An observational retrospective study was conducted consulting the following biomedical databases: Scientific Electronic Library Online (Scielo) and US National Library of Medicine on the National Institutes of Health (PubMed), with the help of the Google search engine, based on the article title and the list of authors.
RESULTS: From 701 studies analyzed, 635 (90.6%) were from Brazilian institutions, 60 (8.6%) from foreign institutions, and six (0.8%) did not identified their home institutions. There were found 63 (8.8%) complete articles published and indexed to consulted databases. International journals were the destination of 38 (60.3%) publications.
CONCLUSION: The number of complete articles published in Pathology area arising from the papers presented in the studied meetings in the first three years after the meetings is relatively small. This number is low compared with other international conferences; however, it is higher than some Brazilian medical congresses analyzed in similar studies.

Palavras-chave: congressos; artigo de revista; patologia; bases de dados bibliográficas; resumos de reunião.

 

Relação entre presença de metástases hepáticas com grau histológico, profundidade de invasão e envolvimento nodal no adenocarcinoma esporádico de intestino grosso

Eduardo Cambruzzi; Larissa R. Roman; Andressa A. Noschang; Fernanda B. Pacheco; Luana R. Gassen; Luciana H. Miranda; Karla Lais Pêgas

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(4):246-251

RESUMO

INTRODUÇÃO: O adenocarcinoma de intestino grosso (AIG) é o tumor maligno mais frequente do trato digestivo e corresponde à quinta neoplasia maligna mais comum no Brasil. Os principais fatores prognósticos do AIG são profundidade de invasão neoplásica e status dos linfonodos periviscerais.
OBJETIVO: Estimar a relação entre achados anatomopatológicos e presença de metástases hepáticas (MH) em casos de AIG.
MÉTODO: Foram avaliados 51 casos de AIG, previamente submetidos à ressecção cirúrgica, e determinadas as seguintes variáveis: topografia, tamanho tumoral, conformação macroscópica, grau histológico, profundidade de invasão, status nodal e presença de MH.
RESULTADOS: A média de idade correspondeu a 64,8 anos, com predomínio de homens (n = 26/51,0%) e lesões do cólon sigmoide (n = 18/35,3%). Lesões ulcerovegetantes (n = 20/39,2%), tumores não anelares (n = 3/64,7%), neoplasias moderadamente diferenciadas (n = 44/86,3%), ausência de áreas mucoprodutoras (n = 40/78,4%) e invasão do mesocólon (n = 29/56,9%) foram as principais características gerais da amostra. MH foram encontradas em 14 casos (27,5%), estando associadas à presença de metástases nodais (p = 0,005). Tamanho tumoral (p = 0,72), configuração macroscópica (p = 0,362), grau histológico (p = 0,147) e profundidade de invasão (p = 0,195) não apresentaram associação com a presença de MH.
CONCLUSÃO: O AIG apresenta heterogeneidade anatomopatológica ampla. No presente estudo, a presença de MH associadas ao AIG esteve relacionada com o status dos linfonodos periviscerais, não havendo relação com tamanho tumoral, grau de diferenciação e profundidade de invasão, sugerindo que a identificação de invasão neoplásica angiolinfática é possível fator preditivo do envolvimento hepático.

Palavras-chave: adenocarcinoma; metástase neoplásica; neoplasias colorretais; patologia; prognóstico.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Large intestine adenocarcinoma (LIA) is the most common cancer of the gastrointestinal tract, and corresponds to the fifth most common malignancy in Brazil. The main prognostic factors related to LIA are depth of tumor invasion and perivisceral lymph nodes status.
OBJECTIVE: To estimate the relationship between pathological findings and the presence of liver metastases (LM) in LIA cases.
METHOD: We evaluated 51 cases of LIA, previously submitted to surgical resection, in order to determine the following variables: topography, tumor size, macroscopic appearance, degree of differentiation, depth of invasion, nodal status, and presence of LM.
RESULTS: The average age was 64.8 years, with predominance of men (n = 26/51.0%) and lesions in the sigmoid colon (n = 18/35.3%). The main general characteristics of the sample were ulcerative-vegetative lesions (n = 20/39.2%), no annular tumors (n = 3/64.7%), moderately differentiated tumor (n = 44/86.3%), absence of mucinous areas (n = 40/78.4%), and mesocolon invasion (n = 29/56.9%). LM were found in 14 cases (27.5%), and is associated with presence of nodal metastases (p = 0.005). Tumor size (p = 0.72), macroscopic appearance (p = 0.362), histological grade (p = 0.147), and depth of invasion (p = 0.195) showed no association with LM presence.
CONCLUSION: LIA has a wide anatomical and pathological heterogeneity. In this study, the presence of LM associated with LIA was related to perivisceral lymph nodes status, with no relation to tumor size, degree of differentiation, and depth of invasion, which suggests that identifying neoplastic angiolymphatic invasion is a possible predictor of liver involvement.

Palavras-chave: adenocarcinoma; metástase neoplásica; neoplasias colorretais; patologia; prognóstico.

 

Carcinoma ductal da mama: aspectos morfológicos de acordo com a idade

Ranniere G. F. Aquino; Luiz G. P. Pinheiro; Márcia Valéria P. Ferreira; Diane Isabelle M. Cavalcante; Ayane Layne S. Oliveira; Nádia N. Gomes; Carlos Antonio B. Silva

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(4):252-257

RESUMO

INTRODUÇÃO: O câncer de mama é o câncer que mais acomete mulheres no mundo, e suas características morfológicas, a despeito da atual classificação molecular, ainda fornecem informações importantes sobre o comportamento desta doença.
OBJETIVO: Analisar as características morfológicas dos carcinomas ductais invasivos da mama em mulheres acima e abaixo de 50 anos de idade.
MÉTODOS: Trezentos e dois casos de carcinoma ductal de pacientes do serviço de Mastologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), no período de 2005 a 2014, com idade < 50 anos e acima de 50 anos. Foram analisadas as seguintes características morfológicas: maior diâmetro do tumor (DT), presença de metástase axilar (MX) e grau histológico (GH).
RESULTADOS: A idade média das pacientes foi de 55,6 anos; o tamanho médio dos tumores, de 3,4 cm. Quarenta por cento dos tumores possuíam diâmetro < 2 cm e 60%, > 2 cm. Quanto ao grau histológico, 23,7% eram grau 1, 32,1%, grau 2 e 42%, grau 3. Sessenta e seis por cento dos casos apresentaram metástase axilar e 34% não. Mulheres com idade < 50 anos apresentaram menos tumores grau 1 (p = 0,002) em relação aos graus 2 e 3. Mulheres acima de 50 anos apresentaram mais tumores grau 3 (p = 0,002) e mais tumores com mais de 2 cm de diâmetro (p < 0,001). A presença de metástase predominou nas duas faixas etárias quando analisadas isoladamente (p < 0,001).
CONCLUSÃO: Mulheres acima de 50 anos apresentaram tumores maiores e de morfologia mais indiferenciada; mulheres com idade < 50 anos, menos tumores bem diferenciados. Não houve diferença da morfologia entre as faixas etárias quando comparadas entre si.

Palavras-chave: neoplasias da mama; patologia cirúrgica; distribuição por idade

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Breast cancer is the most common cancer in women worldwide, and its morphological characteristics, despite the current molecular classification, also provide important information about the pattern of this disease.
OBJECTIVE: To analyze the morphological characteristics of invasive ductal breast carcinoma among women older and younger than 50 years.
METHOD: 302 cases of invasive ductal carcinoma patients treated at the Division of Mastology of the Universidade Federal do Ceará, in the period 2005-2014, aged < 50 years and older. The following morphological characteristics were analyzed: larger tumor diameter (TD), lymph node metastasis (MX), and histological grade (HG).
RESULTS: The mean age of patients was 55.6 years. The average tumor size was 3.4 cm, 40% of tumors have diameter < 2 cm and 60% > 2 cm. As for the histological grade, 23.7% were grade 1, 32.1% grade 2, and 42% grade 3. Axillary metastasis were present in 66% of the cases and 34% did not. Women aged < 50 years had fewer tumors grade 1 (p = 0.002), compared with grades 2 and 3. Women older than 50 years had more grade 3 tumors (p = 0.002), and more tumors larger than 2 cm diameter (p < 0.001). The presence of metastasis predominated in both age groups when analyzed separately (p < 0.001).
CONCLUSION: Women older than 50 years had larger and more morphologically undifferentiated tumors. Women aged < 50 years had less well-differentiated tumors. There were no differences in morphology between these two age groups when compared each other.

Palavras-chave: neoplasias da mama; patologia cirúrgica; distribuição por idade

 

Sarcoma de células dendríticas foliculares: relato de dois casos e revisão da literatura

Francisca E. M. M. Lima; Iago F. Jorge; Jacques Kauffman; Gunter Gerson; Maria do Patrocínio F. G. Beco; Juliana M. Cavalcante; Carlos Gustavo Hirth; Raimundo N. L. Neto

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(4):258-264

RESUMO

Sarcoma de células dendríticas foliculares é uma neoplasia rara, descrita pela primeira vez em 1986 por Monda. Caso 1: Paciente do sexo feminino, 50 anos, realizou tomografia computadorizada de abdômen que detectou lesão tumoral de 8,0 cm em mesentério. Foi submetida à ressecção da lesão. A microscopia revelou neoplasia epitelioide, com linfócitos de permeio e expressão imuno-histoquímica de CD21 e CD35. A paciente foi submetida à quimioterapia adjuvante. Caso 2: Paciente do sexo masculino, 21 anos, com massa cervical direita medindo 7,0 cm. A biópsia evidenciou proliferação de células fusiformes, com infiltrado inflamatório de permeio e arranjo estoriforme, com expressão imuno-histoquímica de CD21 e CD23. O paciente foi submetido a radioterapia neoadjuvante e ressecção cirúrgica.

Palavras-chave: células dendríticas foliculares; neoplasias de células dendríticas; sarcoma de células dendríticas foliculares; patologia.

 

ABSTRACT

Follicular dendritic cell sarcoma is a rare neoplasm, first described in 1986 by Monda. Case 1: A female patient, 50-year-old performed abdominal computed tomography scan that detected a tumor lesion of 8.0 cm in the mesentery. She underwent resection of the lesion. Microscopic examination revealed epithelioid neoplasm, interspersed with lymphocytes, and positive immunohistochemical staining for CD21 and CD35. The patient underwent adjuvant chemotherapy. Case 2: A male patient, 21-year-old presented right-sided neck mass measuring 7.0 cm. The biopsy revealed proliferation of spindle cells, interspersed with inflammatory infiltrate and storiform arrangement, and positive immunohistochemical staining for CD21 and CD23. The patient underwent neoadjuvant radiotherapy and surgical resection.

Palavras-chave: células dendríticas foliculares; neoplasias de células dendríticas; sarcoma de células dendríticas foliculares; patologia.

 

Relação entre idade e expressão do receptor de progesterona com presença de metástases no sistema nervoso central no carcinoma ductal invasivo da mama

Eduardo Cambruzzi; Luana R. Gassen; Andrei Reginatto; Andressa Noshang; Fernanda P. Brandão; Larissa R. Roman; Luciana H. Miranda; Karla Lais Pêgas

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):323-328

RESUMO

INTRODUÇÃO: O carcinoma ductal invasivo de tipo histológico não especial (CDINE) caracteriza-se por grande heterogeneidade morfológica, sendo responsável por cerca de 70%-80% dos tumores malignos de mama. Os principais fatores prognósticos são o tamanho tumoral, o grau de diferenciação e o status dos linfonodos axilares. O CDINE corresponde a 15%-18% das metástases no sistema nervoso central (MSNC) e, geralmente, sua resposta aos tratamentos sistêmicos/quimioterápicos é pouco satisfatória.
OBJETIVO: Estimar a relação entre achados clínicos e anatomopatológicos do CDINE com a presença de MSNC.
MÉTODO: Foram avaliadas as informações clínicas de 171 espécimes de setorectomia/mastectomia com esvaziamento axilar por CDINE, sendo determinadas as seguintes variáveis anatomopatológicas: tamanho tumoral, grau histológico, status nodal, expressão dos receptores de estrogênio (RE) e progesterona (RP) e de oncoproteína HER-2/neu/receptor do fator de crescimento epidérmico humano (c-erb-B2) e presença de MSNC. Os casos de MSNC em CDINE foram submetidos a ressecção e comprovação do sítio primário pela técnica de imuno-histoquímica.
RESULTADOS: A prevalência de MSNC foi igual a 9,4% (n = 16) e apresentou correlação com faixa etária (p = 0,01) e expressão dos RP (p = 0,004). Embora os casos de CDINE com MSNC estivessem relacionados com maior tamanho tumoral, maior grau histológico e metástases nodais, não foi encontrada associação estatística (p = 0,221, p = 0,224 e p = 0,99, respectivamente). A expressão de RE e c-erb-B2 não foi significativa entre os dois grupos (p = 0,072 e p = 0,31, respectivamente).
CONCLUSÃO: O presente estudo mostrou que as pacientes mais jovens e a expressão dos RP relacionam-se com a presença de MSNC. A avaliação de achados anatomopatológicos específicos no CDINE pode ajudar a estabelecer fatores de risco e/ou parâmetros clínicos associados ao desenvolvimento de MSNC.

Palavras-chave: sistema nervoso central; carcinoma; mama; metástase neoplásica; patologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Breast invasive carcinoma of no special type (NST) is characterized by great morphological heterogeneity, and accounts for about 70%-80% of malignant breast tumors. The main prognostic factors are tumor size, degree of differentiation, and status of axillary lymph nodes. NST represents 15%-18% of central nervous system metastases (CNSm), and generally the response to systemic treatment/chemotherapy is unsatisfactory.
OBJECTIVE: To estimate the association between clinical and pathological findings of NST with CNSm.
METHOD: Clinical data of 171 specimens of lumpectomy/mastectomy with axillary dissection in NST were evaluated, as well as the following pathological variables: tumor size, histological grade, nodal status, expression of estrogen (ER) and progesterone receptors (PR) and human epidermal growth factor receptor 2 (HER-2/neu) oncogene (c-erb B2), and presence of CNSm. The cases of CNSm in NST underwent resection, and the primary site was identified by immunohistochemistry.
RESULTS: The prevalence of CNSm was 9.4% (n = 16), and was related to age (p = 0.01), and the expression of PR (p = 0.004). Although cases of NST with CNSm showed correlation with greater tumor size, higher histological grade and nodal metastases, there was no statistical association (p = 0.221, p = 0.224 and p = 0.99, respectively). Expression of ER and c-erb-B2 was not significant between the two groups (p = 0.072 and p = 0.31, respectively).
CONCLUSION: This study showed that younger patients and the expression of RP correlate with the presence of CNSm. The evaluation of specific pathological findings in NST can help establish risk factors and/or clinical parameters associated with the development of CNSm.

Palavras-chave: sistema nervoso central; carcinoma; mama; metástase neoplásica; patologia.

 

Acurácia da consulta intraoperatória nos nódulos da tireoide: análise de 2.040 casos realizados no Instituto Nacional de Câncer em 12 anos

Theresinha C. Fonseca; Ana Lúcia A. Eisenberg; Mário Lúcio C. Araújo Jr.

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):329-334

RESUMO

INTRODUÇÃO: O nódulo tireoidiano é a manifestação clínica mais comum de doenças da tireoide, e entre os procedimentos para o seu diagnóstico, o exame citológico é o mais usado devido à alta acurácia. Como consequência, o valor da consulta intraoperatória (CIO) tornou-se motivo de controvérsia. A CIO é um dos mais importantes e difíceis procedimentos que o patologista utiliza. Ela possibilita que o paciente seja diagnosticado, tratado e estadiado em uma mesma intervenção.
OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é avaliar a acurácia da CIO em tireoide no Instituto Nacional de Câncer (Inca).
MÉTODOS: Este estudo analisou as CIOs em tireoide realizadas no Inca no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2012. O diagnóstico delas foi comparado com o diagnóstico histopatológico, considerado o padrão ouro, e foi classificado em: concordante, discordante e indeterminado. A partir desses dados, foram calculadas a sensibilidade, a especificidade e a acurácia.
RESULTADOS E CONCLUSÃO: Das 2.040 CIOs realizadas, os diagnósticos foram concordantes em 1.770 casos (87%), discordantes em 45 (2%) e indeterminados em 225 (11%). Dos 1.770 casos concordantes, 1.252 (61%) foram verdadeiros negativos e 518 (25%), verdadeiros positivos. Dos 45 casos discordantes, 38 (2%) foram falsos negativos e sete, falsos positivos (0,3%). A sensibilidade do exame foi de 0,94%; a especificidade, de 0,99%; e a acurácia, de 0,97%. Nossos resultados indicam que a CIO em tireoide é um exame de alta acurácia, o que contribui para a conduta cirúrgica.

Palavras-chave: doenças da glândula tireoide; congelamento; patologia; precisão da medição dimensional.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The thyroid nodule is the most common clinical manifestation of thyroid diseases, and, among the procedures for its diagnosis, cytological examination is the most used. Due to the high accuracy of cytological examination, the value of intraoperative consultation (IOC) has become a matter of controversy. IOC is one of the most important and difficult procedures that a pathologist adopts, enabling the patient to be diagnosed, treated and staged in the same intervention.
OBJECTIVE: To evaluate the accuracy of IOC in thyroid at Instituto Nacional de Câncer (Inca).
METHODS: This study analyzed IOC in thyroid held in Inca from January 2001 to December 2012. The IOC diagnosis was compared with the histopathologic diagnosis, considered the gold standard, and was classified as concordant, discordant and indeterminate. From these data we calculated sensitivity, specificity and accuracy.
RESULTS: Among the 2,040 held IOCs, diagnoses were concordant in 1,770 cases (87%), discordant in 45 (2%) and indeterminate in 225 (11%). Among the 1,770 concordant cases, 1,252 (61%) were true negative, and 518 (25%), true positive. Among the 45 discordant cases, 38 (2%) were false negative, and seven (0,3%), false positive. The test sensitivity was 0.94%, specificity of 0.99% and accuracy of 0.97%.
CONCLUSION: Our results indicate that IOC in thyroid is a highly accurate test, contributing to the surgical conduct.

Palavras-chave: doenças da glândula tireoide; congelamento; patologia; precisão da medição dimensional.

 

Sequência de Pierre Robin: relato de caso, a relevância da autópsia

Cristiano C. Oliveira; Maria Aparecida C. Domingues

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):335-338

RESUMO

Sequência de Pierre Robin é uma doença neonatal caracterizada por micrognatismo, glossoptose e fenda palatina. Relatamos um caso de autópsia de uma criança cujas malformações da orofaringe somente foram identificadas ao nascimento. A criança era pré-termo extremo com depressão neonatal grave e má recuperação, e as malformações orofaciais impediram o correto tratamento. Havia alteração facial caracterizada por micrognatia associada a fenda palatina e posteriorização da língua, comprimindo a valécula, estruturalmente compatível com glossoptose. A autópsia extrapola as relevâncias científica e epidemiológica, permitindo o aconselhamento genético familiar e o monitoramento adequado da gestação subsequente.

Palavras-chave: patologia; autópsia; síndrome de Pierre Robin.

 

ABSTRACT

Pierre Robin sequence is a neonatal disorder characterized by micrognathism, glossoptosis and cleft palate. We reported an autopsy case of a child whose malformations of the oropharynx were identified only at birth. The child was extremely preterm with severe neonatal depression and poor recovery, and the orofacial alterations prevented the correct treatment. There was facial disorder characterized by micrognathia associated with cleft palate and posterior displacement of the tongue, compressing the vallecula, structurally compatible with glossoptosis. This autopsy surpassed the scientific and epidemiological relevance, allowing the family genetic counseling and close monitoring of a subsequent pregnancy.

Palavras-chave: patologia; autópsia; síndrome de Pierre Robin.

 

Tumor papilar agressivo do saco endolinfático: relato de caso de uma rara neoplasia

Eduardo Cambruzzi; Karla Lais Pêgas; Leandro P. Almeida; Gerson Evandro Perondi; Leandro I. Dini

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(1):31-34

RESUMO

O tumor papilar agressivo do saco endolinfático (TPASE) é uma neoplasia rara, ocasionalmente relacionada com a doença de von Hippel-Lindau, que se caracteriza pelo crescimento agressivo local com destruição do osso temporal. Os autores relatam um caso de TPASE em paciente do sexo feminino, exibindo paralisia do quinto ao oitavo par craniano. A tomografia computadorizada (TC) revelou grande processo lítico comprometendo o osso temporal direito. A paciente foi submetida a ressecção cirúrgica. À microscopia, identificou-se processo neoplásico que exibiu células cilíndricas monomórficas com atipias leves, dispostas em padrão papilar. A lesão apresentou positividade para AE1/AE3, antígeno da membrana epitelial (EMA) e vimentina; e negatividade para sinaptofisina, proteína ácida fibrilar glial (GFAP), enolase específica do neurônio (NSE), tireoglobulina, transtirretina, cromogranina, fator de transcrição da tireoide 1 (TTF-1), fator de transcrição de ação trans específico de células GATA-3 e fator de transcrição intestinal CDX-2. O diagnóstico de TPASE foi então estabelecido. Após seis anos da ressecção cirúrgica, foi identificada recorrência da lesão.

Palavras-chave: saco endolinfático; osso temporal; patologia; imuno-histoquímica; prognóstico.

 

ABSTRACT

Aggressive papillary endolymphatic sac tumor (ELST) is a rare neoplasm, occasionally related to von Hippel-Lindau disease, characterized by locally aggressive growth with temporal bone destruction. The authors report a case of ELST in a female patient exhibiting fifth through eighth cranial nerve paralysis. Computed tomography (CT) revealed a large lytic process involving the right temporal bone. The patient underwent surgical resection. At microscopy, a neoplastic process was identified exhibiting monomorphic columnar cells with mild atypias, arranged in a papillary pattern. The lesion exhibited positivity for A31/AE3, epithelial membrane antigen (EMA), and vimentin; and negativity for synaptophysin, glial fibrillary acidic protein (GFAP), neuron-specific enolase (NSE), thyroglobulin, transthyretin, chromogranin, thyroid transcription factor 1 (TTF-1), trans-acting T-cell specific transcription factor GATA-3, and intestinal transcription factor CDX-2. The diagnosis of ELST was then established. Six years after surgical resection, lesion recurrence was observed.

Palavras-chave: saco endolinfático; osso temporal; patologia; imuno-histoquímica; prognóstico.

 

Frequência de critérios morfológicos de adenocarcinoma da próstata em 387 biópsias de agulha da próstata consecutivas: com ênfase na localização e no número de nucléolos

Andrea O. Cruz; Amanda L. S. Santana; Andréia C. Santos; Daniel A. Athanazio

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(2):107-111

RESUMO

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Avaliamos a sensibilidade e a especificidade de critérios morfológicos para diagnóstico de adenocarcinoma da próstata em biópsias de agulha da próstata, consecutivas, com ênfase na localização e no número de nucléolos.
MÉTODOS: A morfologia de 387 biópsias de agulha consecutivas do ano de 2013 foi sistematicamente examinada e estratificada como diagnóstico de benigno, lesão suspeita ou maligno. Também testamos como cada critério previu o diagnóstico final após avaliação imuno-histoquímica para expressão de marcadores de células basais (p63 e citoqueratina de alto peso) e racemase.
RESULTADOS: Um nucléolo proeminente foi o achado mais comum do carcinoma, mas também foi relativamente comum em casos benignos. As frequências de um nucléolo proeminente central em lesões malignas, suspeitas e benignas foi de 99%, 89% e 27%, respectivamente. Nucléolo marginado (85%, 60% e 7%), nucléolos duplos (86%, 53% e 10%) e nucléolos múltiplos (47%, 14% e 2%) foram menos comuns em casos benignos, com diferenças significativas entre os grupos. Dos 36 casos com diagnóstico inicial de suspeito, a presença de nucléolo marginado e mitoses foi associada ao diagnóstico final de malignidade. Um nucléolo proeminente central foi mais associado a casos cujo diagnóstico final após imuno-histoquímica foi benigno.
CONCLUSÃO: A localização e o número de nucléolos pode ser um marcador morfológico valioso para identificar lesões suspeitas, uma vez que esses achados são mais específicos para malignidade do que a proeminência nucleolar. A presença de nucléolo proeminente comumente leva ao diagnóstico inicial de lesão suspeita que, posteriormente, terá a conclusão de benignidade confirmada pela imuno-histoquímica.

Palavras-chave: doenças prostáticas; biópsia com agulha de grande calibre; patologia cirúrgica.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION AND OBJECTIVES: We evaluated the sensitivity and specificity of morphological criteria for the diagnosis of prostate adenocarcinoma in consecutive, prostate needle biopsies specimens with emphasis on the location and number of nucleoli.
METHODS: The morphological features of 387 consecutive prostate needle biopsies specimens, in 2013, were systematically examined and stratified according to the final diagnosis of benign, suspicious and malignant lesions. We also tested how well each criterion predicted the final diagnosis after the immunohistochemical evaluation for expression of the basal cell markers (p63 and high molecular weight cytokeratin) and racemase.
RESULTS: A prominent nucleoli is the most common feature of carcinoma; however it is also relatively common in benign cases. The frequencies of prominent central nucleoli in malignant, suspicious and benign cases were 99%, 89% and 27%, respectively. Marginated nucleoli (85%, 60% and 7%), double nucleoli (86%, 53% and 10%), and multiple nucleoli (47%, 14% and 2%) were less common in benign cases, with significant difference among the groups. From the 36 cases initially diagnosed as suspicious, the presence of marginated nucleoli and mitoses were associated with the final diagnosis of malignancy. Prominent central nucleoli were more associated with cases which the final diagnosis after immunohistochemistry was benign.
CONCLUSION: The location and number of nucleoli may be valuable morphological markers to identify suspicious lesions, since these features are more specific for malignancy than nucleolar prominence. The presence of prominent nucleoli commonly leads to the initial diagnosis of suspicious lesion that, subsequently, will be resulted in benignity confirmed by immunohistochemistry.

Palavras-chave: doenças prostáticas; biópsia com agulha de grande calibre; patologia cirúrgica.

 

Tumor triquilemal proliferante: relato de caso

Theresinha C. Fonseca; Camila L. Bandeira; Bruno A. Sousa; Terence P. Farias; Ana Lúcia A. Eisenberg

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(2):120-123

RESUMO

O tumor triquilemal proliferante é uma lesão com diferenciação triquilemal, mais frequente em mulheres idosas; acomete o couro cabeludo, com tamanho variando de 2 cm a 10 cm. Microscopicamente, é sólido-cístico, bem delimitado, comprometendo a derme e o tecido celular subcutâneo. Apresenta ceratinização triquilemal e escamosa. Pleomorfismo pode estar presente. Células fantasmas, apócrinas e fusiformes podem ser observadas. O diagnóstico diferencial deve ser feito com o tumor triquilemal maligno e o carcinoma de células escamosas. O seu comportamento é benigno, sendo recomendada a ressecção completa. Nosso objetivo é relatar um caso de tumor triquilemal proliferante.

Palavras-chave: patologia; couro cabeludo; neoplasias; pele.

 

ABSTRACT

The proliferating trichilemmal tumor is a lesion with trichilemmal differentiation, more common occurring among elderly women; it affects the scalp with sizes ranging from 2-10 cm. Microscopically, it is solid-cystic, well-defined, affecting the dermis and the subcutaneous cellular tissue. It presents trichilemmal and squamous keratinization. Pleomorphism may be present. Ghosts, apocrine and spindle cells can be observed. The differential diagnosis should be performed with malignant trichilemmal tumor and squamous cell carcinoma. Their behavior is benign and complete resection is recommended. Our goal is to report a case of proliferating trichilemmal tumor.

Palavras-chave: patologia; couro cabeludo; neoplasias; pele.

 

Relato de um caso de hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) com evolução complexa e transplante hepático

Railene Célia B. Alencar; Andréa M. Guimarães; Lacy C. Brito Junior

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(5):307-311

RESUMO

Hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) é uma doença rara, adquirida, com episódios trombóticos e pancitopenia frequente. Relatamos o caso de uma paciente jovem, 32 anos, sexo feminino, portadora de HPN e aplasia de medula, com evolução complexa e diagnóstico de anemia aplástica associada à HPN, evoluindo em três anos com síndrome de Budd-Chiari e transplante hepático. Complicação pós-transplante, trombose arterial hepática, rejeição do enxerto, retransplante hepático e tratamento da HPN com eculizumab. Obtiveram-se estabilização clínica e cessação dos sintomas.

Palavras-chave: aplasia pura de série vermelha; hemoglobinúria paroxística; transplante de fígado.

 

ABSTRACT

The paroxysmal nocturnal hemoglobinuria (PNH) is a rare acquired disease, with thrombotic episodes and frequent pancytopenia. We report the case of a 32 year-old female PNH patient with bone marrow aplasia, which followed a complex course, diagnosed with aplastic anemia associated with PNH, evolving in three years with Budd-Chiari syndrome and liver transplantation. Post-transplant complications, hepatic arterial thrombosis, graft rejection, liver retransplantation and treatment of PNH with eculizumab. Clinical stabilization and cessation of symptoms were achieved.

Palavras-chave: aplasia pura de série vermelha; hemoglobinúria paroxística; transplante de fígado.

 

Estudo histopatológico comparativo da hepatite crônica C nativa e recorrente pós-transplante com ênfase em achados semelhantes à rejeição celular aguda

Isabela R. C. Fraga; Adriana Caroli-Bottino; Vera Lucia N. Pannain

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(5):316-323

RESUMO

INTRODUÇÃO: A análise histológica de biópsias hepáticas pós-transplante pode trazer dificuldades na distinção entre hepatite crônica C (HCC) recorrente e outras causas de disfunção do enxerto, sobretudo rejeição celular aguda (RCA).
OBJETIVO: Comparar as características histológicas de biópsias hepáticas de pacientes transplantados e não transplantados portadores de HCC, além de avaliar a presença de achados comuns à RCA.
MÉTODOS: Foram estudadas 40 biópsias de pacientes não transplantados e 30 de transplantados, de acordo com o escore de Ishak para grau de atividade necroinflamatória e estágio de fibrose. Foram ainda avaliadas as características do infiltrado inflamatório, da esteatose, das alterações ductais e da endotelite portal e da perivenulite central.
RESULTADOS: Em ambos os grupos, houve predomínio de leve grau de atividade necroinflamatória e leve fibrose. O infiltrado inflamatório portal também foi leve e predominantemente linfocítico em ambos os grupos. Alterações ductais foram mais frequentes em pacientes não transplantados. Esteatose também foi leve em ambos os grupos, mas predominou nos pacientes não transplantados. Endotelite portal ocorreu em 42,5% e 40% em HCC não transplantada e HCC pós-transplante, respectivamente. A frequência de endotelite centrolobular foi semelhante nos dois grupos.
CONCLUSÃO: Os achados histológicos na HCC são semelhantes em pacientes transplantados e não transplantados. Além disso, características morfológicas da RCA estão presentes na HCC, tanto em fígados nativos como em enxertos de pacientes com infecção recorrente após transplante.

Palavras-chave: hepatite C crônica; transplante de fígado; rejeição de enxerto; patologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Histological analyses of post-transplant liver biopsies may be difficult in distinguishing recurrent chronic hepatitis C (CHC) from other causes of graft dysfunction, especially acute cellular rejection (ACR).
OBJECTIVE: The aim of this study was to compare the histological characteristics of liver biopsies with CHC in transplant and non-transplant patients with hepatitis C virus (HCV) infection and assess the occurrence of findings common to ACR.
METHODS: We studied 40 biopsies from non-transplant and 30 biopsies from post-transplant patients, according to the Ishak score for necroinflammatory activity grade and stage of fibrosis. We also assessed the inflammatory infiltrate, steatosis, ductal changes, portal endotheliitis and central perivenulitis.
RESULTS: We found predominance of mild grade and stage in both groups. The portal inflammatory infiltrate was also mild and mainly lymphocytic in the two groups. Ductal changes were more frequent in the non-transplant patients. Steatosis was also mild in both groups, but predominated in non-transplant CHC patients. Portal endotheliitis occurred in 42.5% and 40% in non-transplant and post-transplant CHC, respectively. The frequency of centrilobular endotheliitis was similar in both groups.
CONCLUSION: Histological findings in chronic hepatitis C are similar in non-transplant and post-transplant patients. In addition, morphological features characteristic of ACR are also observed in HCV infection of native livers as well as in the graft of patients with recurrent infection after transplantation.

Palavras-chave: hepatite C crônica; transplante de fígado; rejeição de enxerto; patologia.

 

Polimetilmetacrilato (Linnea Safe) provoca resposta inflamatória localizada após implante intramuscular em camundongos BALB/c, mas não é observado em órgãos a distância

Eduardo Luiz Costa; Anália C. Milhomem; Ronaldo Moisés de Moura Filho; Ruy S. Lino Jr.

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(6):400-406

RESUMO

INTRODUÇÃO: Entre suas diversas funções terapêuticas, há mais de uma década o polimetilmetacrilato (PMMA) vem se destacando na reposição de volumes perdidos com processo de envelhecimento e preenchimento de sulcos e rugas. É considerado um biomaterial permanente, apesar de sua confiabilidade ser amplamente discutida por profissinais da área da saúde.
OBJETIVOS: Analisar o tamanho das microesferas de três formas comercializadas de PMMA e o processo inflamatório gerado pelo implante, bem como avaliar a possível migração das microesferas.
MÉTODOS: Os polímeros das marcas Biossimetric®, MetaCrill® e Linnea Safe® foram analisados por microscópio eletrônico de varredura (MEV) e tiveram a dispersão e o tamanho de suas partículas determinados. Após essa análise, decidiu-se implantar em camundongos BALB/c o polímero da marca Linnea Safe®, o qual se apresentou mais homogêneo. Os animais submetidos ao implante do polímero foram eutanasiados aos 3, 7, 15, 30, 60, 90 e 120 dias após o implante, permitindo a realização da pesagem das patas implantadas e a análise histopatológica de alguns tecidos.
RESULTADOS: Observou-se que a implantação de microesferas de PMMA Linnea Safe® em camundongos desencadeou um processo inflamatório agudo de 3 a 15 dias após o procedimento cirúrgico, evoluindo para inflamação crônica não granulomatosa com deposição de colágeno e reorganização do tecido após 30 dias de implantação de PMMA até 120 dias; além disso, não foram observadas microesferas em órgãos a distância.
CONCLUSÃO: O PMMA da marca Linnea Safe® comportou-se como um biomaterial seguro e estável, uma vez que as microesferas apresentaram tamanho que impedem sua fagocitose e provocam inflamação localizada e controlada.

Palavras-chave: polimetilmetacrilato; migração de corpo estranho; inflamação; patologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Among its different therapeutic functions, the use of polymethyl methacrylate (PMMA) for more than a decade has has stood out in the replacement of the volumes lost with the aging process and filling in wrinkles and creases. It is considered a permanent biomaterial despite its reliability is widely discussed by health professionals.
OBJECTIVE: To analyze the size of the microspheres in of three different commercialized types of PMMA, and the inflammatory process generated by the implant, as well as to evaluate possible migration of the microspheres.
METHODS: The polymers of the brands Biossimetric®, MetaCrill® and Linnea Safe® were analyzed by scanning electron microscope (SEM) and had the dispersion and the size of its particles determined. After this analysis, it was decided to implant in BALB/c mice the polymer of the brand Linnea Safe®, which was the more homogeneous product. The animals submitted to polymer implantation were euthanized at 3, 7, 15, 30, 60, 90 and 120 days after implantation, allowing the weighing of the implanted paws and the histopathological analysis of some tissues.
RESULTS: It was observed that the implantation of Linnea Safe® PMMA microspheres in mice triggered an acute inflammatory process 3 to 15 days after the surgical procedure, evolving to chronic non-granulomatous inflammation with collagen deposition, tissue reorganization after 30 days of PMMA implantation up to 120 days; also, no microspheres were observed in distant organs.
CONCLUSION: The Linnea Safe® PMMA behaved as a safe and stable biomaterial, once its microspheres were sized to prevents phagocytosis, and leads to local and controlled inflammation.

Palavras-chave: polimetilmetacrilato; migração de corpo estranho; inflamação; patologia.

 

O consumo diário de agrião causa inibição do crescimento do tumor experimental de Ehrlich

Débora Aparecida de Souza; Poliane M. Costa; Rosy Iara M. A. Ribeiro; Paula V. T. Vidigal; Flávia C. H. Pinto

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(6):393-399

RESUMO

INTRODUÇÃO: O aumento da ingestão de vegetais crucíferos tem sido associado à redução de risco de câncer. Estudos experimentais e epidemiológicos sugerem que o agrião é um vegetal crucífero que apresenta alta concentração de compostos com reconhecida atividade antitumoral.
OBJETIVO: Investigar o efeito do consumo diário de solução aquosa de agrião no crescimento do tumor experimental de Ehrlich (TEE).
MÉTODOS: Camundongos Swiss foram separados em três grupos, A, B e C (n = 6). Os animais do grupo-controle (A) receberam, por gavagem, 0,05 ml de solução salina durante todo o experimento. Os animais do grupo B, a partir do 1º dia do experimento, receberam diariamente, por gavagem, 0,05 ml de solução aquosa de agrião (0,5 g/ml). Os animais do grupo C, no 21º dia, iniciaram a ingestão diária dessa solução. No 21º dia, todos os camundongos foram inoculados subcutaneamente no coxim plantar esquerdo com 2 × 106 células do TEE (0,05 ml), e o desenvolvimento tumoral foi avaliado pela mensuração da espessura das patas. No 42º dia, os animais foram sacrificados e suas patas, removidas para análise histopatológica.
RESULTADOS: Os animais dos grupos B e C apresentaram supressão do crescimento tumoral e menor área de necrose em relação aos animais do grupo A.
CONCLUSÃO: O presente estudo demonstrou que a ingestão diária de solução aquosa de agrião foi capaz de causar supressão do crescimento do TEE provavelmente devido aos principais compostos presentes neste vegetal com propriedades antitumorais.

Palavras-chave: carcinoma de Ehrlich; Brassicaceae; patologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Increasing cruciferous vegetable intake has been associated with reduced risk of cancer. Experimental and epidemiological studies suggest that the watercress it is a cruciferous vegetable with high concentration of compounds with recognized antitumor activity.
OBJECTIVE: To investigate the effects of daily intake of an aqueous solution of watercress on the growth of the experimental Ehrlich tumor (EET).
METHODS: Swiss mice were divided into three groups A, B and C (n = 6). The animals from the control group (A) received, by gavage, 0.05 ml of saline throughout the experiment. The animals in group B, from the first day of the experiment, received daily, by gavage, 0.05 ml of watercress aqueous solution (0.5 g/ml). The animals from group C began, on day 21, daily intake of this solution. At day 21.2 × 106 EET cells were inoculated subcutaneously in the left footpad of all mice, and tumor growth was assessed by measuring the thickness of the paw. On day 42, the animals were sacrificed and their footpads removed for histopathological analysis.
RESULTS: The animals from groups B and C have showed a suppression of tumor growth and a small area of necrosis compared to the animals of group A.
CONCLUSION: The present study demonstrated that the daily intake of aqueous solution of watercress was able to activate a suppression of the EET growth, probably due to the main compounds with antitumor properties present in this vegetable.

Palavras-chave: carcinoma de Ehrlich; Brassicaceae; patologia.

 

Erros diagnósticos em patologia cirúrgica

Monique F. Santana; Luiz Carlos L. Ferreira

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):124-129

RESUMO

A patologia deve ter como meta um diagnóstico correto e completo para o paciente, em tempo hábil, de maneira útil e compreensível para o médico assistente. No entanto, na prática diária, são múltiplas as possibilidades de erros no laboratório de patologia, com diversos impactos na assistência e no prognóstico do paciente. Nesta revisão, serão abordados os diferentes conceitos de erros e concordância diagnóstica em patologia, em que momento do processo diagnóstico os erros são mais frequentes, bem como a proposta de soluções para minimizar a chance de sua ocorrência.

Palavras-chave: erros médicos; patologia cirúrgica; erros em patologia.

 

ABSTRACT

Pathology must aim at a correct and complete diagnosis for the patient, timely, useful and understandable to the physician assistant. However, in daily practice, there are multiple possibilities of errors in the pathology laboratory, with several impacts on patient care and prognosis. In this review, we discuss the different concepts of error and diagnostic concordances in pathology, at which point in the diagnostic process the errors are more frequent, and propose solutions to minimize the chance of their occurrence.

Palavras-chave: erros médicos; patologia cirúrgica; erros em patologia.

 

Estratégias de blended learning (ensino híbrido) no ensino de patologia geral em um curso de medicina

Juliana A. Fermozelli; Mario Luis R. Cesaretti; Maria Lourdes P. Barbo

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(3):202-209

RESUMO

INTRODUÇÃO: Atualmente, em muitas escolas médicas, percebe-se que o aprendizado de patologia geral é deficiente, principalmente em decorrência do desinteresse pelos conhecimentos não diretamente relacionados com a prática profissional e da falta de recursos pedagógicos que motivem a aprendizagem. O blended learning (BL) é uma metodologia ativa de ensino híbrido que utiliza diferentes recursos tecnológicos, promovendo maior dinamismo e integração dos estudantes.
OBJETIVO: O objetivo desta pesquisa foi avaliar, sob a ótica dos estudantes do curso de medicina da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), a motivação e a capacidade de contextualização proporcionada pela associação do BL ao ensino de patologia geral.
MATERIAL E MÉTODO: As sessões de BL foram realizadas durante as sustentações aplicadas de patologia no período de 6 a 31 de outubro de 2014, no Módulo de Neoplasias, com os alunos do segundo ano do curso de medicina da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da PUC-SP.
RESULTADOS: A maioria dos discentes mostrou aceitação ao método, maior motivação e capacidade de contextualizar os processos patológicos.
CONCLUSÃO: O uso de BL pode proporcionar aos alunos maior contextualização da patologia na prática médica, contribuindo para um aprendizado mais significativo.

Palavras-chave: patologia; educação de graduação em medicina; ensino.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: In many medical schools, it is evident that learning of general pathology is deficient, mainly due to the disinterest in knowledge not directly related to professional practice and the lack of pedagogical resources that motivate learning. Blended learning (BL) is an active method of hybrid teaching that uses different technological resources, promoting greater dynamism and integration of students.
OBJECTIVE: The objective of this research was to evaluate, from the perspective of the students of the medical course of Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), the motivation and the capacity to contextualize provided by the employment of BL to the teaching of general pathology.
MATERIAL AND METHOD: The BL sessions were performed during the applied in-class activities of pathology in the period from October 6 to 31, 2014, in the Neoplasms Module, with the second-year students of the medicine course at PUC-SP.
RESULTS: Most of the students showed acceptance of the method, greater motivation and ability to contextualize the pathological processes.
CONCLUSION: The use of BL can provide students with greater contextualization of pathology in medical practice, contributing to a more meaningful learning.

Palavras-chave: patologia; educação de graduação em medicina; ensino.

 

Cisto linfoepitelial em língua: relato de caso em localização incomum

Rafaella B. Leite; Mara Luana B. Severo; Patrícia T. Oliveira; Ana Miryan C. Medeiros; Carlos Augusto G. Barboza; Ericka Janine D. Silveira

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(4):273-275

RESUMO

O cisto linfoepitelial oral (CLEO) é uma lesão incomum que se desenvolve no tecido linfoide oral. O objetivo do presente trabalho foi relatar um caso clínico de CLEO na língua. Paciente de 22 anos de idade exibia uma lesão nodular, de coloração amarelada e consistência amolecida, medindo 0,5 cm na região ventral de língua. Sob as hipóteses clínicas de mucocele e CLEO, foi realizada biópsia excisional. O exame histopatológico revelou lesão cística revestida por epitélio escamoso estratificado paraceratinizado, que apresentava em sua cápsula fibrosa tecido linfoide proeminente. Com base no diagnóstico definitivo, foi realizada a excisão cirúrgica da lesão.

Palavras-chave: patologia bucal; cistos não odontogênicos; resultado de tratamento.

 

ABSTRACT

Oral lymphoepithelial cyst (OLEC) is an uncommon lesion that develops in oral lymphoid tissue. The aim of the present study was to report a clinical case of OLEC in the tongue. A 22-year-old patient presented a nodular lesion, yellowish, with a softened consistency, measuring 0.5 cm in the ventral surface of the tongue. Under the clinical hypotheses of mucocele and OLEC, excisional biopsy was performed. The histopathological examination revealed a cystic lesion covered by a parakeratinized stratified squamous epithelium, which presented in its fibrous capsule a prominent lymphoid tissue. Based on the definitive diagnosis, surgical excision of the lesion was performed.

Palavras-chave: patologia bucal; cistos não odontogênicos; resultado de tratamento.

 

O papel das mutações IDH1/2 na patogênese dos glioblastomas secundários

Eduardo Cambruzzi

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(5):338-344

RESUMO

Astrocitoma difuso e glioblastoma (GBM) constituem um grupo de neoplasias astrocíticas infiltrantes difusas, que mais comumente surgem nos hemisférios cerebrais de adultos. A prevalência da transformação maligna de astrocitoma difuso para astrocitoma anaplásico e GBM varia de 40% a 75% dos casos em diferentes séries. Distintas anormalidades genéticas estão relacionadas com a progressão neoplásica; e as células propensas ao desenvolvimento de neoplasia glial incluem células progenitoras, células-tronco ou células diferenciadas. O GBM primário surge tipicamente de novo, sem história prévia de uma lesão precursora de baixo grau; o GBM secundário evolui a partir de um astrocitoma de baixo grau, é predominante em pacientes mais jovens e com frequência exibe mutações de isocitrato desidrogenase (IDH) 1 e 2. Os gliomas com mutação de IDH1/2 têm sido associados a melhor prognóstico quando comparados a gliomas com IDH de tipo selvagem. As mutações de IDH são raras nos GBM primários e em gliomas que surgem em crianças. Evidências sugerem que as mutações de IDH conduzem a um fenótipo de hipermetilação e representam eventos iniciais na transformação tumoral do sistema nervoso central (SNC) devido à produção do oncometabólito 2-hidroxiglutarato. As mutações de IDH1 precedem mutações de tumor protein p53 (TP53) em cerca de 63% dos casos de astrocitomas difusos e resultam em perda nos cromossomos 10q e 19q. O GBM primário também está associado a alterações na proliferação celular [amplificação/mutação de epidermal growth fator receptor (EGFR), amplificações de platelet derived growth factor receptor alpha (PDGFRA) e mutações de neurofibromin 1 (NF1)], índice apoptótico anormal [deleção homozigótica cyclin dependent kinase inhibitor 2A (CDKN2A) e mutação TP53] e progressão aberrante na fase G1/S do ciclo celular.

Palavras-chave: astrocitoma; glioblastoma; isocitrato desidrogenase; patologia; prognóstico; cérebro.

 

ABSTRACT

Diffuse astrocytoma and glioblastoma (GBM) constitute a group of diffusely infiltrating astrocytic neoplasms, which more commonly arise in cerebral hemispheres of adults. The prevalence of malignant transformation of diffuse astrocytoma to anaplastic astrocytoma and GBM varies from 40% to 75% of cases in different series. Distinct genetic abnormalities are related to neoplastic progression, and the cells prone to glial neoplasm development include progenitor cells, stem cells, or differentiated cells. Primary GBM arises typically de novo, with no previous history of a lower-grade precursor lesion. Secondary GBM evolves from low-grade astrocytoma, is predominant in younger patients, and frequently exhibits isocitrate dehydrogenase (IDH) 1 and 2 mutations. IDH1/2 mutated gliomas have been associated with a better prognosis when compared to IDH-wildtype gliomas. IDH mutations are rare in primary GBM and gliomas arising in children. Evidence suggests that IDH mutations lead to a hypermethylation phenotype and represent early events in tumoral transformation of the central nervous system (CNS) due to the production of the oncometabolite 2-hydroxyglutarate. IDH1 mutations precede tumor protein p53 (TP53) mutations in around 63% of cases of diffuse astrocytomas, and result in loss in 10q and 19q chromosomes. Primary GBMs are also associated with alterations in cell proliferation [epidermal growth fator receptor (EGFR) amplification/mutation, platelet derived growth factor receptor alpha (PDGFRA) amplifications, neurofibromin 1 (NF1) mutations], abnormal apoptotic index [cyclin dependent kinase inhibitor 2A (CDKN2A) homozygous deletion and TP53 mutation], and aberrant progression in G1/S phase of the cell cycle.

Palavras-chave: astrocitoma; glioblastoma; isocitrato desidrogenase; patologia; prognóstico; cérebro.

 

Terapia conservadora para lesão central de células gigantes: relato de caso

Israel L. Cavalcante; Caio César S. Barros; Rafael L. V. Osterne; Roberta B. Cavalcante; Renato Luiz M. Nogueira; Renata C. T. Medeiros

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(6):403-406

RESUMO

Relato de caso de lesão central de células gigantes (LCCG) em uma paciente do sexo feminino, 32 anos de idade, que exibiu aumento de volume assintomático em região mandibular e apresentou integridade da mucosa alveolar adjacente, sendo submetida a tratamento conservador. Os exames de imagem evidenciaram lesão radiolúcida e multilocular com deslocamento e discreta reabsorção radicular do 34 e 35. Foi realizada biópsia incisional com diagnóstico final de LCCG. A paciente foi submetida a aplicações quinzenais de hexacetonido de triancinolona, não apresentando recidiva e exibindo reintegração óssea. O tratamento de lesões extensas com injeções intralesionais de corticoides tem mostrado efeitos satisfatórios.

Palavras-chave: mandíbula; patologia bucal; triancinolona.

 

ABSTRACT

Case report of central giant cell lesion (CGCL) in a 32-year-old female patient, who exhibited asymptomatic increase in mandible volume and integrity of the adjacent alveolar mucosa, she was submitted to conservative treatment. The imaging exams showed radiolucent and multilocular lesion with displacement and discrete root resorption of the teeth 34 and 35. An incisional biopsy was performed and the final diagnosis of CGCL was established. The patient was submitted to biweekly applications of triamcinolone hexacetonide, showing no recurrence and exhibiting bone reintegration. Treatment of extensive lesions with intralesional corticosteroid injections has shown satisfactory effects.

Palavras-chave: mandíbula; patologia bucal; triancinolona.

 

Lagoquilascaríase: relato de caso

Lucianna F. Barreto; Lorena D’Anunciação; Paula Plisker; Flavio Werkema; Cynthia K. Berenstein

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(4):245-248

RESUMO

Relata-se um caso de infecção por Lagochilascaris minor, parasitose incomum, em mulher de 38 anos de idade, procedente de Paraupebas, Pará, Brasil. O artigo resume as principais características da doença e de seu agente etiológico, incluindo prevalência, ciclo de vida, curso clínico e tratamento.

Palavras-chave: lagoquilascaríase; helmintíase; parasitos; patologia.

 

ABSTRACT

An unusual case of parasitism by Lagochilascaris minor infection is reported in a 38-year-old woman from Paraupebas, Pará, Brazil. The article summarizes the main characteristics of the disease and its etiological agent, including prevalence, life cycle, clinical course and treatment.

Palavras-chave: lagoquilascaríase; helmintíase; parasitos; patologia.

 

Nefroma quístico e mutações DICER1: relato de uma nova mutação

Rui Caetano Oliveira; Mónica Jerónimo; Alexandra Paúl; Carol Marinho; Fátima Heitor

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(5):336-339

RESUMO

Nefroma quístico pediátrico é uma neoplasia de patogênese incerta caracterizada por uma arquitetura multilocular, que ocorre maioritariamente em crianças. Alguns casos podem ser esporádicos e outros podem apresentar associação familiar, juntamente com outras neoplasias, constituindo a síndrome DICER1. Apresentamos o caso de um nefroma quístico pediátrico com uma mutação do gene DICER1 não reportada na literatura e exploramos o diagnóstico diferencial, principalmente com o nefroblastoma quístico parcialmente diferenciado.

Palavras-chave: patologia; mutação; anatomia; histologia.

 

ABSTRACT

Paediatric cystic nephroma is a neoplasm of uncertain pathogenesis characterized by a multilocular architecture that develops in children. Some cases may be sporadic, and others may present a familial association, together with other neoplasms, as part of a DICER1 syndrome. We present a case of a paediatric cystic nephroma with an unreported DICER1 mutation and explore the differential diagnosis mainly with cystic partially differentiated nephroblastoma.

Palavras-chave: patologia; mutação; anatomia; histologia.

 

Validação das reações de hibridização in situ cromogênica para detecção de DNA e RNA em tecidos fixados em formalina e incluídos em parafina

Raquel L. Monteiro; Daniela S. Damaceno; Lidia M. Kimura; Cinthya S. Cirqueira; Juliana M. Guerra; Leonardo José T. Araújo

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2019;55(1):49-58

RESUMO

INTRODUÇÃO: A hibridização in situ cromogênica (CISH) é uma alternativa aos métodos tradicionais imuno-histoquímicos para diagnóstico de doenças infecciosas em amostras fixadas em formalina e incluídas em parafina, visto que apresenta grande sensibilidade e especificidade. Esse tipo de amostra sofre diversas modificações químicas durante o processamento histológico, e tanto a má fixação quanto a fixação em excesso podem prejudicar a qualidade das amostras, inviabilizando bons resultados. Na CISH, é comum a utilização de amostras positivas como controle de qualidade das reações; entretanto essa prática não fornece nenhuma informação a respeito da preservação do material genético, nem evita resultados falso-negativos nas amostras testadas.
OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi realizar a validação das sondas comerciais para ácido desoxirribonucleico (DNA) (+) e (-) e ácido ribonucleico (RNA) (+) e (-), para serem utilizadas como controle de qualidade, avaliando a preservação do material genético nas amostras testadas.
MATERIAIS E MÉTODOS: Foram utilizados 12 cortes histológicos (em quadruplicata, n = 48), confeccionados a partir de um pool de tecidos sem alterações microscópicas relacionadas com processos infecciosos e/ou inflamatórios. O protocolo de CISH foi conduzido de acordo com as instruções do fabricante e padronizado conforme as condições do nosso laboratório, utilizando sondas comerciais de DNA e RNA quimicamente ligadas à digoxigenina.
RESULTADOS E CONCLUSÃO: Nossos resultados foram muito satisfatórios, demonstrando alta reprodutibilidade, acurácia, sensibilidade e especificidade analítica, bem como altos valores preditivos para ensaios positivos e negativos e com proporção nula de resultados falso-negativos e falso-positivos, o que possibilitou a validação dessa reação.

Palavras-chave: hibridização in situ; controle de qualidade; patologia molecular.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Chromogenic in situ hybridization (CISH) is used alternatively to the traditional immunohistochemical methods for the diagnosis of infectious diseases in formalin-fixed paraffin-embedded samples, since it presents high sensitivity and specificity. This type of sample undergoes several chemical modifications during histological processing, and both poor and excessive fixation can impair sample quality, making it difficult to obtain good results. In CISH, it is common to use positive samples as quality control for the reactions; however, this practice does not provide any information regarding the preservation of the genetic material, nor does it avoid false-negative results.
OBJECTIVE: The objective of this study was to validate the deoxyribonucleic acid (DNA) (+) and (-), and ribonucleic acid (RNA) (+) and (-) control probes to be used as quality control for the samples, evaluating preservation of the genetic material.
MATERIALS AND METHODS: Twelve histological sections were used (in quadruplicate, n = 48), prepared from a pool of tissues without microscopic changes related to infectious and/or inflammatory processes. The CISH protocol was conducted according to the manufacturer’s instructions, standardized under the conditions of our laboratory, using commercial DNA and RNA probes chemically linked to digoxigenin.
RESULTS AND CONCLUSION: Our results were very satisfactory, showing high reproducibility, accuracy, sensitivity and analytical specificity, high predictive values for positive and negative assays and with zero ratio of false-positive and false-negative results, allowing the validation of this reaction.

Palavras-chave: hibridização in situ; controle de qualidade; patologia molecular.

 

RESUMEN

INTRODUCCIÓN: La hibridación in situ cromogénica (CISH) es una alternativa a los métodos tradicionales inmunohistoquímicos para el diagnóstico de enfermedades infecciosas en muestras fijadas en formol y embebidas en parafina, puesto que tiene alta sensibilidad y especificidad. Este tipo de muestra sufre diversas modificaciones químicas durante el procesamiento histológico, y tanto la mala fijación cuanto la fijación excesiva pueden perjudicar la calidad de las muestras, impidiendo buenos resultados. En la CISH, es común el empleo de muestras positivas para control de calidad de reacciones; sin embargo, esta práctica no proporciona ninguna información acerca de la preservación del material genético.
OBJETIVO: El propósito de este estudio ha sido realizar la validación de las sondas comerciales para ácido desoxirribonucleico (ADN) (+) y (-) y ácido ribonucleico (ARN) (+) y (-), para que sean utilizadas como control de calidad, evaluando la preservación del material genético en las muestras testadas.
MATERIAL Y MÉTODOS: Se incluyen en el estudio 12 cortes histológicos (en cuadruplicado, n = 48), confeccionados a partir de un pool de tejidos sin alteraciones microscópicas relacionadas con procesos infecciosos y/o inflamatorios. El protocolo de CISH se desarrolló de acuerdo a las instrucciones del fabricante y bajo las condiciones del nuestro laboratorio, haciendo uso de sondas comerciales de ADN y ARN quimicamente ligadas a digoxigenina.
RESULTADOS Y CONCLUSIÓN: Nuestros resultados han sido muy satisfactorios, demostrando alta reproducibilidad, exactitud, sensibilidad, y especificidad analítica, así como altos valores predictivos para ensayos positivos y negativos, y con proporción nula de falsos negativos y falsos positivos, lo que ha permitido la validación de esa reacción.

Palavras-chave: hibridização in situ; controle de qualidade; patologia molecular.

Análise comparativa do perfil histopatológico e epidemiológico dos carcinomas ductal e lobular da mama diagnosticados no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná entre 2008 e 2013

Heloisa Z. Rocha; Graciele C. M. Manica; Lucia de Noronha; Edneia A. S. Ramos; Giseli Klassen

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2019;55(1):59-74

RESUMO

INTRODUÇÃO: O câncer da mama é a segunda causa de morte por câncer entre as mulheres em todo o mundo, e estudos epidemiológicos podem auxiliar no entendimento dos seus mecanismos. Objetivos: Realizar um levantamento do número de casos dos carcinomas da mama diagnosticados em um período de seis anos.
MÉTODO: Foi comparado com a literatura o perfil dos carcinomas da mama diagnosticados em um hospital terciário de Curitiba, por meio da análise retrospectiva dos laudos de carcinomas da mama ductal/tipos especiais e lobular de pacientes atendidos entre os anos de 2008 e 2013.
RESULTADOS: Foram diagnosticados 327 (91,6%) casos de carcinoma ductal/tipos especiais e 30 (8,4%) de carcinoma lobular, totalizando 357 amostras. Desses casos, 27 (7,5%) eram de carcinoma in situ (20 ductal e sete lobular) e 330 (92,4%), invasores (307 ductal invasor + tipos especiais e 23 lobular). A prevalência de tumores da mama nas mulheres foi de 99,1%, tendo os pacientes, na sua maioria, mais de 50 anos (67,2%). Em relação ao estadiamento da União Internacional de Controle do Câncer/American Joint Committee on Cancer (UICC/AJCC), 49,2% dos tumores ductal + tipos especiais foram diagnosticados em estadio I ou II, enquanto 56,6% dos tumores lobular concentraram-se nos estadios II ou III/IV. Quanto à escala de Nottingham, grande parte dos casos era de grau intermediário (43,9%). Um total de 61% dos tumores eram receptor de estrogênio positivo (RE+) e 54%, receptor de progesterona positivo (RP+). Por outro lado, 36,1% apresentaram receptor 2 de fator de crescimento epidermal humano positivo (HER2+), taxa superior à indicada pela literatura.
CONCLUSÃO: Os carcinomas da mama avaliados neste estudo apresentaram perfil semelhante ao exposto na literatura, com algumas peculiaridades inerentes ao serviço local. Entretanto, a baixa frequência de casos in situ indica falha no diagnóstico precoce.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; carcinoma lobular; patologia; epidemiologia; oncologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Breast cancer is the second leading cause of cancer death among women worldwide, and epidemiological studies may help understanding its mechanisms.
OBJECTIVE: To carry out a survey of the number of breast cancer cases diagnosed in a period of six years.
METHODS: The profile of breast cancers diagnosed in a tertiary hospital in Curitiba was compared with the literature, using a retrospective analysis of ductal/special types and lobular breast carcinoma reports issued between 2008 and 2013.
RESULTS: Three hundred twenty-seven (91.6%) cases of ductal/special types carcinoma and 30 (8.4%) cases of lobular carcinoma were diagnosed, totaling 357 samples. From these cases, 27 (7.5%) were carcinoma in situ (20 ductal and seven lobular) and 330 (92.4%) were invasive carcinoma (307 invasive ductal/special types and 23 lobular). The prevalence of breast cancer among women was 99.1% and the majority of patients were older than 50 years of age (67.2%). Regarding the União Internacional de Controle do Câncer/American Joint Committee on Cancer (UICC/AJCC) staging, 49.2% of the ductal/special types tumors were diagnosed in Stages I or II, while 56.6% of lobular carcinomas were diagnosed in Stages II or III/IV. Regarding the Nottingham score, most cases were intermediate grade (43.9%). A total of 61% of the tumors were estrogen receptor positive (ER+) and 54% were progesterone receptor positive (PR+). Moreover, 36.1% presented positive human epidermal growth factor receptor 2 (HER2+), a rate higher than that indicated by the literature.
CONCLUSION: The breast carcinomas evaluated in this study presented a profile similar to that reported in the literature, with some peculiarities inherent to the local pathology service. Nevertheless, the low frequency of in situ cases indicates failure in early diagnosis.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; carcinoma lobular; patologia; epidemiologia; oncologia.

 

RESUMEN

INTRODUCCIÓN: El cáncer de mama es la segunda causa de muerte por cáncer entre mujeres alrededor del mundo, y estudios epidemiológicos pueden contribuir al entendimiento de sus mecanismos.
OBJETIVOS: Determinar el número de casos de carcinoma de mama diagnosticados en un período de seis años.
MÉTODO: El perfil de los carcinomas de mama diagnosticados en un hospital terciario de Curitiba ha sido comparado con aquel de la literatura, a través de análisis retrospectivo de historias de carcinoma de mama ductal/tipos especiales y lobulillar de pacientes atendidos entre los años de 2008 y 2013.
RESULTADOS: Se han diagnosticado 327 (91,6%) casos de carcinoma ductal/tipos especiales y 30 (8,4%) de carcinoma lobulillar, totalizando 357 muestras. De estos casos, 27 (7,5%) eran de carcinoma in situ (20 ductal y siete lobulillar) y 330 (92,4%), invasores (307 ductal invasor +tipos especiales y 23 lobulillar). La incidencia de tumores de mama en mujeres fue de 99,1%, siendo los pacientes, en su generalidad, mayores de 50 años (67,2%). Con respecto a la estadificación de Unión Internacional Contra el Cáncer/American Joint Committee on Cancer (UICC/AJCC), 49,2% de los tumores ductales + tipos especiales fueron diagnosticados en los estadios I o II, mientras 56,6% de los tumores lobulillares se concentraron en los estadios II o III/IV. En cuanto al sistema de Nottingham, gran parte de los casos era de grado intermediario (43,9%). Un total de 61% de los tumores era receptor de estrógeno positivo (RE+) y 54%, receptor de progesterona positivo (RP+). Por otro lado, 36,1% presentaron el receptor 2 del factor de crecimiento epidérmico humano positivo (HER2+), tasa superior a la indicada en la literatura.
CONCLUSIÓN: Los carcinomas de mama evaluados en este estudio presentaron perfil semejante al expuesto en la literatura, con algunas peculiaridades inherentes al servicio local. Sin embargo, la baja frecuencia de casos in situ indica fracaso en el diagnóstico precoz.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; carcinoma lobular; patologia; epidemiologia; oncologia.

Lipoma de cavidade oral: um estudo de 101 casos em uma população brasileira

Rafael L. V. Osterne; Renata M. B. Lima-Verde; Eveline Turatti; Cassiano Francisco W. Nonaka; Roberta B. Cavalcante

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2019;55(2):148-159

RESUMO

INTRODUÇÃO: Lipomas são tumores benignos de tecido mole comumente encontrados no corpo humano. Embora comuns na região de cabeça e pescoço, são raros na região da cavidade oral, representando apenas 1% a 4% das lesões benignas manifestadas nessa cavidade.
OBJETIVO: O presente trabalho tem como objetivo identificar as características clínicas e histopatológicas de lipomas de cavidade oral; os materiais coletados foram submetidos a análise histopatológica em um laboratório de patologia da cidade de Fortaleza, Ceará, Brasil.
MÉTODOS: Dados referentes aos últimos 10 anos, como gênero, idade, localização anatômica, diagnóstico clínico e subtipos histopatológicos, foram coletados de todos os casos de lesões orais diagnosticados como lipoma e confirmados através de exames histopatológicos.
RESULTADOS: Durante o período avaliado, 101 casos foram diagnosticados como lipomas, representando 1,01% das biópsias de cavidade oral. O sexo feminino foi o mais acometido, com proporção homem/mulher de 1:1,8, e pico de incidência entre 50 e 70 anos de vida. A mucosa jugal foi a região anatômica mais afetada, seguida do lábio inferior. Lipoma clássico e fibrolipoma foram as variantes histológicas de lipoma mais encontradas na cavidade oral, com 64 casos de lipoma clássico e 29 de fibrolipoma. Outras variantes histológicas encontradas foram sialolipoma, angiolipoma, condrolipoma, mixolipoma e lipoma intramuscular.
CONCLUSÃO: Os lipomas são lesões incomuns em cavidade oral e apresentam maior prevalência em mucosa jugal de adultos, com idades entre 50 e 70 anos, além de manifestarem predileção pelo sexo feminino.

Palavras-chave: lipoma; patologia; neoplasias bucais.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Lipomas are benign soft tissue tumors commonly found in the human body. Although common in the head and neck region, in the oral cavity region they are uncommon, accounting for only 1% to 4% of benign oral cavity lesions.
OBJECTIVE: This study aims to identify the clinical and histopathological characteristics of oral cavity lipomas subjected to histopathological analysis at a pathology laboratory in the city of Fortaleza, Ceará, Brazil.
METHODS: Data from all cases of oral lesions diagnosed as lipoma and confirmed by histopathological examination over a period of 10 years were collected, including: gender, age, anatomical location, clinical diagnosis and histopathological subtypes.
RESULTS: During the period evaluated, 101 cases were diagnosed as lipomas, representing 1.01% of oral cavity biopsies. Females were more affected, with a male/female ratio of 1: 1.8, and with a peak of incidence between 50 and 70 years of age. The buccal mucosa was the most affected anatomical region, followed by the lower lip. Classic lipoma and fibrolipoma were the histological variants of lipoma most commonly found in the oral cavity, with 64 cases of classic lipoma and 29 cases of fibrolipoma. Other histological variants were: sialolipoma, angiolipoma, chondrolipoma, myxolipoma and intramuscular lipoma.
CONCLUSION: Lipomas are uncommon lesions in the oral cavity, which present a higher prevalence in the buccal mucosa of adults, aged between 50 and 70 years, and with higher female preference.

Palavras-chave: lipoma; patologia; neoplasias bucais.

 

RESUMEN

INTRODUCCIÓN: Lipomas son tumores benignos del tejido blando comúnmente encontrados en el cuerpo humano. Aunque comunes en la región de la cabeza y cuello, son raros en la cavidad oral, representando solo del 1% al 4% de las lesiones benignas en esa cavidad.
OBJETIVO: El presente estudio pretende identificar las características clínicas e histopatológicas de lipomas de la cavidad oral; los materiales recolectados fueron analizados en un laboratorio de patología de la ciudad de Fortaleza, Ceará, Brasil.
MÉTODOS: Datos relativos a los últimos 10 años, como género, edad, localización anatómica, diagnóstico clínico y subtipos histopatológicos, se recolectaron de todos los casos de lesiones orales con el diagnóstico de lipoma confirmado mediante exámenes histopatológicos.
RESULTADOS: A lo largo del período evaluado, 101 casos fueron diagnosticados como lipomas, representando el 1,01% de las biopsias de la cavidad oral. El sexo femenino fue lo más afectado, con proporción hombre/mujer de 1:1,8, y pico de incidencia entre 50 y 70 años de vida. La mucosa yugal fue la región anatómica más afectada, seguida del labio inferior. Lipoma clásico y fibrolipoma fueron las variantes histológicas de lipoma más encontradas en la cavidad oral, con 64 casos de lipoma clásico y 29 de fibrolipoma. Otras variantes histológicas encontradas fueron sialolipoma, angiolipoma, condrolipoma, mixolipoma y lipoma intramuscular.
CONCLUSIÓN: Los lipomas son lesiones poco frecuentes en la cavidad oral y presentan mayor prevalencia en mucosa yugal de adultos con edades entre los 50 y los 70 años de vida, además de manifestaren preferencia por el sexo femenino.

Palavras-chave: lipoma; patologia; neoplasias bucais.

Análise molecular de translocações associadas ao sarcoma de Ewing: relato de caso

Leonardo R. Soares; Hugo A. Bayeh; Izabela Cristina Albuquerque; Marise A. R. Moreira; Miguel A. C. Coutinho; Debora F. Rodrigues; Paula O. C. Queiroz; Ruffo Freitas-Junior

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2019;55(2):218-229

RESUMO

Relatamos o caso de uma paciente, 25 anos de idade, portadora de lesão volumosa em mama direita. A biópsia da lesão evidenciou neoplasia fusocelular de alto grau; a imuno-histoquímica não revelou a histogênese da lesão. A paciente foi submetida à cirurgia radical e ao tratamento adjuvante. Diante do perfil imuno-histoquímico e do arranjo em roseta em lesão fusocelular, foi realizada avaliação molecular de translocações associadas ao sarcoma de Ewing (SE); entretanto não foram observadas translocações comumente associadas a essa patologia [t(11;22)(q24;q12)]. O presente relato pode contribuir para a investigação diagnóstica de casos semelhantes, bem como para a orientação pré-teste da avaliação molecular.

Palavras-chave: neoplasias da mama; patologia; sarcoma de Ewing.

 

ABSTRACT

We report the case of a 25-year-old female patient having a large lesion in the right breast. The core biopsy revealed a high-grade fusocellular neoplasm. Immunostains show no evidence of a specific line of differentiation. The patient underwent radical surgery and adjuvant treatment. Due to the immunohistochemical profile and the rosette arrangement in fusocellular injury, a molecular evaluation of translocations associated to the Ewing sarcoma (ES) was made. However, translocations commonly associated with this disease [t(11;22)(q24;q12)] were not observed. The present report can contribute to the diagnostic investigation of similar cases and to the pre-test orientation of the molecular evaluation.

Palavras-chave: neoplasias da mama; patologia; sarcoma de Ewing.

 

RESUMEN

Presentamos el caso de una paciente de 25 años con lesión voluminosa en mama derecha. La biopsia de la lesión mostró neoplasia fusocelular de alto grado; la inmunohistoquímica no ha determinado la histogénesis de la lesión. La paciente fue sometida a la cirugía radical y al tratamiento adyuvante. Ante el perfil inmunohistoquímico y la formación en roseta de la lesión fusocelular, se ha realizado una evaluación molecular de translocaciones asociadas al sarcoma de Ewing (SE); sin embargo no han sido observadas translocaciones comúnmente asociadas a esa patología [t(11;22)(q24;q12)]. El presente reporte puede ayudar en la investigación diagnóstica en casos similares así como orientar la evaluación molecular.

Palavras-chave: neoplasias da mama; patologia; sarcoma de Ewing.

Fasciíte nodular: relato de caso

Hugo Guilherme M. Jurema; Rafael H. Tomaszeski; Lucas R. Mostardeiro; Valéria M. Jorge; Eduardo B. C. Bicca

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2019;55(3):281-288

RESUMO

A fasciíte nodular (FN) é uma lesão proliferativa fibroblástica rara, de etiologia desconhecida, caráter benigno, crescimento rápido e provavelmente clonal, que se origina a partir de uma fáscia superficial para o tecido subcutâneo ou uma camada muscular adjacente. Também conhecida como fasciíte pseudossarcomatosa, esta síndrome clínica caracteriza-se por uma massa solitária de consistência endurecida, pouco dolorosa à palpação e sem predileção por gênero. O diagnóstico definitivo é feito por imuno-histoquímica, e o tratamento de escolha é o cirúrgico.

Palavras-chave: patologia clínica; fasciíte; imuno-histoquímica; neoplasias de tecido conjuntivo.

 

ABSTRACT

Nodular fasciitis (NF) is a rare fibroblast proliferation of unknown etiology, with benign, rapid clonal growth, from a superficial fascia to the subcutaneous tissue or an adjacent muscular layer. Also known as pseudosarcomatous fasciitis, this clinical syndrome is characterized as a solitary mass of hardened consistency, painless palpation and no gender preference. The definitive diagnosis is made by immunohistochemistry and surgery is the treatment of choice.

Palavras-chave: patologia clínica; fasciíte; imuno-histoquímica; neoplasias de tecido conjuntivo.

 

RESUMEN

La fascitis nodular (FN) es una lesión proliferativa fibroblástica rara, de etiología desconocida, naturaleza benigna, crecimiento rápido y probablemente clonal, que se origina en una fascia superficial hacia el tejido subcutáneo o una camada muscular adyacente. También conocida como fascitis pseudosarcomatosa, este síndrome clínico se caracteriza por un tumor solitario de consistencia endurecida, ligero dolor a la palpación y sin predilección por sexo. Su diagnóstico definitivo se hace por inmunohistoquímica, y el tratamiento de elección es el quirúrgico.

Palavras-chave: patologia clínica; fasciíte; imuno-histoquímica; neoplasias de tecido conjuntivo.

Indexadores