Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos do Autor

2 resultado(s) para: Laura Lucia Cogo

Pesquisa da atividade de resíduos de antimicrobianos em amostras de urina de pacientes hospitalizados

Daiane Cardozo, Gislene Maria Botão Kussen, Laura Lúcia Cogo

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2014;50(6):417-420

RESUMO

Introdução: A infecção do trato urinário é bastante frequente em ambiente hospitalar, e a cultura de urina é padrão-ouro para o diagnóstico dessa doença, pois permite a identificação bacteriana e a realização do teste de suscetibilidade aos antimicrobianos. Amostras de urina de pacientes com forte suspeita de infecção que resultam em cultura negativa podem ocorrer devido à atividade de resíduos de antimicrobianos, os quais podem interferir no crescimento bacteriano in vitro e gerar resultados falso negativos. Objetivo: Verificar a ocorrência de culturas de urina falso negativas devido à presença de resíduos de antimicrobianos em amostras de pacientes internados no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Material e métodos: Um total de 188 amostras de urina de pacientes internados foi selecionado aleatoriamente, durante o período de julho a dezembro de 2012. Todas as amostras foram avaliadas quanto ao resultado da cultura de urina, da bacteriúria e da pesquisa da atividade de resíduos de antimicrobianos por meio das técnicas manual e automatizada. Resultados: Quarenta e quatro (23,4%) apresentaram cultura de urina positiva, 121 (64,4%), cultura negativa e 23 (12,2%), crescimento de várias espécies. Em 14 amostras foi observada cultura negativa associada à presença de bactérias e pesquisa da atividade de resíduos de antimicrobianos (PRA) positiva. Conclusão: A técnica automatizada apresentou melhor desempenho quando comparada com a técnica manual, apresentando sensibilidade de 92,8% e 71,4%, respectivamente. A presença de resíduos de antimicrobianos pode comprometer a recuperação de bactérias na urina, gerando resultado falso negativo.

Palavras-chave: pesquisa da atividade de resíduos de antimicrobianos, infecção do trato urinário, cultura de urina

 

ABSTRACT

Introduction: Urinary tract infection is quite frequent in a hospital environment, and the urine culture is the gold standard for diagnosis of this disease, because it allows bacterial identification and performing antimicrobial susceptibility testing. Culturenegative urine samples result of patients with strong suspicion of infection may occur due to the activity of antimicrobial residues, which can interfere with bacterial growth in vitro and produce false-negative results. Objective: Verify the occurrence of falsenegative urine cultures due to the presence of antimicrobial residues in samples of patients admitted to the Clinical Hospital of Paraná Federal University. Material and methods: A total of 188 urine samples from hospitalized patients were randomly selected, during the period from July to December 2012. All samples were evaluated on the result of the urine culture, bacteriuria, and research on residues of antimicrobial activity by manual and automated techniques. Results: 44 (23.4%) presented positive urine culture, 121 (64.4%) negative urine culture, and 23 (12.2%) presented growth of many species. In 14 samples, negative urine cultures associated with the presence of bacteria and were positive for the research on antimicrobial residues activity (RARA), were observed. Conclusion: Automated technique showed better performance when compared to manual technique, with sensitivity of 92.8% and 71.4%, respectively. The presence of antimicrobial residues may affect the recovery of bacteria in the urine, producing a false-negative result.

Palavras-chave: pesquisa da atividade de resíduos de antimicrobianos, infecção do trato urinário, cultura de urina

 

A detecção de proteína Bence Jones na urina pelo teste de calor auxilia no diagnóstico de mieloma múltiplo?

Ana Paula O. Tomaz; Maristela de Paiva; José Ederaldo Q. Telles; Angela Maria de Souza; Laura Lucia Cogo

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(1):20-23

RESUMO

INTRODUÇÃO: O mieloma múltiplo (MM) é uma neoplasia maligna hematológica causada pela intensa proliferação indiscriminada de plasmócitos na medula óssea. Diante da suspeita clínica de MM devem ser realizados exames laboratoriais e exames de imagem, entre outros.
OBJETIVOS: Avaliar o teste laboratorial de calor para detecção de proteína Bence Jones (BJ), utilizado como diagnóstico complementar da patologia, e caracterizar o perfil epidemiológico dos pacientes diagnosticados com MM.
MATERIAL E MÉTODOS: Foi realizado um estudo retrospectivo de janeiro de 2010 a julho de 2015 dos pacientes atendidos no laboratório do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil.
RESULTADOS: Dos pacientes avaliados, a média de idade no momento do diagnóstico de MM foi de 65,6 anos, com um percentual de diferença mínima entre os gêneros masculino [52,6% (n = 10)] e feminino [47,4% (n = 9)] e predomínio na raça branca [84,2% (n = 16)]. Entre os pacientes analisados, 85,2% (n = 104) apresentaram exame de BJ negativo e 14,8 (n = 18), positivo; 84,4% (n = 103) não apresentaram diagnóstico de MM e 15,6% (n = 19) foram diagnosticados com a patologia.
CONCLUSÃO: Os resultados da avaliação do método de calor de detecção de proteína BJ mostraram sensibilidade de 47,4% e especificidade de 91,3%, com valores preditivos positivo e negativo de 50% e 90,4%, respectivamente.

Palavras-chave: proteína de Bence Jones; mieloma múltiplo; urina.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Multiple myeloma (MM) is a hematologic malignancy caused by the intense indiscriminate proliferation of plasma cells in the bone marrow. In view of clinical suspicion of MM, clinic laboratory tests and imaging tests should be used, among others.
OBJECTIVES: Evaluate the laboratory test for protein detection heat method Bence Jones (BJ) used to complementary diagnosis pathology and to characterize the epidemiological profile of patients diagnosed with MM.
MATERIAL AND METHODS: A retrospective study was conducted from January 2010 to July 2015 of the patients treated at Hospital de Clínicas of Universidade Federal do Paraná (HC/UFPR) in Curitiba, Paraná, Brazil.
RESULTS: In the patients analyzed, the average age at diagnosis of MM was 65.6 years, with a minimum percentage of difference between genders [males 52.6% (n = 10) and females 47.4% (n = 9)], predominantly in the white race [84.2% (n = 16)]. Among the patients analyzed, 85.2% (n = 104) had negative BJ exam and 14.8 (n = 18), positive exam; 84.4% (n = 103) had no diagnosis of MM, and 15.6% (n = 19) were diagnosed with the disease.
CONCLUSION: The evaluation results of BJ protein detection by the heat method showed sensitivity of 47.4%, specificity of 91.3%, with positive and negative predictive values of 50% and 90.4%, respectively.

Palavras-chave: proteína de Bence Jones; mieloma múltiplo; urina.

 

Indexadores