Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos Relacionados

11 resultado(s) para: bexiga urinária; carcinoma de células de transição; carcinoma

Doença de Bowen pigmentada: relato de caso de uma variante rara

Milena M. Rodrigues; Nayara C. Wiziack; Jorge J. Chacha; Luiz C. Takita

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(4):265-267

RESUMO

A doença de Bowen é um carcinoma espinocelular in situ com potencial para transformar-se em invasivo. Ela é pigmentada, uma variante rara, possui poucos relatos na literatura e torna-se um problema no diagnóstico diferencial com outros tumores pigmentados. Relatamos o caso de uma paciente de 73 anos, branca, com uma placa acastanhada, assimétrica, com mais de uma cor, em membro superior direito, com evolução de dois anos.

Palavras-chave: carcinoma de células escamosas; doença de Bowen; oncologia.

 

ABSTRACT

Bowen's disease is a squamous cell carcinoma in situ with the potential to turn into invasive carcinoma. Pigmented Bowen's disease is an unusual variant, with few reported in the literature, and becomes a problem in the differential diagnosis with other pigmented tumors. We reported the case of a white female patient, 73-year-old, with a brownish asymmetric plaque, with more than one color, in the right upper limb, with 2-years of follow up.

Palavras-chave: carcinoma de células escamosas; doença de Bowen; oncologia.

 

Relação entre idade e expressão do receptor de progesterona com presença de metástases no sistema nervoso central no carcinoma ductal invasivo da mama

Eduardo Cambruzzi; Luana R. Gassen; Andrei Reginatto; Andressa Noshang; Fernanda P. Brandão; Larissa R. Roman; Luciana H. Miranda; Karla Lais Pêgas

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):323-328

RESUMO

INTRODUÇÃO: O carcinoma ductal invasivo de tipo histológico não especial (CDINE) caracteriza-se por grande heterogeneidade morfológica, sendo responsável por cerca de 70%-80% dos tumores malignos de mama. Os principais fatores prognósticos são o tamanho tumoral, o grau de diferenciação e o status dos linfonodos axilares. O CDINE corresponde a 15%-18% das metástases no sistema nervoso central (MSNC) e, geralmente, sua resposta aos tratamentos sistêmicos/quimioterápicos é pouco satisfatória.
OBJETIVO: Estimar a relação entre achados clínicos e anatomopatológicos do CDINE com a presença de MSNC.
MÉTODO: Foram avaliadas as informações clínicas de 171 espécimes de setorectomia/mastectomia com esvaziamento axilar por CDINE, sendo determinadas as seguintes variáveis anatomopatológicas: tamanho tumoral, grau histológico, status nodal, expressão dos receptores de estrogênio (RE) e progesterona (RP) e de oncoproteína HER-2/neu/receptor do fator de crescimento epidérmico humano (c-erb-B2) e presença de MSNC. Os casos de MSNC em CDINE foram submetidos a ressecção e comprovação do sítio primário pela técnica de imuno-histoquímica.
RESULTADOS: A prevalência de MSNC foi igual a 9,4% (n = 16) e apresentou correlação com faixa etária (p = 0,01) e expressão dos RP (p = 0,004). Embora os casos de CDINE com MSNC estivessem relacionados com maior tamanho tumoral, maior grau histológico e metástases nodais, não foi encontrada associação estatística (p = 0,221, p = 0,224 e p = 0,99, respectivamente). A expressão de RE e c-erb-B2 não foi significativa entre os dois grupos (p = 0,072 e p = 0,31, respectivamente).
CONCLUSÃO: O presente estudo mostrou que as pacientes mais jovens e a expressão dos RP relacionam-se com a presença de MSNC. A avaliação de achados anatomopatológicos específicos no CDINE pode ajudar a estabelecer fatores de risco e/ou parâmetros clínicos associados ao desenvolvimento de MSNC.

Palavras-chave: sistema nervoso central; carcinoma; mama; metástase neoplásica; patologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Breast invasive carcinoma of no special type (NST) is characterized by great morphological heterogeneity, and accounts for about 70%-80% of malignant breast tumors. The main prognostic factors are tumor size, degree of differentiation, and status of axillary lymph nodes. NST represents 15%-18% of central nervous system metastases (CNSm), and generally the response to systemic treatment/chemotherapy is unsatisfactory.
OBJECTIVE: To estimate the association between clinical and pathological findings of NST with CNSm.
METHOD: Clinical data of 171 specimens of lumpectomy/mastectomy with axillary dissection in NST were evaluated, as well as the following pathological variables: tumor size, histological grade, nodal status, expression of estrogen (ER) and progesterone receptors (PR) and human epidermal growth factor receptor 2 (HER-2/neu) oncogene (c-erb B2), and presence of CNSm. The cases of CNSm in NST underwent resection, and the primary site was identified by immunohistochemistry.
RESULTS: The prevalence of CNSm was 9.4% (n = 16), and was related to age (p = 0.01), and the expression of PR (p = 0.004). Although cases of NST with CNSm showed correlation with greater tumor size, higher histological grade and nodal metastases, there was no statistical association (p = 0.221, p = 0.224 and p = 0.99, respectively). Expression of ER and c-erb-B2 was not significant between the two groups (p = 0.072 and p = 0.31, respectively).
CONCLUSION: This study showed that younger patients and the expression of RP correlate with the presence of CNSm. The evaluation of specific pathological findings in NST can help establish risk factors and/or clinical parameters associated with the development of CNSm.

Palavras-chave: sistema nervoso central; carcinoma; mama; metástase neoplásica; patologia.

 

Estudo imuno-histoquímico das subpopulações de macrófagos associados a tumores em carcinoma epidermoide de língua, com e sem metástase

Natália G. Barbosa; Melka C. Sá; Leão P. Pinto; Roseana A. Freitas

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(6):415-421

RESUMO

INTRODUÇÃO: As células do estroma interagem com as células neoplásicas e desempenham papel importante na invasão e na metástase do câncer. Os macrófagos associados ao tumor (TAMs) podem se apresentar com fenótipo M1, importantes células efetoras, ou fenótipo M2, capazes de suprimir a função dos macrófagos M1 e influenciar na angiogênese e no reparo tecidual. O anticorpo CD68 reconhece os macrófagos M1 e M2, enquanto o anticorpo CD163 é específico para a identificação apenas de macrófagos M2.
OBJETIVO: Investigar a presença dos TAMs em uma série de casos de carcinoma epidermoide (CE) de língua, associando-a à ocorrência de metástase.
MATERIAL E MÉTODOS: A técnica imuno-histoquímica foi utilizada para avaliar a imunopositividade ao CD68 e CD163 em 27 casos de CE de língua.
RESULTADOS: A porcentagem de macrófagos CD68 positivos foi maior do que a de macrófagos CD163 positivos em todos os espécimes estudados. Comparando a imunomarcação de CD68 e CD163 nos grupos estudados, verificou-se que nos casos sem metástase havia maior proporção de células CD68 positivas em relação às CD163 positivas, o que foi estatisticamente significativo.
CONCLUSÃO: Diante desses resultados, observou-se a predominância de macrófagos M1 em casos de CE de língua sem metástase, sugerindo a influência dessas células no comportamento clínico da lesão.

Palavras-chave: carcinoma de células escamosas; macrófagos; neoplasias da língua; imuno-histoquímica.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Stromal cells interact with tumor cells and play an important role in cancer invasion and metastasis. Tumor-associated macrophages (TAMs) can exhibit M1 phenotype, important immune effector cells, or M2 phenotype, able to suppress the function of M1 macrophages and influence angiogenesis and tissue repair. The CD68 antibody recognizes M1 and M2 macrophages, whereas CD163 antibody is specific only to identify M2 macrophages.
OBJECTIVE: To investigate the presence of TAMs in a number of cases squamous cell carcinoma (SCC) of the tongue by associating it with the occurrence of metastasis.
MATERIAL AND METHODS: Immunohistochemistry was used to evaluate the immunopositivity for CD68 and CD163 in 27 cases of SCC of the tongue.
RESULTS: The percentage of CD68 positive macrophages was higher than CD163 positive macrophages in all specimens studied. Comparing CD163 and CD68 immunostaining in the studied groups, it was observed that cases without metastasis had a higher percentage of CD68 positive cells in relation to CD163 positive cells, which was statistically significant.
CONCLUSION: Considering these results, there was a predominance of M1 macrophages in SCC of the tongue cases without metastasis, suggesting the influence of these cells in clinical behavior of the lesion.

Palavras-chave: carcinoma de células escamosas; macrófagos; neoplasias da língua; imuno-histoquímica.

 

Detecção do HPV em carcinoma espinocelular de assoalho de boca por amplificação da PCR

Luciana E. Simonato; Saygo Tomo; José Fernando Garcia; Luiz Alberto Veronese; Glauco I. Miyahara

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(1):43-49

RESUMO

INTRODUÇÃO: Estudos realizados durante os últimos anos permitem considerar a infecção pelopapilomavírus humano (HPV) um fator etiológico para o câncer cervical. Apesar da íntima relação desse vírus com as regiões genitais, outras localizações anatômicas têm sido associadas a tal infecção, inclusive as regiões de cabeça e pescoço.
OBJETIVOS: Investigar a prevalência da infecção pelo HPV em 35 amostras parafinadas de carcinoma espinocelular de assoalho de boca, utilizando a amplificação da reação em cadeia dapolimerase (PCR) como método de detecção do ácido desoxirribonucleico (DNA) viral, bem como correlacionar aspectos demográficos, clínicos e morfológicos com o prognóstico da doença.
MATERIAIS E MÉTODOS: Todas as amostras foram inicialmente amplificadas com o primerpara detecção do gene da β-globina humana. As que tiveram amplificação positiva para o gene da β-globina foram então submetidas à detecção do DNA viral com os primers GP5 e GP6.
RESULTADOS: Apenas 30 amostras foram amplificadas para o gene β-globin. Nenhuma das amostras de carcinoma de assoalho de boca demonstrou resultado positivo para amplificação do DNA viral.
DISCUSSÃO: Apesar de a influência do vírus na carcinogênese oral não ter sido comprovada devido à ausência de DNA viral nas amostras, a relação não pode ser descartada, uma vez que as amostras selecionadas não se encontravam em grupo de risco para o desenvolvimento de carcinoma espinocelular de boca associado à infecção pelo HPV.
CONCLUSÃO: Não foi detectada relação entre a infecção pelo HPV e o carcinoma de assoalho de boca, no entanto mais estudos são necessários sobre o tema.

Palavras-chave: carcinoma de células escamosas; testes de DNA para HPV; reação em cadeia da polimerase; neoplasias bucais.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Studies conducted during the last years, using new technologies for viral detection, permit to consider human papillomavirus (HPV) an etiologic factor for cervical cancer. Besides the relation to genital regions, other anatomic sites have been associated with HPV, including head and neck regions.
OBJECTIVES: To investigate the prevalence of HPV infection in 35 samples from paraffin-embedded tissues using polymerase chain reaction (PCR)-deoxyribonucleic acid (DNA) amplification, and correlate it with demographic, clinical, and morphological factors and prognosis.
MATERIALS AND METHODS: All samples were first amplified with human β-globin gene primers. Samples with positive amplification were subjected to HPV-DNA detection with general GP5 and GP6 primers.
RESULTS: Only 30 samples were amplified for the β-globin gene. No floor of mouth squamous cell carcinoma cases showed amplification of HPV DNA.
DISCUSSION: The absence of HPV-DNA amplification does not suggest that this virus is absent from the process of oral carcinogenesis, since the selected sample is not in the risk group for the development of oral cancer associated with HPV infection.
CONCLUSIONS: No correlation was found between HPV infection and floor of mouth carcinogenesis, however further studies are necessary.

Palavras-chave: carcinoma de células escamosas; testes de DNA para HPV; reação em cadeia da polimerase; neoplasias bucais.

 

Carcinoma urotelial invasor de bexiga, variante plasmocitoide: relato de caso

Rui Pedro C. M. Oliveira; Carlos Filipe C. Abrantes; Edgar Miguel C. T. Silva; Carol A. Marinho; Vítor Manuel L. Sousa; Lígia R. C. O. A. P. Castro

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(4):262-265

RESUMO

Carcinoma urotelial invasor da bexiga, variante plasmocitoide, é uma entidade rara, com poucos casos descritos na literatura. Relatamos o caso de um homem, 79 anos, submetido à resseção transvesical de tumor da bexiga, cuja histologia revelou carcinoma urotelial de alto grau pT1. Posteriormente, foi submetido à cistoprostatectomia radical, que mostrou carcinoma urotelial invasor, descoeso, de tipo plasmacitoide, positivo para citoqueratina 7 (CK7), citoqueratina 20 (CK20) e fator de transcrição de ação "trans" específico de células T (GATA-3) e negativo para E-caderina e CD138. É importante reconhecer a variante plasmocitoide do carcinoma urotelial invasor, uma vez que se evita potencial diagnóstico errado de doença metastática.

Palavras-chave: bexiga urinária; carcinoma de células de transição; carcinoma.

 

ABSTRACT

Invasive bladder urothelial carcinoma, plasmacytoid variant is a rare entity with scarce cases reported in the literature. We report a case of a 79 years old male, subjected to transurethral resection of bladder tumor, which histological examination revealed a pT1 high-grade urothelial carcinoma. Subsequently, he underwent radical cystoprostatectomy, which showed urothelial carcinoma with lack of cohesion, plasmacytoid variant, positive for citokeratin 7 (CK7), citokeratin 20 (CK20) and trans-acting T-cell-specific transcription factor (GATA-3), and negative for E-cadherin and CD138. It is important to recognize the plasmacytoid variant of the invasive urothelial carcinoma, since it avoids a potential misdiagnosis of metastatic cancer.

Palavras-chave: bexiga urinária; carcinoma de células de transição; carcinoma.

 

O consumo diário de agrião causa inibição do crescimento do tumor experimental de Ehrlich

Débora Aparecida de Souza; Poliane M. Costa; Rosy Iara M. A. Ribeiro; Paula V. T. Vidigal; Flávia C. H. Pinto

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(6):393-399

RESUMO

INTRODUÇÃO: O aumento da ingestão de vegetais crucíferos tem sido associado à redução de risco de câncer. Estudos experimentais e epidemiológicos sugerem que o agrião é um vegetal crucífero que apresenta alta concentração de compostos com reconhecida atividade antitumoral.
OBJETIVO: Investigar o efeito do consumo diário de solução aquosa de agrião no crescimento do tumor experimental de Ehrlich (TEE).
MÉTODOS: Camundongos Swiss foram separados em três grupos, A, B e C (n = 6). Os animais do grupo-controle (A) receberam, por gavagem, 0,05 ml de solução salina durante todo o experimento. Os animais do grupo B, a partir do 1º dia do experimento, receberam diariamente, por gavagem, 0,05 ml de solução aquosa de agrião (0,5 g/ml). Os animais do grupo C, no 21º dia, iniciaram a ingestão diária dessa solução. No 21º dia, todos os camundongos foram inoculados subcutaneamente no coxim plantar esquerdo com 2 × 106 células do TEE (0,05 ml), e o desenvolvimento tumoral foi avaliado pela mensuração da espessura das patas. No 42º dia, os animais foram sacrificados e suas patas, removidas para análise histopatológica.
RESULTADOS: Os animais dos grupos B e C apresentaram supressão do crescimento tumoral e menor área de necrose em relação aos animais do grupo A.
CONCLUSÃO: O presente estudo demonstrou que a ingestão diária de solução aquosa de agrião foi capaz de causar supressão do crescimento do TEE provavelmente devido aos principais compostos presentes neste vegetal com propriedades antitumorais.

Palavras-chave: carcinoma de Ehrlich; Brassicaceae; patologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Increasing cruciferous vegetable intake has been associated with reduced risk of cancer. Experimental and epidemiological studies suggest that the watercress it is a cruciferous vegetable with high concentration of compounds with recognized antitumor activity.
OBJECTIVE: To investigate the effects of daily intake of an aqueous solution of watercress on the growth of the experimental Ehrlich tumor (EET).
METHODS: Swiss mice were divided into three groups A, B and C (n = 6). The animals from the control group (A) received, by gavage, 0.05 ml of saline throughout the experiment. The animals in group B, from the first day of the experiment, received daily, by gavage, 0.05 ml of watercress aqueous solution (0.5 g/ml). The animals from group C began, on day 21, daily intake of this solution. At day 21.2 × 106 EET cells were inoculated subcutaneously in the left footpad of all mice, and tumor growth was assessed by measuring the thickness of the paw. On day 42, the animals were sacrificed and their footpads removed for histopathological analysis.
RESULTS: The animals from groups B and C have showed a suppression of tumor growth and a small area of necrosis compared to the animals of group A.
CONCLUSION: The present study demonstrated that the daily intake of aqueous solution of watercress was able to activate a suppression of the EET growth, probably due to the main compounds with antitumor properties present in this vegetable.

Palavras-chave: carcinoma de Ehrlich; Brassicaceae; patologia.

 

Carcinoma adenoescamoso do pâncreas, uma entidade rara: relato de quatro casos

Rui Jorge G. Almeida; Rui Pedro C. Oliveira; Helder D. Moreira; Bruno Filipe M. Fernandes; Pedro Gil B. Oliveira; Maria Augusta G. Cipriano

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(5):325-329

RESUMO

O carcinoma adenoescamoso pancreático (ASCP) é uma variante rara do adenocarcinoma ductal (PDAC). Entre 2004 e 2016, foram ressecados quatro casos de ASCP em nossa instituição, com registro dos dados clínicos e patológicos. Os pacientes eram homens entre 55 e 80 anos. Três tumores eram cefálicos; e um, caudal, com dimensões variáveis entre 2,3 e 5,5 cm. Todos tinham invasão neurovascular e metástases linfáticas; dois, margens cirúrgicas retroperitoneais positivas. A sobrevida global (SG) pós-cirurgia foi de três semanas a 42 meses. O prognóstico do ASCP é sombrio, com SG aparentemente mais relacionada com o status das margens cirúrgicas do que com outro fator clinicopatológico.

Palavras-chave: pâncreas; carcinoma adenoescamoso.

 

ABSTRACT

Adenosquamous carcinoma of the pancreas (ASCP) is a rare variant of the pancreatic ductal adenocarcinoma (PDAC). Between 2004 and 2016, four cases of ASCP were resected at our institution; clinicopathological data were collected. All of our patients were males, aged 55-80 years. Three cases were cephalic tumors; and one, pancreatic tail tumor, measuring between 2.3 and 5.5 cm. All had neurovascular invasion and lymphatic metastasis. Two had retroperitoneal positive margins. The overall survival (OS) after surgery was three weeks-42 months. Prognosis of ASCP is dark and OS appears to be more closely related to surgical margins status than to other clinicopathological factors.

Palavras-chave: pâncreas; carcinoma adenoescamoso.

 

Tumores de mama que superexpressam HER2 estão associados ao fenótipo de células-tronco tumorais CD44+/CD24-

Iris Rabinovich; Lúcia de Noronha; Ana Paula M. Sebastião; Rubens S. Lima; Cícero A. Urban; Eduardo Schunemann Jr.; Selene Elífio-Esposito; Cleverton C. Spautz; Andréa N. Moreno-Amaral

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(5):310-318

RESUMO

INTRODUÇÃO: De acordo com a teoria das células-tronco tumorais, os tumores são originários de uma pequena população de células-tronco que perdem o mecanismo de autorregulação e começam a se diferenciar e proliferar indefinidamente. O fenótipo CD44+/CD24- pode ser considerado um marcador de células-tronco tumorais no câncer de mama.
OBJETIVO: Avaliar a correlação entre o fenótipo CD44+/CD24- e os diferentes subtipos moleculares do câncer de mama em amostras de carcinoma ductal invasor.
MÉTODOS: A expressão dos marcadores CD44, CD44v6 e CD24 foi investigada em 133 casos de carcinoma mamário invasor por meio de imuno-histoquímica. O fenótipo CD44+/CD24- foi identificado e correlacionado com os subtipos moleculares e os fatores prognósticos clássicos, como idade, grau histológico, tamanho do tumor e status do linfonodo.
RESULTADOS: Dezoito (14%) casos foram positivos para o fenótipo CD44+/CD24- (CD44+/CD24- ou CD44v6+/CD24-), sendo 11,1%, 27,8%, 38,9% e 22,2% dos subtipos luminal, luminal B-human epidermal growth factor receptor 2 (HER2), HER2 e triplo negativo, respectivamente. O fenótipo CD44+/CD24- foi mais comum no subgrupo HER2 (p = 0,0197).
CONCLUSÃO: O fenótipo CD44+/CD24- foi correlacionado com os subtipos moleculares do câncer de mama. A maior expressão do fenótipo CD44+/CD24- foi encontrada em pacientes com doença HER2+, subtipo molecular associado a um comportamento mais agressivo e a um pior prognóstico.

Palavras-chave: neoplasias da mama; células-tronco neoplásicas; antígenos CD44; antígenos CD24; carcinoma ductal de mama.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: According to the cancer stem-cell theory, tumors originate from a small population of cancer stem cells, which lose the mechanism of self-regulation and begin to differentiate and proliferate indefinitely. The CD44+/CD24- phenotype may be considered a stem-cell marker in breast cancer.
OBJECTIVE: To evaluate the correlation between CD44+/CD24- phenotype and different molecular subtypes of breast cancer in invasive ductal carcinoma samples.
METHODS: The expression of CD44, CD44v6, and CD24 markers was investigated in 133 cases of invasive mammary carcinoma with immunohistochemistry. CD44+/CD24- phenotype was identified and correlated with the molecular subtypes and classical prognostic factors such as age, histological grade, tumor size, and lymph node status.
RESULTS: Eighteen (14%) cases were positive for CD44+/CD24- (CD44+/CD24- or CD44v6+/CD24-) phenotype; among these, 11.1%, 27.8%, 38.9%, and 22.2% were luminal, luminal B-human epidermal growth factor receptor 2 (HER2), HER2, and triple-negative subtype, respectively. CD44+/ CD24- phenotype was more common in HER2 subgroup (p = 0.0197).
CONCLUSION: CD44+/CD24- phenotype was correlated with molecular subtypes of breast cancer. The highest expression of CD44+/CD24- phenotype was reported in patients with HER2+ disease, a molecular subtype associated with more aggressive behavior and worse prognosis.

Palavras-chave: neoplasias da mama; células-tronco neoplásicas; antígenos CD44; antígenos CD24; carcinoma ductal de mama.

 

Expressão de Hsp27 e razão entre os índices de proliferação celular e apoptose em carcinoma de mama com e sem metástases axilares

Clarice M. Feyh Birnfeld; Vinicius D. Silva

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):372-378

RESUMO

INTRODUÇÃO: O envolvimento do sistema imunológico no processo de neoplasias vem sendo cada vez mais estudado devido ao seu potencial em terapia antitumorais.
OBJETIVOS: Avaliar a expressão de heat shock protein 27 (Hsp27) em amostras teciduais de carcinomas ductais invasores com e sem presença de metástase em linfonodo sentinela axilar, bem como estudar a relação da taxa de proliferação celular (Ki-76) e apoptose (caspase 3) em comparação com amostras de alteração fibrocística no tecido mamário.
MÉTODOS: Estudo transversal com amostras de tecidos coletados no Hospital São Lucas, entre setembro de 2001 e outubro de 2009, divididas em três grupos: 1. alteração fibrocística da mama (grupo-controle); 2. carcinoma ductal invasor de mama com presença de metástase linfonodal; e 3. sem presença de metástase linfonodal.
RESULTADOS: Observou-se expressão aumentada da Hsp27 no grupo de carcinomas sem metástase, quando comparado com os demais grupos. Houve diferença na expressão da proteína Ki-67 e na razão entre proliferação celular e apoptose entre os grupos com carcinoma quando comparados com o grupo-controle. Contudo, não houve diferença significativa entre os grupos com carcinoma ou entre a expressão de caspase 3 nos três grupos, quando comparados entre si.
CONCLUSÃO: A análise quantitativa da Hsp27 demonstrou maior expressão da proteína nos tecidos da neoplasia primária e nos linfonodos em carcinomas sem metástase em linfonodo sentinela axilar. Embora a metodologia e o número de casos não permitam concluir que esse comportamento na doença metastática seja um achado constante, justifica-se a necessidade de avaliar esse achado em estudos futuros.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; proliferação de células; apoptose.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The involvement of the immune system in the process of neoplasms has been increasingly studied due to its potential in antitumor therapy.
OBJECTIVES: To evaluate the expression of heat shock protein 27 (Hsp27) in tissue samples from invasive ductal carcinomas with and without the presence of axillary sentinel lymph node metastasis, as well as to study the relationship of cell proliferation rate (Ki-76) and apoptosis (caspase 3) compared with samples of fibrocystic change in breast tissue.
METHODS: Cross-sectional study with tissue samples collected at the Hospital São Lucas, between September 2001 and October 2009, divided into three groups: 1. fibrocystic breast change (control group); 2. invasive ductal carcinoma of the breast with presence of lymph node metastasis; and 3. absence of lymph node metastasis.
RESULTS: Increased Hsp27 expression was observed in the group of non-metastasis carcinomas when compared to the other groups. There was difference in Ki-67 protein expression and in the ratio between cell proliferation and apoptosis among the carcinoma groups compared to the control group. However, there was no significant difference between the carcinoma groups or between the expressions of caspase 3 in the three groups, when compared to each other.
CONCLUSION: Quantitative analysis of Hsp27 demonstrated increased protein expression in primary neoplasm tissues and in lymph nodes in carcinomas without axillary sentinel lymph node metastasis. Although the methodology and the number of cases do not allow concluding that this behavior in metastatic disease is a constant finding, this justifies the need to evaluate this finding in future studies.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; proliferação de células; apoptose.

 

Investigação da correlação entre achados citológicos e histológicos na suspeita de carcinoma da tireoide

Clarissa A. Brites; Ludmila B. S. Balsimelli; Karina M. P. A. Coelho; Hercílio Fronza-Júnior; Jaqueline Stall; Paulo Henrique C. França

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2018;54(6):407-411

RESUMO

INTRODUÇÃO: A classificação citopatológica tireoidiana com base no Sistema de Bethesda para Relatos de Citopatologia da Tireoide (SBRCT) padronizou os resultados provenientes de punção aspirativa por agulha fina (PAAF). Seu uso tem facilitado a comunicação entre clínicos, parece reduzir o número de tireoidectomias não necessárias e também melhora a qualidade na detecção de malignidade.
OBJETIVO: Avaliar a correlação entre amostras citopatológicas classificadas de acordo com o SBRCT e seu achado histológico após análise da amostra pós procedimentos cirúrgico.
MÉTODOS: Amostras citopatológicas classificadas de acordo com Sistema de Bethesda foram correlacionadas com o achado anatomopatológico respectivo após tireoidectomia. Foram incluídos todos os casos de tireoidectomia com PAAF anterior, na mesma lateralidade do órgão, ocorridos no período de dois anos.
RESULTADOS: Os 200 casos de PAAF de tireoide analisados foram distribuídos em 25 casos não diagnósticos ou insatisfatórios (I; 12,5%), 45 casos benignos (II; 22,5%), 48 atipias ou lesões foliculares de significado indeterminado [(AUS/FLUS), III, 24%], 23 casos suspeitos para neoplasia folicular ou neoplasias foliculares [(SFN/FN), IV; 11,5%), 40 casos suspeitos para malignidade (V; 20%) e 19 casos malignos (VI; 9,5%). As taxas de malignidade observadas para as categorias I a VI foram 12%, 13,3%, 29,2%, 43,5%, 85% e 100%, respectivamente.
CONCLUSÃO: A prevalência da categoria II de Bethesda foi menor do que a recomendada pelo SBRCT (60%-70%), bem como a categoria III, a qual foi maior do que a recomendada (7%), porém os índices correspondentes de malignidade encontraram-se dentro das variações esperadas.

Palavras-chave: biópsia por agulha fina; glândula tireoide; carcinoma.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The thyroid cytopathologic classification based on The Bethesda System for Reporting Thyroid Cytopathology (TBSRTC) standardized results derived from fine-needle aspiration (FNA). It has facilitated communication among clinicians, seems to reduce the number of unnecessary thyroidectomies and also improves the quality of malignancy detection.
OBJECTIVE: To evaluate the correlation between cytopathological samples classified according to TBSRTC and their histological finding after specimen examination following surgical procedure.
METHODS: Cytopathological samples classified according to TBSRTC were correlated with the respective anatomopathological finding after thyroidectomy. There were retrospectively included all cases of thyroidectomy with previous FNA in the same lateral position of the organ that occurred within two years.
RESULTS: The 200 cases of thyroid FNA analyzed were distributed in 25 nondiagnostic or unsatisfactory cases (I; 12.5%), 45 benign cases (II; 22.5%), 48 atypia or follicular lesions of undetermined significance [(AUS/FLUS), III; 24%], 23 suspected cases for follicular neoplasia or follicular neoplasias [(SFN/FN), IV; 11.5%], 40 cases suspected for malignancy (V; 20%), and 19 malignant cases (VI; 9.5%). The malignancy rates observed for categories I to VI were 12%, 13.3%, 29.2%, 43.5%, 85%, and 100%, respectively.
CONCLUSION: The prevalence of Bethesda II category was lower than predicted by TBSRTC (60%-70%), as well as Bethesda III was higher than recommended (7%). Nevertheless, the corresponding malignancy rates were within the expected ranges.

Palavras-chave: biópsia por agulha fina; glândula tireoide; carcinoma.

 

Análise comparativa do perfil histopatológico e epidemiológico dos carcinomas ductal e lobular da mama diagnosticados no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná entre 2008 e 2013

Heloisa Z. Rocha; Graciele C. M. Manica; Lucia de Noronha; Edneia A. S. Ramos; Giseli Klassen

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2019;55(1):59-74

RESUMO

INTRODUÇÃO: O câncer da mama é a segunda causa de morte por câncer entre as mulheres em todo o mundo, e estudos epidemiológicos podem auxiliar no entendimento dos seus mecanismos. Objetivos: Realizar um levantamento do número de casos dos carcinomas da mama diagnosticados em um período de seis anos.
MÉTODO: Foi comparado com a literatura o perfil dos carcinomas da mama diagnosticados em um hospital terciário de Curitiba, por meio da análise retrospectiva dos laudos de carcinomas da mama ductal/tipos especiais e lobular de pacientes atendidos entre os anos de 2008 e 2013.
RESULTADOS: Foram diagnosticados 327 (91,6%) casos de carcinoma ductal/tipos especiais e 30 (8,4%) de carcinoma lobular, totalizando 357 amostras. Desses casos, 27 (7,5%) eram de carcinoma in situ (20 ductal e sete lobular) e 330 (92,4%), invasores (307 ductal invasor + tipos especiais e 23 lobular). A prevalência de tumores da mama nas mulheres foi de 99,1%, tendo os pacientes, na sua maioria, mais de 50 anos (67,2%). Em relação ao estadiamento da União Internacional de Controle do Câncer/American Joint Committee on Cancer (UICC/AJCC), 49,2% dos tumores ductal + tipos especiais foram diagnosticados em estadio I ou II, enquanto 56,6% dos tumores lobular concentraram-se nos estadios II ou III/IV. Quanto à escala de Nottingham, grande parte dos casos era de grau intermediário (43,9%). Um total de 61% dos tumores eram receptor de estrogênio positivo (RE+) e 54%, receptor de progesterona positivo (RP+). Por outro lado, 36,1% apresentaram receptor 2 de fator de crescimento epidermal humano positivo (HER2+), taxa superior à indicada pela literatura.
CONCLUSÃO: Os carcinomas da mama avaliados neste estudo apresentaram perfil semelhante ao exposto na literatura, com algumas peculiaridades inerentes ao serviço local. Entretanto, a baixa frequência de casos in situ indica falha no diagnóstico precoce.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; carcinoma lobular; patologia; epidemiologia; oncologia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Breast cancer is the second leading cause of cancer death among women worldwide, and epidemiological studies may help understanding its mechanisms.
OBJECTIVE: To carry out a survey of the number of breast cancer cases diagnosed in a period of six years.
METHODS: The profile of breast cancers diagnosed in a tertiary hospital in Curitiba was compared with the literature, using a retrospective analysis of ductal/special types and lobular breast carcinoma reports issued between 2008 and 2013.
RESULTS: Three hundred twenty-seven (91.6%) cases of ductal/special types carcinoma and 30 (8.4%) cases of lobular carcinoma were diagnosed, totaling 357 samples. From these cases, 27 (7.5%) were carcinoma in situ (20 ductal and seven lobular) and 330 (92.4%) were invasive carcinoma (307 invasive ductal/special types and 23 lobular). The prevalence of breast cancer among women was 99.1% and the majority of patients were older than 50 years of age (67.2%). Regarding the União Internacional de Controle do Câncer/American Joint Committee on Cancer (UICC/AJCC) staging, 49.2% of the ductal/special types tumors were diagnosed in Stages I or II, while 56.6% of lobular carcinomas were diagnosed in Stages II or III/IV. Regarding the Nottingham score, most cases were intermediate grade (43.9%). A total of 61% of the tumors were estrogen receptor positive (ER+) and 54% were progesterone receptor positive (PR+). Moreover, 36.1% presented positive human epidermal growth factor receptor 2 (HER2+), a rate higher than that indicated by the literature.
CONCLUSION: The breast carcinomas evaluated in this study presented a profile similar to that reported in the literature, with some peculiarities inherent to the local pathology service. Nevertheless, the low frequency of in situ cases indicates failure in early diagnosis.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; carcinoma lobular; patologia; epidemiologia; oncologia.

 

RESUMEN

INTRODUCCIÓN: El cáncer de mama es la segunda causa de muerte por cáncer entre mujeres alrededor del mundo, y estudios epidemiológicos pueden contribuir al entendimiento de sus mecanismos.
OBJETIVOS: Determinar el número de casos de carcinoma de mama diagnosticados en un período de seis años.
MÉTODO: El perfil de los carcinomas de mama diagnosticados en un hospital terciario de Curitiba ha sido comparado con aquel de la literatura, a través de análisis retrospectivo de historias de carcinoma de mama ductal/tipos especiales y lobulillar de pacientes atendidos entre los años de 2008 y 2013.
RESULTADOS: Se han diagnosticado 327 (91,6%) casos de carcinoma ductal/tipos especiales y 30 (8,4%) de carcinoma lobulillar, totalizando 357 muestras. De estos casos, 27 (7,5%) eran de carcinoma in situ (20 ductal y siete lobulillar) y 330 (92,4%), invasores (307 ductal invasor +tipos especiales y 23 lobulillar). La incidencia de tumores de mama en mujeres fue de 99,1%, siendo los pacientes, en su generalidad, mayores de 50 años (67,2%). Con respecto a la estadificación de Unión Internacional Contra el Cáncer/American Joint Committee on Cancer (UICC/AJCC), 49,2% de los tumores ductales + tipos especiales fueron diagnosticados en los estadios I o II, mientras 56,6% de los tumores lobulillares se concentraron en los estadios II o III/IV. En cuanto al sistema de Nottingham, gran parte de los casos era de grado intermediario (43,9%). Un total de 61% de los tumores era receptor de estrógeno positivo (RE+) y 54%, receptor de progesterona positivo (RP+). Por otro lado, 36,1% presentaron el receptor 2 del factor de crecimiento epidérmico humano positivo (HER2+), tasa superior a la indicada en la literatura.
CONCLUSIÓN: Los carcinomas de mama evaluados en este estudio presentaron perfil semejante al expuesto en la literatura, con algunas peculiaridades inherentes al servicio local. Sin embargo, la baja frecuencia de casos in situ indica fracaso en el diagnóstico precoz.

Palavras-chave: carcinoma ductal de mama; carcinoma lobular; patologia; epidemiologia; oncologia.

Indexadores