Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos do Autor

1 resultado(s) para: Joyce Eliza de Oliveira Souza

Prevalência de alterações microscópicas discordantes com análise automatizada do hemograma

Fabiano de Jesus Santos, Dayse de Oliveira Figueira, Joyce Eliza de Oliveira Souza

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2014;50(6):398-401

RESUMO

Introdução: A causa mais comum de erro no diagnóstico relaciona-se com erros de exames laboratoriais, bem como erros de sua interpretação. E com o intuito de reduzi-los, atualmente o laboratório dispõe de equipamentos modernos com resultados precisos e confiáveis. O desenvolvimento da automação revolucionou os procedimentos laboratoriais no Brasil e no mundo. Objetivos: Verificar a prevalência de alterações microscópicas presentes em lâminas hematológicas concordantes e discordantes com resultados obtidos por meio de procedimentos totalmente automatizados. Materiais e métodos: No período de janeiro a julho de 2013, foram analisados os parâmetros hematológicos de 1.000 lâminas. A análise automatizada foi realizada em equipamento de última geração, cuja metodologia baseia-se em impedância elétrica e é capaz de quantificar todos os elementos figurados do sangue em um universo de 22 parâmetros. A hematoscopia foi realizada por dois microscopistas ao mesmo tempo. Resultados: Os dados demonstraram que apenas 42,70% foram concordantes, confrontando com 57,30% discordantes. Os principais achados entre os discordantes foram alterações na série vermelha 43,70% (n = 250), série branca 38,46% (n = 220) e plaquetária 17,80% (n = 102). Discussão: Os dados comprovam que alguns resultados não são compatíveis com a clínica, nem condizem com o estado fisiológico de um indivíduo e podem não ser explicitados por não terem sido investigados, o que pode comprometer o diagnóstico final. Conclusão: Observou-se a importância de a análise hematoscópica qualitativa ser realizada em paralelo à análise automatizada para que se obtenha resultados confiáveis, que cause impacto positivo na prevenção, no diagnóstico, no prognóstico e no seguimento terapêutico.

Palavras-chave: microscopia, automação, hemograma

 

ABSTRACT

Introduction: The most common cause of diagnostic error is related to errors in laboratory tests as well as errors of results interpretation. In order to reduce them, the laboratory currently has modern equipment which provides accurate and reliable results. The development of automation has revolutionized the laboratory procedures in Brazil and worldwide. Objective: To determine the prevalence of microscopic changes present in blood slides concordant and discordant with results obtained using fully automated procedures. Materials and method: From January to July 2013, 1,000 hematological parameters slides were analyzed. Automated analysis was performed on last generation equipment, which methodology is based on electrical impedance, and is able to quantify all the figurative elements of the blood in a universe of 22 parameters. The microscopy was performed by two experts in microscopy simultaneously. Results: The data showed that only 42.70% were concordant, comparing with 57.30% discordant. The main findings among discordant were: Changes in red blood cells 43.70% (n = 250), white blood cells 38.46% (n = 220), and number of platelet 17.80% (n = 102). Discussion: The data show that some results are not consistent with clinical or physiological state of an individual, and cannot be explained because they have not been investigated, which may compromise the final diagnosis. Conclusion: It was observed that it is of fundamental importance that the microscopy qualitative analysis must be performed in parallel with automated analysis in order to obtain reliable results, causing a positive impact on the prevention, diagnosis, prognosis, and therapeutic follow-up.

Palavras-chave: microscopia, automação, hemograma

 

Indexadores