Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos do Autor

3 resultado(s) para: Nairo M. Sumita

Protocolo de validação de múltiplos equipamentos para análise de gases sanguíneos em conformidade com os programas de acreditação laboratorial

Pérsio A. R. Ebner; Paschoalina Romano; Alexandre Sant'Anna; Maria Elizabete Mendes; Magna Oliveira; Nairo M. Sumita

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(5):296-302

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os resultados da análise dos gases sanguíneos utilizando diferentes equipamentos podem apresentar grandes variações decorrentes das diferenças metodológicas, dos procedimentos de calibração e da aplicação de configurações distintas para cada tipo de instrumento.
OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi avaliar múltiplos sistemas analíticos para teste de gases sanguíneos, eletrólitos e metabólitos, em conformidade com o Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC) da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML).
MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliadas 20 amostras em três analisadores de gases sanguíneos ABL800 Flex (Radiometer Medical ApS, Dinamarca) em relação ao equipamento em uso, que foi considerado referência. A análise de variância (Anova) foi aplicada para fins de estudo estatístico dos resultados obtidos nos quatro equipamentos, bem como o cálculo da média, do desvio padrão e do coeficiente de variação.
RESULTADOS: Os valores de p obtidos na análise estatística foram: pH = 0,983, pO2 = 0,991, pCO2 = 0,353, lactato = 0,584, glicose = 0,995, cálcio ionizado = 0,983, sódio = 0,991, potássio = 0,926 e cloro = 0,029.
CONCLUSÃO: A avaliação de múltiplos sistemas analíticos é procedimento essencial no laboratório clínico para garantia da qualidade e da exatidão dos resultados.

Palavras-chave: gasometria; harmonização; acreditação laboratorial; pH; pO2; pCO2; lactato; glicose; Na; K; Cl; Ca2+.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The results of blood gas analysis using different instrumentation can vary widely due to the methodological differences, the calibration procedures and the use of different configurations for each type of instrument.
OBJECTIVE: The objective of this study was to evaluate multiple analytical systems for measurement of blood gases, electrolytes and metabolites in accordance with the accreditation program (PALC) of Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML).
MATERIALS AND METHODS: 20 samples were evaluated in three ABL800 Flex (Radiometer Medical ApS, Denmark) blood gas analyzers, and the results were compared with those of the device in use, which was considered the reference. The analysis of variance (Anova) was applied for statistical purposes, as well as the calculation of mean, standard deviation and coefficient of variation.
RESULTS: The p values obtained in the statistical analysis were: pH = 0.983, pO2 = 0.991, pCO2 = 0.353, lactate = 0.584, glucose = 0.995, ionized calcium = 0.983, sodium = 0.991, potassium = 0.926, chlorine = 0.029.
CONCLUSION: The evaluation of multiple analytical systems is an essential procedure in the clinical laboratory for quality assurance and accuracy of the results.

Palavras-chave: gasometria; harmonização; acreditação laboratorial; pH; pO2; pCO2; lactato; glicose; Na; K; Cl; Ca2+.

 

O conceito de valores críticos no laboratório clínico

Bruna Cláudia B. Rocha; José Adilson R. Alves; Félix Pedro D. Pinto; Maria Elizabete Mendes; Nairo M. Sumita

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(1):17-20

RESUMO

O valor crítico é um resultado laboratorial que representa um estado fisiopatológico de risco à vida do paciente. A comunicação desses resultados é de responsabilidade do laboratório e, segundo a literatura, 95% dos médicos a considera útil na adoção de condutas e no manuseio dos pacientes. Dois terços dos resultados críticos resultam em alguma mudança na conduta terapêutica. A comunicação dos resultados críticos é um procedimento previsto nas listas de verificação dos programas de acreditação laboratorial, portanto o laboratório deve estabelecer a lista dos exames, os respectivos valores críticos e o procedimento, descrevendo o fluxo de comunicação. O indicador de desempenho para esta atividade deve considerar o tempo decorrido entre a liberação do resultado e a sua efetiva comunicação e o percentual de sucesso na comunicação. Não existe padronização acerca dos parâmetros laboratoriais que necessitam ter valores críticos estabelecidos, nem mesmo os intervalos a serem considerados para fins de notificação. A atualização frequente da lista de exames e dos intervalos de valores críticos com base na revisão da literatura e na troca de experiências entre os laboratórios clínicos garante o processo de melhoria contínua para esse procedimento e a segurança do paciente.

Palavras-chave: laboratórios hospitalares; segurança do paciente; indicadores de qualidade em assistência à saúde; administração dos cuidados ao paciente; gestão de qualidade total.

 

ABSTRACT

The critical value is a laboratory result representing a pathophysiological state that offers risk to a patient's life. The communication of these results is a laboratory responsibility and, according to the literature, 95% of physicians consider it useful in decision-making and patient management. Two-thirds of critical results lead to some change in therapeutic approach. The communication of critical results is a requirement for laboratory accreditation programs. Thus laboratories should establish a list of tests, their critical values, and the procedure describing the communication flow. The performance indicator for this activity should consider the time between results release and their effective communication, and the percentage of successful communication. There is no standardization of laboratory parameters that need to have critical values established, not even the ranges to be considered for notification purposes. The frequent update of test lists and critical value ranges based on literature reviews and on experience exchange among clinical laboratories ensure the continuous improvement process for this procedure and patient safety.

Palavras-chave: laboratórios hospitalares; segurança do paciente; indicadores de qualidade em assistência à saúde; administração dos cuidados ao paciente; gestão de qualidade total.

 

A medida da osmolalidade sérica e sua aplicação na prática clínica e laboratorial: revisão da literatura

Daniel K. Faria; Maria Elizabete Mendes; Nairo M. Sumita

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(1):38-45

RESUMO

INTRODUÇÃO: A osmolalidade sérica constitui um parâmetro laboratorial importante para compreensão de diversas desordens clínicas, como os distúrbios eletrolíticos, as intoxicações exógenas e o status de hidratação.
OBJETIVO: Este trabalho visa atualizar os conhecimentos acerca do exame de osmolalidade por meio da pesquisa de artigos científicos publicados até a presente data.
MATERIAIS E MÉTODOS: A pesquisa foi realizada no banco de dados do PubMed. Este artigo de atualização aborda os principais conceitos, aspectos históricos, aspectos fisiológicos e aplicações clínicas do exame de osmolalidade sérica. Foi também realizado um levantamento das diferentes fórmulas propostas para o cálculo da osmolalidade sérica.
DISCUSSÃO: A medida da osmolalidade sérica é pertinente nas alterações do equilíbrio intra e extracelular, sendo um bom indicador para avaliar as concentrações de solutos no sangue. As fórmulas matemáticas para o cálculo da osmolalidade sérica são úteis quando a medida laboratorial não está disponível, bem como nas situações em que o cálculo do gap osmolal se faz necessário, mas a variabilidade das fórmulas é um viés significativo.
CONCLUSÃO: A medida da osmolalidade sérica é útil na avaliação de diversas condições clínicas, como na desidratação, nos distúrbios dos íons sódio e potássio, nas disglicemias, nas intoxicações exógenas, na insuficiência adrenal, nas lesões neurológicas, nos exercícios físicos, entre outras.

Palavras-chave: concentração osmolar; osmose; osmometria; osmolalidade plasmática; osmolalidade sérica; gap osmolal.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Serum osmolality is an essential laboratory parameter to understand several clinical disorders such as electrolyte disturbances, exogenous intoxication and hydration status.
OBJECTIVE: This study aims to update knowledge about the osmolality examination through research papers published to date.
MATERIALS AND METHODS: The survey was conducted on PubMed database. It highlights main concepts, both historical and physiological aspects, and the clinical applications of the serum osmolality test. In addition, an extensive survey of formulas for the serum osmolality calculation was conducted.
DISCUSSION: The measurement of serum osmolality is relevant in changes in intracellular and extracellular balance, as a trusted and valuable indicator of solute concentration in the blood. The mathematical equations for serum osmolality calculation acquire relevance in health services where serum is not available, and situations in which calculation of the osmolal gap is necessary, but the variability of the formulas is a significant bias.
CONCLUSION: The measurement of serum osmolality is useful in cases of dehydration, sodium and potassium disorders, glucose alteration, exogenous poisoning, adrenal insufficiency, neurological injury, physical exercise and others.

Palavras-chave: concentração osmolar; osmose; osmometria; osmolalidade plasmática; osmolalidade sérica; gap osmolal.

 

Indexadores