Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos do Autor

3 resultado(s) para: Camila C. Oliveira

Estudo comparativo de cinco sondas comerciais para detecção do vírus Epstein-Barr (EBV) por hibridização in situ em casos de linfoma de Hodgkin esclerose nodular

Suely Nonogaki; Neuza K. Shirata; Lidia M. Kimura; Juliana M. Guerra; Raphael S. S. Medeiros; Roberto Antonio P. Paes; Cristina T. Kanamura; Camila C. Oliveira; Yara de Menezes

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(6):416-425

RESUMO

INTRODUÇÃO: O vírus Epstein-Barr (EBV) pode servir como alvo nos tratamentos terapêuticos, sendo necessário resultado diagnóstico confiável.
OBJETIVO: Avaliar a acurácia da detecção do EBV pela hibridização in situ (ISH), utilizando cinco sondas comerciais em amostras fixadas em formalina e incluídas em parafina de linfoma de Hodgkin (LH) esclerose nodular, comparando os resultados com a imuno-histoquímica (IHQ) e a reação em cadeia pela polimerase (PCR).
MATERIAL E MÉTODO: Trinta amostras foram selecionadas, sendo 28 linfonodos, uma medula óssea e um mediastino. Os seguintes parâmetros foram analisados: intensidade do sinal; proporcionalidade das células positivas; qualidade da reação de acordo com o conforto na avaliação, qualidade do sinal e homogeneidade das células marcadas; reação de fundo; morfologia; presença de artefatos; e positividade em outras células não neoplásicas. Todas as amostras foram analisadas para a detecção do EBV usando as cinco sondas, IHQ para proteína da membrana latente tipo 1 (LMP1) e PCR para antígeno nuclear do EBV (EBNA1). As análises estatísticas foram realizadas com o software R1; os índices de 5% para Kappa de Fleiss e Cohen foram considerados significantes.
RESULTADOS: A detecção pela IHQ-LMP1 foi de 26,7% (8/30) e 66,7% (20/30) pela PCR-EBNA1. Todas as sondas detectaram EBV. A positividade foi observada em 42/90 (46,7%), 38/90 (42,2%), 45/90 (50%), 27/90 (30%) e 61/90 (67,8%) para as sondas A, B, C, D e E, respectivamente.
DISCUSSÃO: Todas as sondas demonstraram positividade.
CONCLUSÃO: A sonda E mostrou melhor taxa (67,8%), sensibilidade, especificidade e precisão (100%), boa correlação entre os diferentes observadores e com a PCR, além de ótimo custo/benefício.

Palavras-chave: infecções pelo vírus Epstein-Barr; hibridização in situ; doença de Hodgkin.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Epstein-Barr virus (EBV) may serve as a target in therapeutic treatments, thus reliable diagnostic results are necessary.
OBJECTIVE: The aim of this study was to evaluate the accuracy of EBV detection by in situ hybridization (ISH) using five commercial probes in formalin-fixed and paraffin-embedded samples of nodular sclerosis Hodgkin's lymphoma (HL), and to compare the results with immunohistochemistry (IHC) and polymerase chain reaction (PCR).
MATERIAL AND METHOD: Thirty samples were selected, 28 were lymph nodes, one bone marrow and one mediastinum. The following parameters were analyzed: signal intensity; proportionality of positive cells; quality of the reaction according to comfort for evaluation, sign quality and homogeneity of labeled cells; background reaction; morphology; presence of artifacts; and positivity in other non-neoplastic cells. All samples were analyzed for EBV detection using the five probes, IHC for latent membrane protein type 1 (LMP1) and PCR for Epstein Barr virus nuclear antigen 1 (EBNA1). Statistical analyses were performed with the R1 software; Fleiss' test and Cohen Kappa index of 5% were considered significant.
RESULTS: The detection by IHC-LMP1 was 26.7% (8/30) and 66.7% (20/30) by PCR-EBNA1. All probes detected EBV. Positivity was observed in 42/90 (46.7%), 38/90 (42.2%), 45/90 (50%), 27/90 (30%) and 61/90 (67.8%) for probes A, B, C, D and E, respectively.
DISCUSSION: All five probes demonstrated positivity.
CONCLUSION: Probe E showed better rate (67.8%), sensitivity, specificity and accuracy (100%), a very good correlation among the different observers and with PCR, besides great cost-benefits relation.

Palavras-chave: infecções pelo vírus Epstein-Barr; hibridização in situ; doença de Hodgkin.

 

Estudo da estabilidade de materiais de referência para HIV e sífilis sob condições de temperatura variadas durante o transporte

Márcia J. Castejon; Rosemeire Yamashiro; Camila C. Oliveira; Elaine L. Oliveira; Edilene P. R. Silveira; Carmem Aparecida F. Oliveira

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(3):188-195

RESUMO

INTRODUÇÃO: O objetivo deste estudo foi avaliar a estabilidade de curta duração de amostras de soro utilizadas como controle de qualidade interno (CQI) de testes imunodiagnósticos de vírus da imunodeficiência humana (HIV)/síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids) e sífilis, produzidas no Centro de Imunologia do Instituto Adolfo Lutz (IAL) e distribuídas aos laboratórios participantes do Programa de Controle de Qualidade do IAL.
MÉTODO: Os soros analisados por meio de ensaio de quimioluminescência foram armazenados em diferentes condições de temperaturas: de 2ºC a 8°C (geladeira), de 15ºC a 25ºC (ambiente), 37ºC (estufa) e de -20ºC (referência) durante 12 e 24 horas.
RESULTADOS: A análise comparativa dos resultados do CQI HIV e T. pallidum (antitreponêmico) demonstrou que os materiais permaneceram estáveis, tanto na temperatura de referência quanto nas diferentes temperaturas simuladas para o transporte, no período de tempo estabelecido. No entanto, os resultados da análise de regressão linear simples das amostras de soro negativas (estufa/24 horas) e de um lote de CQI HIV (ambiente/24 horas) foram estatisticamente significativos ao nível de 5% (valor de p < 0,05).
CONCLUSÃO: Os soros apresentaram requisitos necessários de material de referência para serem transportados aos laboratórios em temperatura de refrigeração (2ºC a 8°C) no tempo máximo de 12 horas.

Palavras-chave: reatividade-estabilidade; soro; anticorpos anti-HIV; Treponema pallidum; controle de qualidade.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The objective of this study was to evaluate the short-term stability of the serum samples used as internal quality control (IQC) of human immunodeficiency virus (HIV)/acquired immunodeficiency syndrome (Aids) and syphilis immunodiagnostic assays. These samples were produced at the Center of Immunology-Instituto Adolfo Lutz (IAL), and they were distributed to laboratories participating in the IAL Quality Control Program.
METHOD: The sera analyzed by chemiluminescence assay were stored at varied temperature conditions: from 2°C to 8°C (refrigerator), from 15°C to 25°C (room temperature), at 37°C (incubator) and at -20°C (reference temperature) for 12 and 24 hours.
RESULTS: Comparative analysis of IQC results for anti-HIV and anti-T. pallidum (anti-treponemal) showed stability in the reference temperature and at the various simulated temperatures for transporting the samples at the established lengths of time. The data from the simple linear regression analysis of negative serum samples (incubator/24 hours) and in one batch of HIV IQC (room temperature/24 hours) were statistically significant at the level of 5% (p-value < 0.05).
CONCLUSION: The sera presented necessary requirements as reference material to be transported to laboratories at refrigeration temperature (2°C to 8°C), at the maximum shipping time of 12 hours.

Palavras-chave: reatividade-estabilidade; soro; anticorpos anti-HIV; Treponema pallidum; controle de qualidade.

 

Efeito dos múltiplos ciclos de congelamento e descongelamento na estabilidade de amostras de soro antitreponêmico positivo

Marcia Jorge Castejon; Rosemeire Yamashiro; Camila C. Oliveira; Elaine L. Oliveira; Edilene P. R. Silveira; Carmem Aparecida F. Oliveira

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(4):246-251

RESUMO

INTRODUÇÃO: As amostras biológicas têm sido utilizadas em múltiplas investigações por um longo período de tempo, e existe a preocupação a respeito dos seus repetidos ciclos de congelamento e descongelamento que podem afetar os resultados de determinado ensaio imunodiagnóstico pela ocorrência de dano físico do anticorpo de interesse.
OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi investigar o impacto dos sucessivos ciclos de congelamento e descongelamento na estabilidade das amostras de soro armazenadas a -20ºC quanto à reatividade de anticorpos antitreponêmicos.
MÉTODOS: No Centro de Imunologia do Instituto Adolfo Lutz (IAL), as amostras de soro analisadas foram preparadas e estabelecidas como material de referência de teste imunodiagnóstico antitreponêmico. A estabilidade dos soros foi avaliada por meio de ensaio de quimioluminescência, em amostras submetidas a 25 sucessivos ciclos de congelamento e descongelamento, que variaram de 6 a 174 ciclos.
RESULTADOS: Não houve efeito estatisticamente significante na reatividade dos anticorpos antitreponêmicos (valor de p > 0,05), e nenhum efeito adverso foi observado nas amostras fracamente reagentes, como a ocorrência de resultados falso negativos.
CONCLUSÃO: Foi demonstrado que os 174 ciclos de congelamento e descongelamento dos soros antitreponêmicos não afetaram a estabilidade e a qualidade das amostras, quando avaliados por meio do ensaio de quimioluminescência.

Palavras-chave: soro; anticorpos; Treponema pallidum; controle de qualidade; reatividade-estabilidade.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Biological samples have long been used in multiple laboratory investigations, and this procedure has been an issue of concern, as the samples are submitted to repeated freeze-thaw cycles, which may affect the results of a particular immunodiagnostic assay, due to the occurrence of physical damage to the antibody of interest.
OBJECTIVE: This study aimed at investigating the impact of successive freeze-thaw cycles on the stability of serum samples stored at -20ºC regarding the reactivity of anti-treponemal antibodies.
METHODS: At the Immunology Center-Instituto Adolfo Lutz (IAL), the analyzed serum samples analyzed were prepared and established as reference material for anti-treponemal immunodiagnostic assays. Sera stability was evaluated by chemiluminescence assay in samples submitted to 25 successive freeze-thaw cycles, ranging from 6 to 174 cycles.
RESULTS: Neither statistically significant effect on the reactivity of anti-treponemal antibodies (p-value > 0.05), nor adverse effect were observed in weakly reactive samples, such as the occurrence of false-negative results.
CONCLUSION: It was shown that 174 freeze-thaw cycles of anti-treponemal sera did not affect the stability and the quality of samples, when evaluated by chemiluminescence assay.

Palavras-chave: soro; anticorpos; Treponema pallidum; controle de qualidade; reatividade-estabilidade.

 

Indexadores