Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos do Autor

1 resultado(s) para: Jeann Marie R. Marcelino

Controle de qualidade das lâminas pelo método Kato-Katz para o diagnóstico parasitológico da esquistossomose mansônica

Constança S. Barbosa; Elainne Christine S. Gomes; Jeann Marie R. Marcelino; Karina R. L. J. Cavalcante; Wheverton Ricardo C. Nascimento

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(2):110-114

RESUMO

INTRODUÇÃO: O Kato-Katz é o método laboratorial adotado pelo Ministério da Saúde (MS) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como padrão-ouro para o diagnóstico da infecção humana pelo Schistosoma mansoni, sendo uma ferramenta de relevância clínica e epidemiológica, visto que permite classificar a carga parasitária do indivíduo infectado pelo cálculo de ovos por grama de fezes (OPG). Essa classificação pode também ser utilizada para estimar a intensidade da infecção nas comunidades, mensurar o impacto de medidas de controle da doença bem como estabelecer parâmetros de qualidade para a leitura das lâminas.
OBJETIVO: Descrever os procedimentos laboratoriais corretos para o diagnóstico parasitológico da infecção pelo S. mansoni pelo método Kato-Katz a partir do protocolo de controle de qualidade estabelecido pelo Laboratório e pelo Serviço de Referência em Esquistossomose/Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CPqAM)/Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)/MS.
MÉTODO: São descritas: 1) as etapas técnicas para o preparo das amostras de fezes e a leitura das lâminas; 2) as limitações da técnica; 3) o procedimento operacional padrão (POP) a ser adotado pelos laboratórios; 4) a metodologia para o controle de qualidade interno e externo da leitura das lâminas; e 5) os limites de tolerância aceitos para tal controle.
CONCLUSÃO: Este trabalho instrumentaliza os laboratórios que realizam o diagnóstico da esquistossomose pelo método Kato-Katz com parâmetros para implantar um serviço diagnóstico passível de ser avaliado interna e externamente. O estabelecimento de um protocolo de qualidade viabiliza a comparação de dados e a identificação de falhas no procedimento operacional, que poderão ser corrigidas por meio de capacitação de pessoal e tomada de medidas para os problemas identificados.

Palavras-chave: esquistossomose; controle de qualidade; diagnóstico; Schistosoma mansoni; parasitologia; testes diagnósticos de rotina.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Kato-Katz is a laboratory method recommended by the Brazilian Ministry of Health (BMH) and the World Health Organization (WHO) as the gold standard for the diagnosis of human infection by Schistosoma mansoni. The method has great clinical and epidemiological relevance because it allows the parasite load quantification of the infected patient by calculating the number of eggs per gram (EPG) of feces. This classification may also be used to estimate the intensity of infection in the communities, to measure the impact of disease control measures, as well as to establish quality parameters for reading the slides.
OBJECTIVE: To describe the correct laboratory procedures for the parasitological diagnosis of S. mansoni infection by the Kato-Katz method based on the quality control protocol established by the Laboratory and Reference Service in Schistosomiasis/Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CPqAM)/Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)/BMH.
METHODS: We describe: 1) the technical steps for fecal sample preparation and reading the slides; 2) the technical limitations; 3) the standard operating procedure (SOP) to be adopted by laboratories; 4) the methodology for the internal and external quality control of the reading slides results; and 5) the tolerance limits accepted for such control.
CONCLUSION: This study provides the laboratory which performs the diagnosis of schistosomiasis using the Kato-Katz method with parameters to implement a diagnostic service that can be evaluated internally and externally. The establishment of a quality protocol enables the comparison of data and the identification of failures in the operational procedure, which can be corrected by training personnel and taking actions for the problems identified.

Palavras-chave: esquistossomose; controle de qualidade; diagnóstico; Schistosoma mansoni; parasitologia; testes diagnósticos de rotina.

 

Indexadores